Como Desenvolver a Ideia Para um Livro (Para Jovens Escritores)

Você ama escrever livros, mas não consegue encontrar a história certa? O primeiro a se fazer, então, é criá-la!

Transformando Ideias em Texto

  1. Escreva um livro sobre praticamente qualquer coisa. Você pode manter-se observativo, enquanto faz compras no shopping, na casa de amigos ou quando algo suspeito estiver ocorrendo — desde que não se meta na vida pessoal de ninguém. Por exemplo, é possível escrever sobre a sua tia Edna: “Tia Edna sempre agiu secretamente. Não permite que a filha entre em seu ateliê, proíbe o cão de ingressar à casa — e até mesmo não deixará que o marido fique no próprio quarto! Foi então que Apolo Apolinário descobriu: sua doce e franzina tia Edna era uma agente secreta!
  2. Você talvez não queira investigar. Talvez você queira relaxar, realizar os afazeres cotidianos e deixar que a ideia surja espontaneamente em algum momento. Faça o primeiro passo se você precisa escrever desde já.
  3. Faça brainstorming. Como você pensa que os seus autores favoritos conseguem suas ideias? Torne-se um detetive na busca por evidências, um freguês em busca por presunto ou uma velhinha tentando encontrar seus óculos. Use a imaginação e deixe a criatividade fluir. Se você estiver escrevendo um livro de fantasia, pode pensar em um personagem como um dragão chamado Mungo ou, ainda, em uma espécie chamada de Grumaton — uma criatura com cinco caudas, seis presas, onze braços e vinte e uma pernas! Use a criatividade; esse é o ponto.
  4. Escreva a respeito de algo que você ame. Se você ama nadar, pode sair para fazê-lo e, enquanto nada, poderá pensar a respeito de como incorporar a sua paixão em uma história. Talvez o personagem principal do livro ame nadar ou, ainda, a história se passe em uma piscina... Experimente e use a criatividade. Você nunca sabe o que pode surgir pela frente.
  5. Se você começa a desenvolver uma ideia do que gostaria de escrever, faça perguntas para si mesmo! E se...? O que aconteceria? Como ocorreria? Faria sentido? Onde se passaria? Escreva montes de respostas e escolha a sua favorita!

Escrita Livre

  1. Reúna as ideias em sua mente. Escreva-as em papel, pontuadamente, se isso lhe ajudar a visualizá-las, e brinque com elas.
  2. Comece a escrever a respeito de ter um plano. Simplesmente escreva o que quer que surja em sua mente, inspirando-se pelas ideias.
  3. Continue a escrever até não sentir mais vontade. E, então, pare. Tire uma pausa do trabalho.
  4. Volte depois. Leia novamente o que foi feito. Agora, parta para a edição e modele-o para que se torne uma verdadeira obra escrita. Desde a primeira revisão, tudo deverá se tornar mais fácil, e você estará em breve no ritmo.

Dicas

  • Para deixar a sua história original, pense em alguns objetos, ou atividades, únicos. Você quer entreter o leitor e motivá-lo a continuar a leitura.
  • Não se esqueça de tornar a história interessante com muitos adjetivos. Deixe-a engraçada, aventureira ou realista!
  • Mantenha-se motivado e sempre procure por algo acerca de que escrever.
  • As ideias que geralmente mais demoram a surgir são também as melhores.
  • Seja você mesmo e jamais se preocupe se leitores gostarão de seu livro.
  • Uma ótima maneira de começar a escrever é basear uma história em um sonho que você teve. Alternativamente, escreva acerca de sua própria vida e de suas experiências pessoais.
  • Faça uma caixa de ideias. Coloque nela introdução, desenvolvimento e conclusão. A seguir, ponha todas as ideias em seu interior.
  • Se você realmente estiver com um grande bloqueio, uma ótima coisa a se fazer é pegar uma folha de papel em branco e nele colocar dez linhas. Vá até amigos, pais, avós e peça a cada pessoa que lhe diga uma palavra que vá bem com “onde”, “quem” e “como”.
  • Uma boa ideia para aprimorar as suas habilidades de escrita é pegar um ou mais livros de seu autor favorito e, a seguir, analisar sua forma de escrever, tentando encontrar padrões que tenham sido usados. Então, tome o seu livro favorito e tente escrever uma continuação. Experimente fazê-lo com o próprio estilo do autor. É bom exercício conhecer o seu próprio estilo textual, além de ajudar a desenvolver personagens, ambientações e um cativante enredo. Quem se importa se o trabalho não pode ser publicado por plágio? Ninguém além de você precisa lê-lo, e é divertido!

Avisos

  • Não copie o que outra pessoa já fez. Cheques eletrônicos são identificados facilmente com obras patenteadas e, além disso, os leitores não são bobos, e notarão cópias rapidamente. Por todos os modos, inspire-se e evite tornar-se um plagiador.

Materiais Necessários

  • Bloco de anotações / Computador com processador de texto
  • Lápis / Caneta
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.