Como Produzir um Filme

Você quer sair por aí e começar a fazer filmes? Pode parecer difícil saber por onde começar. Quem fará a maquiagem? Como uso computação gráfica? Como farei aquela perseguição de carro? Caso perguntas como essas estejam em sua cabeça, continue lendo para aprender o básico da realização audiovisual.

Reunindo o essencial

  1. Consiga uma câmera. A maioria dos cineastas amadores utiliza câmeras baratas para criar filmes com aparências profissionais. Outros utilizam o aspecto "caseiro" delas como "estilo". Defina o tipo de câmera de que precisará e procure um modelo dentro de seu orçamento. As câmeras de filmagem podem variar bastante de preço, sendo que algumas passam dos R$10,000. Se você possui uma câmera relativamente barata, considere filmar uma história que combine com esse aspecto "caseiro".
    • Existem diversas filmadoras caseiras com preços que variam de R$500 a R$1500. Empresas como a Canon e a Panasonic possuem modelos relativamente baratos e portáteis. Por conta da facilidade de transferência dos arquivos filmados, até mesmo os iPhones e iPads são boas opções, pois possuem câmeras boas. Desse modo, talvez não seja necessário gastar com uma câmera separada. Existem alguns kits de lentes para celulares que podem ajudá-lo a dar uma cara nova para a filmagem. Até mesmo as câmeras baratas podem render bons resultados: o filme "A Bruxa de Blair" foi filmado com uma câmera digital usada.
    • É possível encontrar modelos bons da Sony e da Panasonic por algo entre R$1500 e R$3000. As câmeras dessa faixa de preço são utilizadas na filmagem de diversos documentários e até mesmo longas metragens de ficção, como o filme "Mar Aberto". Se deseja levar a gravação a sério e produzir mais filmes, invista em uma câmera de qualidade.
    • O software iMovie (disponível para iPhone, iPod Touch, iPad e Macbooks) permite que você produza edições rápidas e com acabamento profissional.
  2. Decida como editará o filme. A menos que deseje realizar um trabalho artesanal e gravar o filme na sequência e sem tomadas diferentes (o que pode consumir muito tempo), você precisará importar as filmagens para um computador. Existem softwares gratuitos e básicos de edição (Windows Movie Maker para PC e iMovie para Macintosh) que permitem que você edite o filme, mixe o sol e até mesmo adicione os créditos.
    • É possível utilizar um software profissional mais complexo como o Avid FreeDV ou o Video Edit Magic. Se não consegui-los, existem outras ferramentas profissionais gratuitas como a Open Shot e a Light Works.
  3. Encontre uma locação. Filmar um épico espacial no seu quarto é difícil, portanto, analise as locações disponíveis para você e considere quais histórias você pode contar nelas. O filme "O Balconista" gira em torno de diversos rapazes trabalhando em uma loja de conveniência. Sem o acesso a uma loja de conveniência, a produção seria difícil.
    • Os negócios e restaurantes normalmente não são muito abertos em receber cineastas amadores para filmagens, mas não custa perguntar. Muitas pessoas ficam animadas com a ideia de fazerem parte de um filme.
  4. Encontre pessoas dispostas a ajudar. Com pouquíssimas exceções, a produção de um filme envolve um grupo de pessoas reunidas para tirar do papel uma história que mereça ser contada. Você precisará de ajudantes e de atores. Chame amigos ou divulgue a produção no Facebook para encontrar interessados. Se não poderá pagar ninguém pelo serviço, deixe isso claro desde o início.
    • Se você vive em uma cidade universitária, considere divulgar alguns folhetos nos murais de cursos de atores e de artes. Você se surpreenderá com quantas pessoas ficarão empolgadas em participar do projeto.

Escrevendo o filme

  1. Imagine uma história visual. Como os filmes costumam ser essencialmente histórias visuais, o primeiro passo é bolar uma ideia que você deseja transformar o filme. Não é necessário detalhar tudo nesse ponto, basta ter uma ideia básica da trama.
    • Pense nos filmes que gosta de ver ou nos livros que gosta de ler: o que os torna interessantes? São os personagens, os visuais, a temática ou a ação? Não importa a resposta, lembre-se do elemento em questão ao planejar seu filme.
    • Monte uma lista de objetos de cena, locações e atores disponíveis e desenvolva o filme de acordo com isso. Coloque no papel as ideias que tiver, seja com base em um sonho ou uma notícia que leu. Você desenvolverá a trama a partir dessa ideia central.
  2. Transforme a ideia em uma história. O essencial para a construção da história são os personagens: quem é o protagonista? O que ele quer? O que o impede de conseguir? Por quais mudanças ele passará na trama? Ser capaz de responder tais perguntas significa que você está no caminho para uma ótima história.
    • Acredita-se que todas as histórias têm uma de duas premissas básicas: um herói parte para uma jornada ou um estranho chega e muda o modo com o qual o mundo funciona.
    • A história deve possuir começo (onde a ambientação e os personagens são introduzidos), meio (onde o conflito cresce) e fim (onde o conflito é resolvido).
  3. Escreva um roteiro. O roteiro separa os momentos da história em cenas individuais que podem ser filmadas. Por mais que você tenha vontade de ir filmando as cenas conforme elas surgem em sua cabeça, é melhor planejar o filme, cena a cena, com antecedência.
    • Um roteiro contém diálogos (separados por personagem), ações e exposição de trama. Cada cena deve começar com uma breve descrição ("Interior, Noite, Casa de Miguel", por exemplo).
    • Leve o orçamento em questão ao escrever. Talvez a história funcione melhor se você corte a perseguição épica de meia hora e vá direto para as consequências dela. Você poderia começar o filme com o protagonista enfaixado se perguntando o que aconteceu, por exemplo.
  4. Monte um storyboard do filme. Um storyboard nada mais é do que uma versão desenhada do filme, como uma história em quadrinhos. Faça-o em grande escala, desenhando apenas as principais cenas ou transições, ou em pequena escala, desenhando todos os planos e enquadramentos.
    • Utilizar um storyboard faz com que a produção ocorra mais tranquilamente, além de ajudar a antecipar as cenas difíceis de serem filmadas. É possível não utilizá-lo, mas desenhar um storyboard fará com que você visualize melhor o filme e saiba explicar sua visão à equipe.

Pensando visualmente

  1. Desenvolva a estética do filme. Como os filmes são visuais, passe um tempo pensando na "estética e nas sensações". Compare esses dois exemplos: Matrix, que possui um tom esverdeado e levemente monocromático, criando a sensação de ser digital, e O Homem Duplo, que foi digitalizado com um rotoscópio para criar uma imagem cartunesca.
  2. Você quer que o filme possua planos editados de modo elaborado ou um visual de câmera na mão "cru"? Por exemplo, considere o filme Melancolia, de Lars Von Trier: a abertura foi filmada com uma câmera de alta velocidade, o que gerou uma imagem fluída em câmera lenta. A maior parte do resto do filme foi filmada com uma câmera na mão, definindo o tom dos conflitos do filme.
  3. Projete o figurino e os cenários. Como deseja ambientar o filme? É possível filmá-lo em uma locação real ou você precisa montar um cenário? Os movimentos panorâmicos dos grandes épicos dos anos 60 e 70 combinavam espaços amplos e estúdios fechados. As cenas do filme O Iluminado foram filmadas em uma cabana de ski no Oregon, enquanto Dogville foi filmado em um estúdio preto com apenas sugestões de construções como objetos de cena.
    • Os filmes dependem do figurino para transmitir os traços dos personagens ao público. Lembre-se de Homens de Preto, por exemplo.
  4. Pense na iluminação. Alguns filmes possuem luzes difusas que tornam os atores e os cenários mais atraentes, criando uma sensação de sonho, enquanto outros preferem uma iluminação próxima da realidade. Outros vão mais além e utilizam luzes duras e ameaçadoras. Assista o filme Domino – A Caçadora de Recompensas analisando a iluminação.
  5. Monte os cenários ou procure locações. Se você deseja filmar em locações reais, encontre um local disponível para a filmagem. Se vai trabalhar em um estúdio, monte-o.
    • Utilizar locações reais é mais prático. Os fundos verdes podem ficar falsos, mas é possível utilizá-los. Saiba que é mais fácil filmar em um restaurante do que fazer com que uma sala se pareça com um.

Escolhendo a equipe

  1. Escolha um diretor. Ele controlará o aspecto criativo do filme, fazendo uma conexão entre a equipe e o elenco. Se você possui uma ideia para o filme e saiba como ele deve ser visualmente, é possível dizer que você é o diretor. Se você não é bom em dirigir os outros ou não se sente confortável mandando em todo mundo, utilize uma outra abordagem na direção ou contrate alguém e tente passar sua ideia a ele. Você ainda poderá escalar o elenco principal, supervisionar a filmagem e oferecer opiniões onde julgar necessário.
  2. Escolha um diretor de fotografia. Esse profissional ficará encarregado de que tudo dê certo na filmagem, montando a iluminação e decidindo, junto do diretor geral, como enquadrar e filmar as cenas. Ele comanda as equipes de câmera e luz ou opera a câmera em filmes pequenos.
  3. Encontre um diretor de arte. Essa pessoa ficará encarregada de montar os cenários e os figurinos de acordo com a visão criativa do diretor, além de reunir todos os objetos de cena necessários.
    • O diretor de arte também é responsável por cabelo e maquiagem em produções pequenas. Em produções maiores, ele possui assistentes para cada departamento, supervisionando todos.
  4. Deixe alguém encarregado do som e da música. Os diálogos precisam ser gravados durante a filmagem, enquanto os efeitos de som (como sons de tiro e explosões) e foley (passos, portas, etc.) precisam ser criados depois. As músicas precisam ser compradas ou gravadas. Todo o som do filme precisa ser mixado e sincronizado com o vídeo na pós-produção. Lembre-se de que a música não precisa ficar alta: ela pode ficar de fundo, bem baixinha, apenas ajudando a ambientar a cena.
  5. Selecione o elenco. Alguns atores iniciantes podem trabalhar apenas pelo portfólio em filmes de baixo orçamento. É claro que seria ótimo ter alguém conhecido estrelando seu filme, mas você deve aprender a aproveitar os pontos fortes dos atores que possui para garantir um ótimo filme. Se precisa de um policial no filme, procure algum policial que conhece e veja se ele está disposto a filmar algumas cenas com você. Tome cuidado apenas para não filmar nada ilegal durante a presença do policial. Se precisa de um professor de faculdade, entre em contato com uma universidade.
    • Teste os atores. Se você sabe que um deles precisará chorar em uma cena triste, veja se ele é capaz de fazê-lo antes de contratá-lo.
    • Evite conflitos de agenda: os atores devem estar disponíveis quando você precisar deles.
    • Tome cuidado com cenas que podem machucar os atores.

Filmando e editando

  1. Reúna os equipamentos e teste-os. Você precisará de, no mínimo, uma câmera de vídeo. Um tripé também será útil – para deixar a câmera parada em planos estáticos –, além de equipamentos de luz e som.
    • Filme alguns testes. Os atores devem poder praticar na frente da câmera e a equipe precisa estar bem coordenada.
  2. Planeje tudo meticulosamente. Marque as melhores tomadas de cada cena para facilitar a edição mais tarde. Precisar assistir várias filmagens ruins para encontrar a cena que deseja fará com que a edição seja demorada e tediosa.
    • Verifique se todos estão na mesma página no início de cada filmagem. Distribua um itinerário, conhecido no meio audiovisual como ordem do dia, para todos no início do processo para que todos saibam exatamente onde devem estar e para filmar o que.
  3. Filme! As decisões tomadas por você diferenciarão um "filme caseiro" de um "filme profissional".
    • Filmar diversos ângulos da mesma cena a tornam mais interessante na edição. Como regra geral, filme cada cena em planos abertos, médios e fechados.
  4. Edite o filme. Transfira os arquivos de vídeo para o computador e identifique aqueles que utilizará. Monte um corte bruto com os arquivos. O modo com o qual você edita o filme afeta drasticamente o resultado final.
    • Os cortes rápidos prendem o interesse do público e definem o tom da ação, mas as cenas longas e sem cortes também possuem impacto. Tome cuidado apenas para não deixar o filme entediante. Como exemplo, veja o início do filme Três Homens em Conflito.
    • Edite de acordo com a trilha sonora para estabelecer a ambientação e o clima correto para cada cena.
    • Corte entre vários ângulos para mostrar rapidamente diversas coisas acontecendo na mesma cena. Utilize a ferramenta de corte do software para criar diversos clipes pequenos e misturá-los. Você deve pegar o jeito rapidamente: não esqueça que é possível desfazer os erros no computador.
  5. Sincronize os efeitos sonoros e a música. A trilha sonora deve funcionar em conjunto com o som gravado de modo que seja possível ouvir os diálogos em alto e bom som. Regrave as partes importantes se necessário.
    • Lembre-se de que, se está planejando distribuir o filme, evite utilizar músicas que não pertencem a você. Procure músicos habilidosos que procuram ganhar mais experiência e peça que eles componham uma trilha sonora especial para o filme.
  6. Crie o título e os créditos. Não esqueça de listar a equipe e o elenco. É de bom grado incluir uma lista de agradecimentos para pessoas que apoiaram ou tornaram a filmagem possível. Seja simples sempre!
  7. Exporte o filme. Se deseja promover o filme na internet ou nos cinemas, selecione algumas partes dele e monte um trailer. Não entregue muito a trama, mas tente chamar a atenção do público.
    • Não esqueça de colocar o filme na internet. Caso ele seja aceito em um festival ou um cinema, não distribua-o na internet, pois isso diminuirá a renda do filme. Não esqueça de divulgar a produção!

Dicas

  • O som e a iluminação são importantíssimos: uma boa captação de som (em que é possível ouvir as vozes nitidamente) é essencial. Uma iluminação bem feita torna o filme assistível. Para iluminar o filme sem gastar muito ao ar livre, prefira filmar pela manhã ou no fim da tarde em um dia nublado ou totalmente ensolarado. Uma chapa de isopor ou alumínio pode ser utilizada para rebater a luz no lado escuro do rosto do ator. Para filmar durante a noite, utilize luz artificial.
  • Siga algumas regras básicas, como a regra dos terços (divida mentalmente a tela em três terços verticais, focando sempre a imagem no terço direito). Deixar o personagem no centro da tela cria uma aparência pouco profissional no final.
  • Não é necessário planejar todos os detalhes do filme. Conheça bem a história e o roteiro, mas saiba que um pouco de improviso, quando bem feito, pode dar um tom mais realista ao filme.
  • Encontre um modo de destacar seu filme, seja pela história ou pela fotografia diferente: o público deve sentir que está vendo algo único.
  • Assista muitos filmes com olhar crítico – não focando apenas na ação ou na direção, mas compreendendo o estilo e o modo com o qual o som e a iluminação são utilizadas. Procure por erros também e você se sentirá mais aliviado com seu filme. Ao assistir um filme em casa, pesquise sobre ele na internet para encontrar curiosidades e erros de gravação.
  • Não é necessário desenvolver um roteiro ou um storyboard ao filmar um documentário. Bole uma ideia, defina o objetivo do filme e pense na perspectiva que deseja passar. Saia e capture o máximo possível, focando seus esforços na edição e na pós-produção.
  • Compartilhe o filme com o mundo ao terminá-lo. Inscreva-o em festivais ou divulgue-o na internet: esses são dois caminhos para diferentes tipos de fama.
  • Não utilize músicas de outros filmes, pois isso é roubo. Utilize uma trilha sonora original ou gratuita.
  • Utilize um tripé se não deseja segurar a câmera.
  • Mantenha um diário de ideias e consulte-o sempre que precisar de inspiração.

Avisos

  • Não roube ideias ao bolar o roteiro. Todas suas ideias devem ser tão originais quanto for possível. Lembre-se de que seu orçamento é limitado e o único modo de se destacar é sendo original.
  • Ao filmar em um local que não pertence a você, como um restaurante, peça autorização ao proprietário. Desse modo, a produção será feita de forma legal e evitará complicações. Para evitar questionamentos futuros, pegue as autorizações por escrito.

Materiais Necessários

  • Roteiro
  • Storyboard
  • Equipe
  • Elenco
  • Equipamentos
  • Locações
  • Dinheiro
  • Diretor
  • Objetos de cena
  • Programa de edição
  • Múltiplas câmeras (recomendado)
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.