Como Lidar com Alguém que Traiu Você

Você suspeita (ou sabe) que seu parceiro(a) supostamente monogâmico(a) lhe traiu? Você não está sozinho(a). Entre um quarto e metade de todos os parceiros traem (ou já traíram) em um momento ou outro. Saber que outros também são afetados, no entanto, não diminui a dor. Dê uma olhada nestes passos e use-os para ajudá-lo(a) a passar pelo trauma. Este pode ser um problema excepcionalmente doloroso e as emoções são muito intensas.

Passos

  1. Respire profundamente e dê-se algum tempo. Isto é essencial. Não se deixe ter uma resposta instintiva. Pense! Isto é especialmente importante em relacionamentos de longo prazo. Reações súbitas sem feitas sem pensar podem levar a consequências das quais você poderá se arrepender. Dê a si mesmo(a) algum espaço mental antes de tomar qualquer ação.
  2. Converse com alguém. Você não está sozinho(a). As estatísticas são incompletas e variam muito, mas muitas pesquisas têm sido feitas sobre traição e elas indicam que entre um quarto e metade de todas as pessoas casadas vai trair ou já traiu em um momento ou outro.
  3. Não se culpe. É fácil para as pessoas começar a procurar em si mesmas as razões pelas quais o parceiro traiu... Nada de bom virá disso. Problemas que levam à traição, por vezes, envolvem ambas as pessoas, mas certamente esse não é sempre o caso.
  4. Determine se você foi realmente traído(a). Faça a si mesmo(a) estas perguntas: você estava oficialmente namorando no momento em que esta "traição" ocorreu? Vocês estavam em um relacionamento não-aberto? Se não, você não pode ter certeza que o seu parceiro sabia se o que ele ou ela estava fazendo iria ofendê-lo(a). Neste caso, você pode querer considerar opções de menos confronto.
  5. Converse com seu parceiro. Deixe as suas preocupações e medos serem conhecidos. Isso pode trazer à tona que nada aconteceu ou talvez que algo tenha acontecido de maneira forçada ou sem consentimento da pessoa (assédio sexual no local de trabalho, por exemplo, que precisa ser discutido de forma aberta e imediata para evitar futuras ocorrências). Poderia haver um abuso de substâncias ou problema psicológico que precisa ser tratado (o vício em sexo é algo muito real). Você pode querer apoiar o seu parceiro em obter ajuda - algo que poderia ser terapêutico para ambos. No entanto, o abuso de substâncias não é uma "desculpa" válida para o comportamento inadequado e você não deve aceitar de maneira alguma o argumento "sim, mas eu estava bêbado, por isso não importa". Mantenha-se firme quanto a isso.
  6. Pergunte a si mesmo(a) se você nunca vai ser capaz de olhar para o seu parceiro da mesma forma. A infidelidade não significa muito para alguns, e algumas pessoas têm mais de um relacionamento físico sem acharem que isso causará um problema em sua relação com seu parceiro fixo - mas isso é raro. A infidelidade, muitas vezes, indica o tédio e a insatisfação com os relacionamentos atuais. Lidar com um parceiro que não lhe queira em primeiro lugar ou que não se importa em lhe magoar é algo ridículo. Dispense ele(a) se este for o caso.
  7. Se você decidir que tudo isso é irreconciliável, não rompa com o seu parceiro(a) para voltar com ele(a) depois. Isso só vai lhe dar mais estresse emocional. Se você terminar, termine de verdade. No entanto, uma separação experimental é uma opção válida. Se você fizer uma pausa de qualquer tipo (permanente ou experimental), não fale com o seu ex depois de romper com ele/ela imediatamente. Primeiro, dê a si mesmo(a) algum tempo para esfriar a cabeça. Se houver crianças ou questões financeiras críticas, talvez isso não seja possível. Nesse caso, estabeleça regras básicas específicas (prazos, locais de reunião, etc). Isso pode ser difícil, mas é importante.
  8. Se você está casado com a pessoa e tem certeza de que um relacionamento mais do que casual está acontecendo, talvez seja necessário considerar um advogado ou um detetive respeitável na área e que seja especializado em casos domésticos.
  9. Se você usar um investigador, não confronte ou acuse o seu parceiro. Deixe primeiro o investigador fazer seu trabalho (se você enfrentá-los, eles podem continuar de uma forma ainda mais cautelosa, o que tornará a investigação mais cara e demorada).
  10. Faça um teste de DSTs o mais rapidamente possível. Ficar sem saber vai lhe causar muito estresse. O tratamento precoce é fundamental.
  11. Se você puder, recolha provas (recibos, e-mails, fotografias, etc.) do(a) amante. Tenha essa informação na casa de um amigo ou membro da família. Isso facilitará o trabalho que o investigador irá fazer com seu dinheiro.
  12. Não comece rumores. Partilhar as suas suspeitas com mais de um amigo íntimo é algo susceptível a criar boatos que podem ter resultados muito negativos em muitas áreas. Se houver uma investigação em curso, esse tipo de conversa pode dificultar o caso.
  13. Olhe também para suas próprias ações pessoais. Se você também estiver traindo, então talvez seja hora de ter uma discussão aberta com o seu parceiro e colocar tudo na mesa. Talvez uma terapia de casal seja necessária neste momento. Se o divórcio for a opção escolhida, lembre-se, ele pode ficar muito feio de forma rápida e todas as suas indiscrições serão trazidas à tona.
  14. Retaliar não é algo justo. Não comece um relacionamento só porque o seu cônjuge fez isso. Isso é vingança pura e nada de bom virá disso.

Dicas

  • Pule fora se o incidente tiver prejudicado muito a você.
  • Ser honesto(a) consigo mesmo(a) é importante. Se você não terminar o relacionamento, você pode conviver com o pensamento de que isso poderia acontecer novamente?
  • Você quer investir a energia necessária para "monitorar" a relação?
  • Obtenha aconselhamento! Não é uma ideia particularmente ruim mesmo se não houver nada de errado em sua vida, mas quando você está ferido(a) emocionalmente, falar com algum profissional pode definitivamente ajudar.
  • Algo que sempre ajuda quando você deseja seguir em frente é perdoar e deixar tudo para trás, bem como não ficar guardando rancor e nem se debruçando sobre o passado.

Avisos

  • Não se vingue traindo também. Se essa ideia lhe tenta, você provavelmente precisará romper com a pessoa de qualquer maneira.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.