Como Fazer com que as Pessoas Gostem de Você em 90 Segundos ou Menos

Você só tem 90 segundos para arrebentar na primeira impressão. Depois disso, ela provavelmente nunca vai mudar. Felizmente, todas as pessoas funcionam praticamente da mesma maneira - se você for entusiasta e interessar-se por elas, elas estarão propensas ao entusiasmo e se interessarão por você. Mas há um pouco mais do que isso! Continue lendo para saber como aproveitar ao máximo aquele um minuto e meio.

Usando a Conversa

  1. Expresse que você está realmente interessado e entusiasmado. Fato: as pessoas gostam de pessoas que gostam delas. Se você conseguir mostrar que está realmente interessado na pessoa com quem está conversando e que está entusiasmado com o que ela tem a dizer e em conhecê-la de um modo geral, então você está pronto. Você poderia começar a falar de praticamente qualquer coisa, que ela não iria notar.
    • Como você faz isso? Bem, sorria, faça contato visual e concentre-se na pessoa. Faça perguntas. Envolva-se. Nada disso é extremamente complicado e quase tudo tem base no senso comum (nós vamos chegar ao assunto do contraintuitivo em breve). Se você tiver intenções boas e positivas, chegará ao sucesso.
  2. Faça perguntas. De que outro jeito você vai manter a conversa? Quando estiver envolvido em uma conversa com uma pessoa, não se esqueça de lhe fazer perguntas sobre si mesma. As pessoas geralmente gostam de falar de si, por isso é bastante fácil conseguir que as pessoas gostem de você por ser um bom ouvinte e por ter interesse no que elas estão dizendo. Elas nunca vão perceber que falaram muito mais do que você até que seja tarde demais!
    • Por outro lado, certifique-se de trazer também algumas coisas interessantes sobre si mesmo, para manter a conversa aberta e recíproca. Faça perguntas abertas (que não possam ser respondidas com um "sim" ou "não"), e mostre suas semelhanças e personalidade também. Então, em vez de dizer "Eu também fui para Londres!", diga "Você estava em Londres? Que legal! Eu estive lá no mês passado com um grupo de amigos. O que você teve a chance de ver?".
  3. Elogie. A maneira mais fácil e rápida de fazer com que alguém goste de você quase que instantaneamente é através de elogios. Todos nós sabemos que mesmo o menor dos elogios pode mudar o nosso dia. Apenas certifique-se de que você seja verdadeiro ao dizer algo! Dizer "Eu gostei da cor de seus dentes..." não vai conquistar fãs.
    • Elogie suas roupas ("Seu vestido é lindo! Ele realmente combina com você.") ou algo que a pessoa tenha feito ("É bem inteligente essa maneira de amarrar os cadarços, eu vou ter que tentar da próxima vez!"). Isso funciona porque, naturalmente, é difícil não gostar de alguém que esteja dizendo coisas boas sobre você.
    • Esta é uma tática que deve ser combinada com outras táticas se você planeja estar ao lado dessa pessoa por mais de 90 segundos. Imagine se você tivesse um amigo que só faz elogios o tempo todo. Você não iria acreditar em uma palavra do que ele dissesse! Portanto, use esta estratégia apenas como a cereja no topo do bolo de sua personalidade, se você estiver pensando em longo prazo.
  4. Saiba o nome das pessoas. Se você está conhecendo alguém pela primeira vez, assume-se que nos primeiros 90 segundos você vá ouvir o seu nome - e então você tem mais 89 para trabalhar o resto de sua magia. Lembre o nome e use-o. Ao final do encontro, diga adeus, mas certifique-se de usar o nome da pessoa, para que se torne mais pessoal. "Foi um prazer conhecê-lo, Bruno. Espero vê-lo novamente em breve."
    • Dale Carnegie afirmou que o nome de uma pessoa é, para a pessoa, o som mais doce em qualquer língua. Então use-o de novo e de novo. É praticamente o mais próximo de lançar um feitiço mágico que você pode conseguir.
  5. Esbanje vibrações positivas. Ao conversar, tente falar só sobre coisas boas ou positivas. Isso é muito mais agradável do que ouvir coisas negativas. Fale sobre o que você gosta de fazer, seus hobbies e interesses especiais. Tente não falar mal de qualquer coisa ou sobre o que não gosta, porque se você só tem 90 segundos e a primeira impressão está em jogo, você não quer que a outra pessoa pense que você tem uma visão pessimista da vida.
    • Na verdade, a compaixão é uma ferramenta de ligação altamente potente, mas não deve ser utilizada no primeiro minuto e meio. Economize essa ferramenta de socialização preciosa para quando você estiver um pouco mais familiarizado com as pessoas. Você deve ser positivo antes de ser negativo.
    • Para garantir que você se mantenha positivo, evite se gabar. Então, quando a pessoa com quem você está conversando disser "Sim, eu acabei de voltar de Londres", não responda algo como "Ah, é mesmo? Eu acabei de voltar de Paris e Madrid!". Isso não é um concurso. Você está honrado com a sua presença - e não tentando fazer com que fiquem honrados pela sua.
  6. Fale a língua deles. No livro "How to Get People to Like You in 90 Seconds or Less" (Como fazer com que as pessoas gostem de você em 90 segundos ou menos), Nicholas Boothman fala sobre "falar a linguagem da outra pessoa". Ele argumenta que a maioria das pessoas é visual, cinestésica ou auditiva, e que combinar os tipos fará de você mais semelhante e mais eficaz, e, portanto, mais amável. Se você se concentrar em descobrir o tipo da pessoa, fará uma conexão imediata.
    • Tudo soa meio abstrato, não é mesmo? O exemplo mais simples é examinar como a pessoa diz "eu entendo". Se ela disser "Eu vejo o que você está dizendo", ela é provavelmente visual. "Eu ouvi o que você disse" é de pessoas auditivas. E se ela estiver usando suas mãos, é provavelmente cinestésica.
  7. Peça um favor. E sim, você leu certo. Isso é conhecido como o efeito de Benjamin Franklin - peça a uma pessoa um favor e ela vai gostar mais de você. Você pensaria que seria o contrário, mas definitivamente não é. Estamos falando de dissonância cognitiva e de entrar na cabeça da pessoa. Quem imaginaria que seria tão fácil?
    • A ideia aqui é que, se a pessoa fizer algo para você (o que provavelmente fará, se o favor for pequeno), o subconsciente dela vai pensar "Humm... Eu acabei de fazer algo por esta pessoa que eu não conheço muito bem... Por que eu fiz isso?! Ah, certo - devo gostar dela!". Soa um pouco confuso até que você perceba que, por vezes, os nossos comportamentos determinam nossos pensamentos - e este é definitivamente um desses momentos!
  8. Saiba sobre o mundo e defenda suas crenças. Ninguém gosta de uma pessoa que só ocupa espaço e é tão divertida quanto uma parede. Aproveite seu tempo para aprender sobre o mundo em que você vive - se não o fizer por você, faça para se tornar mais valioso nas conversas. Você será capaz de fornecer opiniões que as pessoas valorizam e apreciam, tornando-se interessante e memorável.
    • E se as suas opiniões se misturarem na discussão, certifique-se de apoiá-las. Se você virar casaca e não permanecer forte, corre o risco de perder o respeito. Os seres humanos são atraídos pelas pessoas que são confiantes em si mesmas e suas crenças. Então, não se coíba! Se você gosta de ver programas de culinária, diga. Se você odeia cachorros, bem, apenas explique as razões e siga em frente. A honestidade é sempre a melhor política.

Usando sua Linguagem Corporal

  1. Sorria. Sorrir faz com que você pareça amigável, acessível e alegre. Estas são as qualidades às quais as pessoas geralmente gostam de se associar, caso você ainda não saiba! Acontece que ninguém gosta de abordar estranhos e se abrir, então sorrir é a primeira coisa que você pode fazer para mostrar que ninguém precisa ter medo de você. Até mesmo a mais confiante das pessoas acha que isso é reconfortante. E não custa nada.
  2. Imite a pessoa. Adote o posicionamento do corpo e/ou expressão facial da pessoa como o seu reflexo em um espelho. Isso inconscientemente diz para a outra pessoa que você gosta dela ou que você se sente da mesma forma. Você já foi a um show de rock e saiu de lá sentindo aquela adrenalina de estar com mais de mil pessoas trocando energia? É porque vocês estavam dançando, pulando e fazendo mosh juntos. O mesmo se passa em uma conversa normal, de todos os dias! Muito poucas palavras (ou nenhuma) podem ser trocadas e você ainda pode sentir uma ligação.
    • Se você propositadamente exagerar e fizer isso toda vez, provavelmente vai ser pego. Mas por 90 segundos, tudo bem. Espelhe o ângulo do corpo da pessoa, coloque seus braços em uma posição semelhante e espelhe seu rosto também. Você provavelmente vai sentir a troca de energia.
  3. Faça contato visual. Imagine conhecer alguém que esteja constantemente olhando para os seus ombros. Você praticamente teria de se segurar para não passar a mão na frente do rosto da pessoa gritando "Estou aqui em cima!". Guarde a tentação e faça um bom contato visual. Isso passa a mensagem de que você está ouvindo, interessado e envolvido com a pessoa e com as palavras que ela está dizendo. Não fazer contato visual é geralmente confundido como apenas ser rude.
    • Se isso for um problema para você, tente enganar a si mesmo olhando para o topo do nariz da pessoa ou apenas olhando para ela quando ela estiver falando, e fazendo pausas enquanto você estiver falando. Você não precisa olhar 100% do tempo. Isso seria intenso!
  4. Abra sua linguagem corporal. Isso é importante para mostrar que você é educado e respeitoso - se você não o fizer, corre o risco de parecer rude e inacessível. Para ter uma imagem mais clara em sua cabeça, imagine ver alguém com os braços e as pernas cruzadas, sentado em um canto, com os olhos vidrados no celular. Será que você se aproximaria dessa pessoa? Você a classificaria como "simpática"? Provavelmente não. Então, mantenha-se aberto e disponível - mesmo quando você achar que ninguém está olhando!
    • Uma boa parte disso - além de descruzar os braços, pernas e manter a cabeça erguida - está em apenas manter o seu envolvimento com o mundo e as pessoas ao seu redor. Quando o telefone tocar, ignore-o. Mostre para a pessoa que o seu tempo está sendo gasto com ela. Não olhe para o relógio e nem olhe de relance o seu computador. Viva o momento com as pessoas ao seu redor. O telefone vai estar lá quando elas se forem, acredite ou não.
  5. Use o poder do toque. Imagine que Marcos, seu colega de trabalho, diz oi para você ao passar pela sua mesa. Você vai se esquecer disso em cerca de 5 segundos. Agora imagine seu colega passando por sua mesa e tocando rapidamente o seu ombro ao cumprimentá-lo. O que parece ser mais autêntico e que faz com que você goste mais dele? Esse é o poder do toque!
    • Agora imagine Marcos dizendo "Ei, [seu nome aqui]! Como está o seu dia?" ao tocar o seu ombro. Ele combinou o toque com o seu nome e uma saudação verdadeira e interessada. E agora? Nós gostamos do Marcos. Nós gostamos muito dele.
  6. Verifique se o seu tom de voz, gestos e palavras combinam. Isso é particularmente importante quando você está em uma posição de poder ou busca uma posição de poder - ou seja, no local de trabalho. Mas também é importante ao persuadir as pessoas ou até mesmo fornecer um ponto de vista. Se você quer ser digno de confiança e verdadeiro, tudo relacionado a você deve ser consistente. Pense se você dissesse "eu te amo" com os dentes cerrados e levantando o polegar em um “joinha” de aprovação. Como é que é?
    • Isso é visto muitas vezes em propagandas políticas. Nas fracassadas, geralmente. Não é raro ver um homem branco idoso dizendo "Estou em contato com a geração mais jovem e sei o que importa para eles", enquanto sacode o punho, apontando o dedo e franzindo a testa. Isso parece suspeito e logo sentimos. É um erro simples que faz toda a diferença.

Usando o Comportamento

  1. Seja confiante. Personalidades fracas são de alguma forma repelentes. Personalidades pomposas são desagradáveis e desinteressantes de maneiras óbvias. A confiança é atraente e nos seduz. Portanto, nos 90 segundos que você tiver, mantenha sua cabeça erguida, jogue os ombros para trás e sorria. Não tem erro. Você é legal, calmo e tem compostura. Você é alguém que as pessoas gostariam de ter por perto.
    • Se você estiver numa situação que peça por isso, seja firme no aperto de mão. Um aperto de mão fraco não passa uma boa impressão para a maioria das pessoas, especialmente em ambientes profissionais. Tenha um aperto de mão que diga "Eu estou aqui! Aqui estou!", e não "Eu estou aqui, eu acho. Estou mesmo?". Não, obrigado.
  2. Vista-se adequadamente. As pessoas julgam com base em primeiras impressões (e isso inclui suas roupas), portanto, vista-se adequadamente para onde você está. Ninguém gosta de ver alguém com roupas de casa em um restaurante chique ou alguém com uma tonelada de maquiagem no rosto na academia. Por mais que odiemos admitir isso, roupas compõem muito do que pensamos sobre as pessoas - é tão fácil, acabamos julgando automaticamente. Então, vista-se para a ocasião, seja ela qual for.
    • Pense nas coisas pequenas também. Os homens podem esquecer o que o seu relógio chamativo e brilhante diz sobre eles, e as mulheres sobre os seus brincos grandes de pena que balançam. Tudo, desde seus sapatos, sua maquiagem, seu penteado e suas joias, acrescenta dados que outros podem coletar sobre você. Então, escolha suas roupas com cuidado se você estiver procurando se dar bem na primeira impressão!
  3. Adote a atitude da pessoa. Isso se trata daquele “ser parecido" que você tem ouvido. Como as pessoas gostam de pessoas que elas acham que são como elas e que têm uma certa quantidade de coisas em comum (especialmente nos primeiros 90 segundos), é uma aposta bem segura adotar a atitude que elas mostram ao mundo. Então, independentemente de a pessoa ser certinha ou contra a ordem, isso é algo que você pode notar com facilidade e que você pode adotar facilmente também.
    • Em outras palavras, se a pessoa for do tipo que põe a mão na massa, arregace as mangas. Se a pessoa estiver com a gravata desfeita e com a camisa para fora, sinta-se livre para tirar seus sapatos. Se ela estiver segurando um latte do Starbucks, evite declarações anticapitalistas. Pegue o que você puder de pistas visuais e as encarne em sua própria maneira.
  4. Não tenha medo de ser pateta. Jennifer Lawrence foi incrível em Jogos Vorazes, mas, em seguida, tropeçou naquelas escadas ao aceitar o prêmio, e se tornou ainda mais incrível. Então, quando você cuspir seu latte por toda a roupa ao ouvir a piada do seu novo amigo, relaxe. Você pode até ganhar pontos com isso, se não surtar. Ele vai se importar da mesma forma que você, então aproveite a situação! O latte em sua roupa provavelmente realça a cor de seus olhos.
    • Todo mundo gosta de saber que está lidando com pessoas reais. No interior, todos nós somos criancinhas bobas com medo de ser pegas com o dedo no nariz. Envergonhar-se (e ser capaz de rir disso) mostra que você é real (e que você não se importa com isso). Que alívio!

Dicas

  • Ao conversar, fale de coisas gerais que não exijam muito uma forte opinião pessoal. Isso porque, se optar por falar sobre questões altamente controversas, você corre o risco de que a outra pessoa possa ter uma opinião muito diferente da sua, e suas personalidades podem colidir instantaneamente. Logo, vai demorar muito mais do que 90 segundos para fazer com que gostem de você novamente.
  • Ao fazer contato visual com as pessoas, não olhe para elas como uma pessoa estranha. Basta fazer contato visual com elas quando o que elas estiverem dizendo for importante, ou pelo menos importante para elas!
  • Se o seu dia estiver ruim, fique em casa. É difícil transformar o mau humor, e as pessoas o confundem com negatividade, se vocês nunca se conheceram antes. Espere até que você esteja mais positivo!
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.