Como Escrever uma Crítica Sobre uma Exposição de Arte

Então você é um(a) jornalista calouro(a) no mundo da arte. Os artistas e curadores podem agir de modo exclusivo, mas todos estão realmente apenas à procura de reconhecimento. Qualquer pessoa envolvida com arte sabe como as tendências vêm e vão rapidamente e o quanto a reputação de um artista pode ser construída ou arruinada por uma simples crítica de alguém influente. Aqui estão alguns passos para ensiná-lo(a) a escrever uma crítica perspicaz e objetiva sobre arte.

Passos

  1. Pense no significado e no propósito da exposição e do trabalho artístico. Faça a si mesmo as seguintes perguntas:
    • "Por que as obras de arte estão posicionadas ou organizados dessa maneira?"
    • "Será que uma obra de arte em particular se destaca das demais?"
    • "Existe algum tema ou mensagem subliminar nessa exposição?"
    • "Em que essa exposição é diferente das outras que eu visitei?"
  2. Faça anotações sobre os elementos que lhe interessam. Se uma obra de arte ou artista em particular se destaca para você, faça anotações mais detalhadas sobre o assunto, uma vez que muito provavelmente vai ser algo com o qual você vai ter alguma conexão pessoal.
  3. Faça uma entrevista com algum participante sobre a experiência dele com a exposição. Ao entrevistar o participante, comece com perguntas mais gerais e passe para as perguntas mais específicas, que abordam peças específicas no âmbito da exposição.
    • Uma pergunta geral pode ser: "Com que frequência você vai a uma exposições de arte?" Uma pergunta mais direcionada seria: "O que mais te chamou a atenção nesta exposição?" "Por que?"
    • Tente manter o participante na conversa e tente definir os termos que ele usa. E também para tentar compreender o processo pelo qual eles tomam decisões. Isso vai ajudá-lo a projetar seu próprio marketing no futuro.
    • Pergunte aos participantes como eles ficam sabendo das exposições de arte. Pergunte também sobre os encargos e concessões para a exposição e o que eles pensam sobre o assunto.
  4. Obtenha algumas informações sobre a galeria. Normalmente, galerias de arte ou museus aceitam apenas certos tipos de trabalho, a fim de construir um caráter único ou reputação. Pegue folhetos, procure no site da galeria e peça a galeria para te dar um kit de imprensa, se ela tiver um.
    • As galerias mais conceituais geralmente organizam exposições sobre alguma questão tópica ou contemporânea importante.
    • Outras galerias ou museus que se especializam em certos meios estão mais interessados nas características técnicas específicas das obras.
    • Reúna algumas informações sobre a própria galeria – quando ela abriu – há quanto tempo ela funciona como uma galeria. Ela é financiada pelo governo de alguma forma?
  5. Pense sobre o motivo pelo qual alguma obra em particular chamou a sua atenção e o que fez com que algumas peças se tornassem mais originais.
  6. Quando gravar as respostas, certifique-se de que suas opiniões estejam fundamentadas com provas específicas. Não tenha medo de ter uma opinião, mas esteja preparado(a) para defendê-la.
    • Se você não gostar de uma determinada obra de arte, use detalhes do trabalho em si para explicar seus pontos de vista e contrastá-los com os de outro artista que seja mais aplaudido pela crítica.
    • Se você gostar de alguma obra, pense com clareza sobre o que a tornou única ou fascinante, quais foram os objetivos do artista e como ele conseguiu alcançar esses objetivos.

Dicas

  • Tenha sempre os equipamentos prontos para fazer anotações ou gravar conversas.
  • Não abuse dos superlativos. Se você cair na armadilha de chamar toda obra de arte que você vir de "tirar o fôlego", "magnífica" ou "impecável", você logo vai sair como um crítico fraco, desinformado. Da mesma forma, chamar tudo o que você não gosta de "horroroso", "nojento", ou "terrível" vai lhe dar uma má reputação e provavelmente agregar alguns inimigos.
  • Faça sua pesquisa. Os especialistas vão cortá-lo do seu meio rapidamente se você não souber o básico da história da arte e da cena de arte contemporânea.
  • Mantenha-se informado sobre as tendências atuais e ideias do cenário artístico. Inscreva-se em páginas de jornais, revistas, blogs e contas do Twitter que postem as últimas notícias sobre o mundo da arte.
  • Mantenha a mente aberta. Não entre em nenhuma exposição já esperando odiá-la. Sempre estar aberto à ideia de novos métodos e conceitos.
  • Seja educado com seus entrevistados.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.