Como Superar a Experiência de um Parto Difícil

Às vezes, o nascimento de uma criança pode ser inesperadamente desafiador, avassalador e até desolador. Se você passou por um parto complicado, siga estes passos para ajudar a superá-lo.

Dê-se um tempo para expressar suas emoções

  1. Não tenha medo do luto. Principalmente se você teve um natimorto ou uma experiência de parto traumática – você precisará de tempo para trabalhar as suas emoções.
    • É provável que você passe naturalmente pelos estágios do luto, incluindo choque ou negação, raiva, barganha, depressão e aceitação. Você pode precisar de quantidades diferentes de tempo para passar por cada estágio e talvez precise de mais ajuda durante os estágios que sejam mais dolorosos para você.
    • Permita-se chorar, caso precise.
  2. Converse com seus entes queridos sobre suas emoções. Compartilhar seus sentimentos com as pessoas com quem você se importa as deixa saberem pelo que você está passando e as ajuda a saberem como melhor ajudar você a superar essa experiência difícil.
    • Muitas mulheres vivenciam algumas emoções negativas após o parto, principalmente se batalharam com eventos inesperados, nascimentos fisicamente traumáticos ou decepções no resultado. Você descobrirá que amigos e familiares podem oferecer conselhos e apoio amoroso, a fim de ajudar você a superar a sua própria experiência.
    • É importante compartilhar seus sentimentos com os entes queridos e deixá-los saber sobre a sua luta. Eles podem ser capazes de oferecer auxílio cuidando das crianças, ajudando com os afazeres domésticos, comunicando as notícias para os outros em casos de natimortos ou organizando as coisas e possibilitando que você sare.
  3. Considere juntar-se a um grupo de apoio. Existem muitos grupos online e na comunidade para mulheres que vivenciaram perdas ou decepções relacionadas ao parto.
    • Existe uma grande comunidade para mulheres que buscam conforto, apoio e cura comunicando seus desafios e suas mágoas para pessoas que entendem pessoalmente suas emoções. Considere procurar um grupo que lide especialmente com os seus problemas, como um natimorto, uma cesariana de emergência, defeitos congênitos ou problemas médicos ou depressão pós-parto.
  4. Procure ajuda psicológica, caso necessário. Vivenciar um parto difícil não é um probleminha qualquer e pode se desenvolver para depressão, em alguns casos.
    • Se você tiver sentimentos persistentes e intensos de tristeza, raiva, culpa, inutilidade ou outra emoção inquietante, conte a um profissional da área de saúde sobre isso. Pode ser adequado procurar ajuda psicológica, mesmo que por pouco tempo, para ajudar você a trabalhar as suas emoções e os desafios relacionados à experiência do parto.

Desenvolva um laço forte com o bebê

  1. Segure o bebê ou passe um tempo com ele. Se ele morreu ou nasceu muito prematuro, talvez haja um tempo limitado para que você possa segurá-lo ou tocá-lo. Quando tiver a oportunidade de ficar perto dele, tire vantagem dela.
    • Se o bebê estiver vivo e fora do hospital, passe tempo com ele, segurando-o, afagando-o e brincando com ele, se possível.
    • Experimente cantar canções de ninar, ler histórias e conversar com o pequenino, mesmo se ele não puder escutá-la.
  2. Documente o nascimento de seu filho. Certifique-se de que o hospital seja capaz de coletar as medidas, fornecer impressões das mãos ou dos pés do bebê e permita que você pegue itens de vestuário ou uma mecha de cabelo para guardar.
    • Talvez você queira criar um scrapbook ou uma caixa de memórias, mesmo que a ideia não pareça tentadora agora, para ajudar você a trabalhar as suas emoções posteriormente. Às vezes, o ato de coletar e juntar tais itens ou documentos pode até proporcionar um laço ou um sentimento de maternidade, orgulho e até mesmo paz.
    • Tire fotos do bebê. Se ele estiver vivo ou morto, em casa ou no hospital, doente ou bem, sendo adotado ou indo para casa com você, tirar fotos pode ajudá-la a documentar a experiência monumental de dar à luz um ser humano único e pode ajudar você durante o processo de luto. Além disso, ter fotografias com as quais refletir no futuro pode lhe dar conforto.
  3. Execute os rituais religiosos ou culturais como faria normalmente. Participar das experiências que você esperava antes do parto também pode restaurar o sentimento de paz ou esperança, ajudando você a superar a experiência complicada do parto.
    • Se preferir, faça com que o bebê seja batizado, circuncisado ou, de outro modo, preparado. Seguir os mesmos passos que daria se a experiência do parto tivesse sido menos traumática pode ajudar a lhe dar um aspecto de normalidade.

Dicas

  • Ignore os julgamentos culturais sobre o que você deveria sentir ou não após o parto; as suas emoções e experiências são únicas e você precisará trabalhá-las pessoalmente, a fim de sarar adequadamente.
  • Não se puna por se sentir desapontada ou triste; com o tempo, as suas emoções vão desvanecer ou mudar e você será capaz de se recuperar.

Avisos

  • Se você tiver pensamentos suicidas ou de automutilação, ligue para os serviços de emergência ou um profissional de saúde imediatamente, pois esses são sinais de depressão de alto risco e não devem ser ignorados.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.