Como Parar de Beber Refrigerante

Se você bebe 8 ou mais copos de refrigerante por dia, ao invés de 8 copos d'água, então pode ser a hora de mudar. Bebidas açucaradas são uma das substâncias diretamente ligadas ao aumento de peso, compreendendo uma grande porção do consumo diário de calorias. Uma explicação possível é que você está consumindo calorias sem se sentir cheio. Já que os benefícios do refrigerante light no emagrecimento foram questionados, cada vez mais pessoas estão considerando parar completamente de beber o precioso refrigerante. Leia este artigo se você quer ficar uma pessoa mais saudável, banindo o refrigerante da sua vida.

Passos

  1. Determine o motivo pelo qual você está largando o refrigerante. Existem várias razões e qualquer uma pode fazer da vida sem refrigerantes uma opção atraente.
    • Reduzir o consumo de cafeína;
    • Reduzir o consumo de açúcar;
    • Evitar o xarope de milho de alto teor de frutose;
    • Limitar a carbonatação;
    • Limitar o consumo de adoçantes artificiais;
    • Minimizar o consumo de ácido - o ácido fosfórico presente na maioria dos refrigerantes de cor escura são prejudiciais à saúde dos ossos e amolece o esmalte dos dentes;
    • Economizar dinheiro - se você colocar na ponta do lápis o quanto você gasta em refrigerantes num mês, você pode ter o suficiente para um fundo de aposentadoria.
  2. Estoque substitutos. Água é o substituto mais saudável e mais barato, mas ao parar de beber refrigerante na marra e mudar para água você pode estar levando a si mesmo para o fracasso. A melhor maneira de parar com qualquer tipo de vício é largar aos poucos. Mas cheque os números. Alguns sucos de fruta têm mais calorias e são mais caros do que o refrigerante, o que pode derrubar os objetivos que você acabou de estabelecer. Aqui estão algumas sugestões de substitutos:
    • Água com sabor;
    • Suco de frutas;
    • Água com gás;
    • Suco com gás;
    • Isotônicos;
    • Chá gelado (como, por exemplo, chá verde gelado);
    • Água com hortelã e limão;
    • Leites alternativos (de soja, amêndoas, avelãs, cânhamo, aveia, arroz, etc.)
    • Água com stevia (um adoçante não calórico)
  3. Controle o seu consumo de refrigerante. Estime, o mais preciso possível, quanto refrigerante você bebe numa semana. (Isso é muito importante para o próximo passo). Você bebe no almoço quando está no trabalho? Entre aulas? Quando você está relaxando na frente da TV? Calcule quantas calorias você está ingerindo só com o refrigerante, para obter uma ideia de como isso está afetando o seu peso. Calcule quantas calorias você deveria supostamente ingerir por dia e veja que porção disso você está consumindo em refrigerantes. Para muitas pessoas, isso é uma observação poderosa que pode dar a motivação que você precisa para mudar este hábito.
  4. Faça um cronograma para parar. Seja qual for a quantidade de refrigerante que você bebe por semana, diminua em 25% na primeira semana, depois em 50% na próxima e por aí em diante.
    • Gradualmente aumente o seu consumo dos substitutos que você escolher.
    • Certifique-se que você ainda está consumindo a mesma quantidade de líquido (se não mais) ou você pode ficar desidratado, o que vai dificultar ainda mais o processo.
  5. Compre cada vez menos refrigerante toda semana. Se você bebe mais refrigerantes em casa, isso vai ser mais fácil de fazer. Se você não comprar, você não vai sentir a necessidade de beber quando estiver em casa.
    • Se você bebe muito refrigerante comprado em máquinas, não ande com moedas extras na carteira. Se você tiver muitas moedas, é hora de começar a pagar por outros itens com esse trocado, assim você não tem a necessidade de colocar o dinheiro na máquina em troca de uma latinha.
    • Se alguém que mora com você adora beber refrigerante, então peça para ele esconder as garrafas, assim você não tem que beber nem um pouco. Isso pode parecer esquisito, mas eventualmente vai valer a pena.
  6. Se prepare para a abstinência de cafeína. Não subestime o poder viciante da cafeína. Se a maior parte dos refrigerantes que você bebe tem cafeína, você pode ter dores de cabeça e outros sintomas de abstinência por uma semana, especialmente se você cortar drasticamente o seu consumo. Da mesma forma, se você depende tanto da cafeína quanto do açúcar que o refrigerante te dá para levar o dia, você provavelmente vai se sentir mais cansado enquanto o seu corpo se ajusta sem ter o "impulso" extra. Se os sintomas estão muito fortes, ajuste o seu cronograma para que você pare de forma mais gradual.
  7. Pense no seu objetivo constantemente, para que você possa se lembrar mais facilmente. Escreva um bilhete para si mesmo que diga algo como "Beba água" e coloque num lugar onde você provavelmente o verá. Evite frases negativas como "Não beba refrigerante". Você só precisa dizer a uma criança de 3 anos para não fazer alguma coisa e você vai entender porquê. A frase que te diz para não fazer algo, tem exatamente essa coisa bem na frase. O seu cérebro só consegue imaginar que você está fazendo exatamente o que você está querendo evitar!
    • Um jeito muito eficiente de lembrar que uma garrafa de 600 ml de refrigerante tem o equivalente a 17 colheres de chá de açúcar é encher garrafas vazias com essa quantidade de açúcar e guardá-las em lugares onde você normalmente bebe o refrigerante (na geladeira, na sua mesa de trabalho, etc.).
    • Se você normalmente bebe de lata, descubra quanto açúcar tem em cada uma, coloque num saquinho transparente e prenda no topo de uma lata vazia. A visualização de todo esse açúcar é um forte lembrete do que você está tentando evitar.
  8. Calcule quanto açúcar existe numa garrafa ou lata específica: olhe na tabela nutricional quantas gramas de açúcar existem por porção. Se você tem uma balança, pese essa quantidade; você também pode lembrar que numa colher de chá cabem 4 gramas de açúcar. Repita para cada porção que há no recipiente (cheque a tabela) e você vai ver quanto açúcar você está consumindo em cada garrafa ou latinha.

Dicas

  • Compre uma garrafa reutilizável para água. Quando você tem algo que pode pegar e levar com você, mesmo que seja para o outro cômodo, ajuda bastante!
  • Beba mais água. Se você está acostumado a beber refrigerante no jantar, substitua por um copo d'água. Assim você vai estabelecer um hábito saudável.
  • Se você quer algo doce ou um lanchinho, tente comer uma fruta - para uma opção mais saudável - ou um ou dois biscoitos. A fruta contém nutrientes importantes e, mesmo o biscoito não é tão ruim para a saúde como o refrigerante.
  • Lembre, beber refrigerante é ok, mas em moderação.
  • Se você sentir vontade de tomar refrigerante, faça algo construtivo para se manter ocupado. Quando isso acontece, o tempo voa até você ficar com sede suficiente para apreciar um pouco de chá ou de água.
  • Outro substituto bom é encher a garrafa reutilizável com um água e um saquinho de chá de ervas ou de frutas. Não precisa ferver a água. Apenas coloque o saquinho de chá, encha a garrafa com água e, na hora que você for para o trabalho, você terá uma bebida sabororsa, sem calorias, açúcar ou ingredientes artificiais.
  • Tente substituir por água com gás. Por ter as borbulhas, pode ser um bom substituto para o refrigerante, mas é mais barato e saudável.
  • Instale um bebedouro na sua casa.
  • Tente Xilitol. Apesar do nome parecer de um produto químico, é um adoçante natural, feito de uma fibra vegetal.

Avisos

  • Em qualquer caso, qualquer coisa que você coma ou beba "entre" as refeições alimenta as bactérias na sua boca. Depois que as bactérias digerem a substância ingerida, elas liberam ácido nos seus dentes. Este ácido causa cáries! Então, por favor, limite toda a comida e bebida (que não seja água) entre as refeições.
  • Apesar de suco ser mais saudável do que refrigerante, você deve evitar beber muito dele, já que costuma conter mais açúcar do que o refrigerante comum. O açúcar do suco de laranja é mais saudável do que o do refrigerante, mas ainda deve ser ingerido com moderação (não mais do que um copo por dia). Uma peça de fruta é uma opção melhor e mais saudável.
  • Se você quer tomar isotônicos, cuidado! Eles têm os eletrólitos que o seu corpo precisa depois que você se exercita, mas se você beber sem ter feito exercícios, o excesso de eletrólitos não fazem bem a você.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.