Como Consertar um Fio Elétrico

Veja como reparar corretamente (e com segurança) fios elétricos. O cabo ficará mais curto; mas ficará seguro e como novo.

Passos

  1. Desligue a energia. Um fio que suspeite estar com defeito ou danificado não deve ser manuseado enquanto energizado.
  2. Desconecte a tomada.
  3. Verifique as pontas do fio. Se ele for de uma extensão, desligue qualquer fio conectado a ele. Verifique se as extremidades estão quentes e cheque também os pinos da tomada para ver se o material de isolamento ao redor dele está desfigurado, derretido, escurecido ou queimado. Caso esteja consertando uma extensão, verifique também a ponta fêmea.
  4. Verifique toda a extensão do fio para ver se há danos – como cortes, buracos ou marcas de queimaduras na tomada ou no isolamento. Passe o fio pela mão para sentir se há inconsistências que possam não ser fáceis de ver – especialmente no lado de baixo do cabo. Marque as áreas que suspeita estarem danificadas.
  5. Inspecione as áreas marcadas do fio. Determine quais poderiam ser perigosas para quem usar o fio, etc. e quais são apenas superficiais.
  6. Determine se um fio e tomada polarizados estão sendo usados. Muitos aparelhos e extensões antigas com apenas 2 fios (não aterradas) usam fios e conexões polarizadas, que consistem de lâminas de diferentes larguras que só podem ser inseridas de uma determinada forma na tomada. As tomadas são conectadas a um cabo chato com dois fios. Eles têm algo para identificar qual fio é qual. Um deles têm uma reentrância em toda a extensão do cabo, com informações impressas em espaços igualmente espaçados, cores de condutores diferentes (dourado/prateado), ou alguma outra forma de identificação. Verifique a ponta antiga do cabo para ver se ela é polarizada. Se esse for o caso, é importante replicar o posicionamento de ambos os fios.
  7. Corte o cabo. Quando o identificador tiver sido encontrado, escolha um local entre o aparelho e a parte danificada (o mais próximo possível da parte danificada) e corte o que resta do cabo.
  8. Instale uma tomada nova. Use apenas um cabo que tenha o mesmo número de pinos que o original. Fios redondos geralmente têm três fios de aterramento e fios isolados de diferentes cores embaixo da conexão externa. Se houver um fio (1) branco ou cinza, (2) verde ou verde/amarelo e (3) coloridos (frequentemente vermelho ou preto), o fio verde/amarelo deverá ser conectado ao pino comprido de aterramento; o branco/cinza ao pino largo e o fio colorido restante ao pino estreito (ou aberturas, se estiver substituindo o lado oposto do fio). Se for um cabo chato de dois pinos, garanta que o fio com o identificador fique conectado ao pino com a mesma largura que o original para manter a polaridade determinada pelo fabricante.
  9. Verifique o trabalho. Certifique-se de que todos os fios fiquem presos sob seus respectivos terminais. Eles devem ser torcidos e enrolados em sentido horário em torno dos parafusos terminais. Se eles tocarem dois terminais diferentes, eles causarão um curto circuito, podendo resultar em um arco de eletricidade e estourar um fusível ou disjuntor. Se todos os fios não ficarem sob seus respectivos terminais, eles serão significativamente reduzidos para transportar a carga – causando acúmulo de calor ou redução de voltagem na outra ponta. Aperte todas as conexões com segurança e monte a proteção para terminar. Certifique-se de instalar barreiras isolantes que tenham vindo com a tomada nova.
  10. Não aperte demais os fios conectores da tomada em torno do cabo. Fazê-lo pode esmagar a conexão do fio e isolamento, criando um risco de segurança para qualquer um que entre em contato com o mesmo.
  11. Teste. Se for possível, desligue a energia da tomada a ser usada e conecte o fio. Religue a energia e teste o dispositivo ou cabo sem entrar em contato com a área do reparo.
  12. Ainda não está funcionando? É possível que haja mais de uma fonte do problema. Se o fio estiver quente, isso pode indicar acúmulo excessivo de oxidação, poeira ou outras condições que estejam interferindo com uma boa conexão. O problema pode estar dentro da tomada (ou nas aberturas de uma extensão) pois o calor sentido em uma ponta do fio estará presente nas superfícies correspondentes da conexão. Com o tempo, o calor e resfriamento das partes metálicas na tomada ficam extenuadas, resultando em menos força de fixação. Essas superfícies podem não mais segurar a tomada o suficiente, podendo exigir a substituição da tomada (ou no caso de uma extensão – a ponta fêmea dela).

Dicas

  • Quando um fio for danificado, corte a parte danificada e instale as conexões conforme necessário em cada ponta. Isso permitirá que elas sejam ligadas uma na outra para poderem funcionar perto do seu comprimento total novamente.
  • Teste as extensões conectando um testador de continuidade ou as sondas de um multímetro ao pino e abertura de aterramento; pino e abertura larga e finalmente a abertura e pino estreito. Deve haver uma indicação de continuidade ou 0 ohms. A seguir, teste entre cada pino e o seguinte. Não deve haver continuidade ou ohms infinitos em cada medição.

Avisos

  • Nunca instale uma tomada de 2 pinos se o cabo tiver 3 fios.
  • Se as cores dos fios forem diferentes dos passos acima, é preciso determinar qual cor de fio se conecta com cada pino. Isso pode ser feito com uma ferramenta ou testador de continuidade, ou com um multímetro. Não faça nada sem ter certeza.
  • Nunca instale uma tomada de 3 pinos se o cabo tiver 2 fios.
  • Nunca use fita para colar uma tomada quebrada ou fios isolados de um dispositivo/aparelho ou extensão.
  • Nunca use fita em um fio partido.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.