Como Brigar de Forma Justa em um Relacionamento

Por que não há problema em lutar para ser o melhor aluno da classe, mas não é certo brigar com seu melhor amigo ou confidente para chegar ao melhor resultado em relação a uma divergência de opiniões entre vocês? Porque esta briga coloca o relacionamento de vocês em risco! Em outros relacionamentos, você pode competir com toda a sua energia, mas você não pode humilhar ou destruir o seu melhor amigo! Assim como existem formas "justas" de lutar contra o câncer (ou seja, a quimioterapia ao invés de um tiro de revólver), existem formas justas de brigar com o seu cônjuge ou chefe.

Passos

  1. Assuma a mentalidade certa: desde que você siga as regras do jogo, é bom ter uma partida de tênis competitiva e animada com um adversário. O mesmo vale para uma disputa com seu parceiro. Ela nos fortalece, nos torna melhores nesta área, e nos ensina muito sobre a outra pessoa e como ela funciona. Mas, se o seu adversário for sua namorada ou esposa, tenha cuidado extra.
  2. Não apele para a violência física ou emocional durante uma conversa ou briga.
  3. Não fale palavrões ou ofenda a outra pessoa. Não ataque a personalidade dela com frases como "Eu não sabia que você era tão...", ou "Você é tão...".
  4. Atenha-se ao assunto da discussão. Não traga o passado à tona, a não ser que este seja o assunto em questão.
  5. Evite declarações exageradas, como "Você sempre faz...","Você nunca..." ou "Eu sou sempre o único que...". Declarações como estas são mentiras inúteis e não ajudam em nada na resolução dos problemas.
  6. Se você perdoou seu parceiro por algo que ele fez no passado, não use o assunto como munição para a briga atual.
  7. Não fuja da briga e saia andando ou correndo. Se você precisar de uma pausa por estar se tornando emotivo demais para conseguir pensar com clareza e lembrar as regras de uma briga justa, peça uma pausa e entre acordo sobre o reinício da discussão. Você não precisa encerrar o relacionamento ou pedir um divórcio: precisa apenas de uma pausa para esfriar a cabeça. Faça esta pausa!
  8. Sem ultimatos ou ameaças. O objetivo da briga justa não é vencer, mas discutir com o seu parceiro até que vocês alcancem soluções ou compromissos que satisfaçam a ambos. Neste meio tempo, aproveite as discussões para aperfeiçoar sua habilidade de se manter à tona no mundo das realidades humanas. Definitivamente não ameace terminar o relacionamento, a menos que você queira isso. Não termine com a outra pessoa apenas para recuperar o controle ou o poder.
  9. Não esqueça de admitir quando estiver errado. Além de criticar as razões da outra pessoa, seja rápido em reconhecer quando ela estiver certa.
  10. Não tente adivinhar o que está na cabeça da outra pessoa. Não diga coisas como “Você nem se importa mais comigo porque...”, “Você acha que...” ou “Você fez isso porque...”. Ao invés de falar para a pessoa como ela se sente, PERGUNTE como ela se sente.
  11. Mantenha a conversa sobre você dois. Não traga as famílias um do outro à tona. Não faça comparações com outras pessoas, dizendo coisas como “Por que você não pode ser como o fulano, ele sempre faz tal coisa...”.

Dicas

  • Vocês dois podem aprender a expressar queixas e decepções de forma humana e respeitosa.
  • Lembre-se de que há um propósito em lutar com seu parceiro: ambos precisam de uma oportunidade para esclarecer determinados assuntos, questionar certos comportamentos e expressar sentimentos negativos.
  • A forma como você se comunica afeta a todos! Estas regras podem ser aplicadas a todos os relacionamentos: com os filhos, a família, os amigos e os colegas de trabalho. Isto demonstra que você se importa com o bem-estar físico e mental das outras pessoas.
  • Uma briga em um relacionamento pode aumentar sua capacidade de enfrentar adversidades e manter as diferenças em um nível aceitável, fazendo com que a relação permaneça equilibrada. Administrado de forma correta, o conflito é muito útil para mudar o que precisa ser mudado, resolver os problemas e harmonizar as diferenças.

Avisos

  • Não brigue em um relacionamento a menos que ambos os parceiros concordem em usar as regras básicas mencionadas acima.
  • Esteja ciente de que a briga poderá piorar consideravelmente se ambos os lados não estiverem brigando de forma justa, e quiserem “ganhar” a discussão ao invés de resolver os problemas. Gritar, insultar, acusar e culpar são táticas que magoam muito. Pare imediatamente e deixe a discussão para outro dia.

Materiais Necessários

  • Um local e um horário reservados para a "briga", combinados por ambas as partes e que não estejam sujeitos à interrupções causadas pelos filhos, televisão ou telefone.
  • Além disso, combinem um determinado tempo para a duração da briga. Pare quando o tempo acabar. Se vocês não tiverem terminado, combinem um novo horário e um local para continuarem a discussão.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.