Como Ter um Casamento Saudável

O casamento pode ser uma união feliz e saudável entre duas pessoas, desde que haja esforço, dedicação e determinação de ambas as partes. Por mais que fique complicado às vezes, todo o processo pode ser recompensador.

Explorando a intimidade

  1. Defina o significado de intimidade para você e sua esposa. Desenvolva uma comunicação saudável com ela, que não seja apenas sexual.
    • Deixar clara essa definição ajuda a limitar as falhas de comunicação entre o casal e a promover um relacionamento mais pacífico e respeitoso.
  2. Identifique os diferentes tipos de intimidade. Fale com sua esposa sobre os níveis de proximidade que o casamento permite, como:
    • Emocional (como os cônjuges comunicam sentimentos)
    • Sexual (a química entre ambos)
    • Intelectual (como compartilham pensamentos e ideias)
  3. Discuta o valor e a importância da intimidade com sua esposa. Converse com ela sobre as maneiras com que cada um encara o relacionamento e considere os seguintes itens:
    • Quão importante é sua intimidade intelectual com a parceira? Ela dá o mesmo valor a esse aspecto? Se não, como isso faz você se sentir?
    • Quão importante é sua intimidade sexual com a parceira? Ela dá o mesmo valor à sexualidade? Se não, como isso faz você se sentir?
    • Quão importante é sua intimidade emocional com a parceira? Ela dá o mesmo valor a sentimentos ou a essa proximidade? Se não, como isso faz você se sentir?
  4. Atente-se aos sinais diários da intimidade. Essa proximidade, assim como tantas outras coisas da vida, deve ser trabalhada de modo constante. Entenda como ela afeta sua vida para desenvolver um relacionamento saudável. Se quiser, crie e escreva num diário ou converse com a parceira sobre o assunto todos os dias. Responda às seguintes perguntas:
    • Minha esposa supriu minhas necessidades intelectuais hoje? Como o fez/deixou de fazer?
    • Minha esposa supriu minhas necessidades sexuais hoje? Se não, como posso discutir com ela de modo respeitoso?
    • Eu quero me abrir emocionalmente com ela? Por que sim/não? Isso é um problema?

Tendo respeito mútuo

  1. Aprenda a entrar em acordos para resolver conflitos. Todo casal briga, mas é ideal aprender a solucionar discussões com respeito para não prejudicar o relacionamento. Considere o seguinte:
    • Ouça o que sua esposa tem a dizer. Às vezes, por causa das nossas emoções, falamos mais que ouvimos. Por mais difícil que seja, mas tente escutar às coisas que a pessoa tem a dizer antes de se expressar. Tenha atenção, pois ficar quieto nem sempre é sinônimo de assimilar as informações.
    • Pense bastante antes de falar. As palavras têm poder e podem gerar consequências sérias. Ouça com atenção para estruturar bem a sua fala e tente repetir exatamente o que sua esposa diz antes de refutá-la. Diga, por exemplo, "Entendo que você está frustrada porque eu não lavei a louça. Sinto muito, mas tive um dia pesado no trabalho e cheguei em casa exausto".
    • Peça desculpas sinceras! Às vezes, ambas as partes do casal ficam magoadas por causa de brigas. Entenda esses sentimentos e tente fazer as pazes para chegar a um acordo quanto a uma resolução. Por exemplo: "Eu sei que você estava ansiosa para sair com seus amigos hoje à noite, e sinto muito que teve de mudar seus planos. Preciso muito do seu apoio para enfrentar essa situação".
  2. Perdoe para ser perdoado. Guardar rancor por causa de brigas pode até gerar novos conflitos. Converse com a esposa para superar esses sentimentos verbalmente, dizendo algo como "Desculpe-me por ter começado aquela briga" ou "Eu desculpo você pela crise de ontem. Te amo".
  3. Reconheça e parabenize as conquistas da pessoa amada. As coisas que você considera importantes podem não ter o mesmo valor para sua parceira (e vice-versa). Se ela ficar animada com alguma coisa, reconheça-a verbalmente para mostrar respeito.
    • Se, por exemplo, sua parceira for promovida, parabenize-a com um jantar romântico e algo como "Ótimo trabalho, amor! Estou orgulhoso de você". Fazer comentários específicos é ainda melhor que fazer apontamentos mais gerais.
    • Às vezes, as coisas que sua parceira vê como conquistas podem parecer insignificantes para você. Mesmo assim, não deixe de apoiá-la. Se, por exemplo, ela der importância ao desempenho em um jogo eletrônico, parabenize-a para mostrar que se importa com seus hobbies e objetivos pessoais.
  4. Reconforte a pessoa amada quando necessário. Assim como reconhecer conquistas, você também deve dar importância às falhas da parceira (sejam elas significativas ou triviais). Siga as mesmas diretrizes do passo anterior.
    • Diga, por exemplo: "Sinto muito por você ter perdido a promoção, amor. Sei que se esforçou muito para consegui-la".
    • Ou: "Sinto muito por você ter perdido o arquivo salvo do jogo. Sei que investiu muito tempo nele".
  5. Respeite os limites pessoais. Se não souber ao certo até onde pode ir com a parceira, converse com ela sobre o assunto.
    • Esses limites dependem completamente do contexto. A pessoa pode ter barreiras físicas, comunicativas etc. Não importa quais sejam, respeite-as e fale sobre o assunto com a esposa.
    • Ouça com muita atenção quando falarem sobre limites. Diga, por exemplo, "Sei que você se sente desconfortável quando a toco nessa área. Quer falar sobre o assunto?".
  6. Defenda sua amada. Proteja-a — e espere que ela faça o mesmo por você — de quaisquer situações externas ao casamento, como no trabalho ou em questões mais internas (como ansiedade e depressão). Deixe claro que você é o maior defensor da parceira e siga os seguintes exemplos:
    • "Sinto muito por você estar com esse problema. Estou aqui para o que der e vier".
    • "Seu chefe não devia ter agido daquela forma. Não acredito que você teve que passar por essa situação!".
    • "O que você disse à minha esposa foi grosseiro e desagradável. Por favor, peça desculpas a ela".

Curtindo a companhia da esposa

  1. Reserve um tempo para a amada sempre que possível. É muito fácil se perder na rotina corriqueira e na busca por objetivos pessoais. Mesmo assim, tente passar tempo com a pessoa para cultivar hábitos saudáveis e felizes. Vocês pode, por exemplo:
    • Comer juntos (preparar um jantar romântico).
    • Praticar atividades de interesse mútuo.
    • Frequentar uma academia.
    • Ir dormir/Acordar no mesmo horário.
    • Separar um horário do dia para conversar (em casa, depois do trabalho).
  2. Explore interesses em comum com a esposa. Mergulhe nas coisas de que ela gosta: pratique os mesmos hobbies ou dê apoio quando ela fizer algo. Por exemplo:
    • Se sua parceira gosta de praticar/ver partidas de esportes, torça para a mesma equipe ou assista aos jogos.
    • Se sua parceira gosta de determinada atividade, pratique-a com ela ou faça perguntas e estimule discussões saudáveis sobre o assunto.
  3. Reserve um tempo para si mesmo. Essa dica pode parecer contraintuitiva (afinal, seu objetivo é construir um relacionamento saudável), mas pesquisas indicam que casais que desenvolvem tempos individuais são mais felizes. Experimente o seguinte:
    • Separar um espaço que seja somente seu.
    • Separar um tempo para ficar a sós (dois sábados por mês, por exemplo).
    • Cultivar hobbies próprios. Embora seja importante ter interesses comuns com a pessoa amada, também é saudável ter passatempos individuais (como praticar exercícios ou fazer aulas como yoga, zumba etc.).
  4. Comemore! Aproveite o tempo que passa com a esposa e não se esqueça de datas importantes, como aniversários de nascimento, casamento etc. e feriados. Faça algo que ambos curtam para marcar as partes boas da vida.
    • Existem inúmeras formas de comemorar: você pode convidar sua parceira para um jantar romântico no seu restaurante favorito ou ficar em casa e cozinhar algo bem saboroso, fazer uma viagem ou até ficar em casa para um período de "férias caseiras" etc. Comemore de um jeito interessante para ambos.

Encontrando a melhor forma de lidar com filhos

  1. Discuta como quer criar seus filhos com sua esposa. Vocês podem ter opiniões divergentes quanto a esse assunto, mas elas podem mudar conforme ambos adquirem experiência. De qualquer maneira, é essencial manter uma comunicação respeitosa quanto a pontos de vista e opiniões específicos.
    • Embora haja mais de uma maneira de criar os filhos, tente escolher aquelas que você e sua parceira consideram mais importantes. Quer criá-los dando mais ênfase a assuntos como religião, educação, saúde etc.?
    • Pense nas seguintes questões: como espera disciplinar seus filhos? Como vai educá-los? Quer viajar bastante com eles? Existem inúmeros pontos que merecem atenção.
  2. Seja consistente com sua esposa quanto ao tratamento e à criação de filhos. Converse com ela sobre as melhores estratégias para que cheguem a um acordo bom para ambos. Pense nas seguintes questões:
    • Estabelecer regras. Vocês concordam quanto ao horário em que os filhos devem ir dormir? Discutam seus motivos e, se possível, cheguem num acordo. Mostrar união aos jovens ajuda a promover respeito aos mais velhos.
    • Ensinar disciplina. Ambos concordam quanto às melhores maneiras de ensinar disciplina? Por exemplo: você acha que bater é adequado, enquanto sua esposa acha que isso não resolve? Discutam e entrem num acordo. Os jovens devem mostrar respeito ao pai e à mãe, e não guardar rancor de um deles por ser muito rígido.
    • Estabelecer horários específicos para tarefas e compromissos. Discuta com a parceira a possibilidade de separar horários para cumprir seus deveres enquanto pais. Qual de vocês vai preparar o lanche das crianças para a escola? Quem vai levá-las aos treinos na escolinha de futebol? Criar horários certos para todos os membros da família ajuda a estabelecer uma rotina e reduz as chances de haver falhas de comunicação.
  3. Seja, junto da parceira, um bom exemplo para seus filhos. Eles aprendem bastante com o que vivem em casa. Norteie seu comportamento de acordo com o que quer passar à geração mais nova, principalmente quando interagir com sua esposa: exibam uma relação saudável e amorosa.
    • Evite xingá-la. Até durante brigas, não insulte sua esposa (ainda mais se os filhos estiverem por perto). Mesmo que esteja irritado, seja civilizado e fale com ela em particular, dizendo algo como "Não estou gostando do seu tom. Podemos discutir depois?". Trocar ofensas e xingamentos cria um mau exemplo.
    • Mostre respeito. Não humilhe sua esposa (principalmente se os filhos estiverem por perto), pois isso reforça comportamentos negativos. Não a ridicularize se ela cometer um erro ou disser/fizer algo bobo — dizer que a África é um país, por exemplo; opte por corrigi-la com educação, dizendo algo como "Você quer dizer que é um continente? A África é constituída por vários países".
  4. Seja presente na vida dos filhos. Não espere que sua esposa faça todo o trabalho com os pequenos. Essa criação é uma tarefa compartilhada e você deve acompanhar tudo de perto.
    • Pais ou mães ausentes só fazem prejudicar os filhos e o próprio casamento.
    • Se for muito ausente porque viaja muito a trabalho, tente mostrar à esposa e aos filhos que ainda pensa neles. Ligue ou faça videochamadas para a família enquanto estiver fora de casa.
  5. Demonstre união com a amada perante a família. Todo casal discute sobre as melhores maneiras de criar os filhos. Mesmo assim, é essencial dar a eles uma sensação de unidade, capaz de lidar com problemas relacionados aos pequenos, seja dentro ou fora de casa. Considere o seguinte:
    • Como você e sua parceira podem impedir que os filhos briguem entre si? Não deixem que eles vejam uma das partes do casal como "o vilão da história" se quiserem manter a paz. O melhor é conversar sobre as possíveis resoluções para o problema.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.