Como Escrever uma História Curta Sobre Detetives

Você gostaria de escrever uma história de detetive? Aqui estão algumas instruções que o ajudarão a começar !

Passos

  1. Escolha um período de tempo para sua história de detetive. Qualquer lugar ou momento da história é válido; você pode até mesmo escrever sobre um planeta imaginário, em uma nova galáxia.
    • Pesquise sobre coisas que ocorreram no local e época escolhidos, como assassinatos ou casos estranhos e conhecidos. Se o caso nunca foi encerrado, você pode escrever um final para ele.
  2. Desenvolva a personalidade do seu detetive; ele pode ser duro, compreensivo, paciente ou até mesmo o assassino da sua história. Responder a todas as perguntas que se seguem pode ser desnecessário, No entanto, ser minucioso pode ajudá-lo a escrever uma boa história, baseada em um personagem principal completo e bem pensado.
    • Pense no básico. Homem ou mulher? Qual será o nome dele (a)? Qual a idade do seu detetive? Qual será a aparência dele? De onde ele veio? Onde ele morava quando a história teve início? Como ele se tornou parte da história? Ele foi vítima da situação? É a causa do problema?
    • Crie uma família para seu personagem. Ele ainda tem os pais? irmãos? Outros parentes? Filhos? Outros relacionamentos? Um grupo social problemático? Torne seu personagem tão normal ou interessante quanto quiser!
    • Que tipo de vida ele leva? Trata-se de um detetive famoso, ou que está apenas começando sua carreira? Ele é inesperadamente inteligente? Que tipo de mistérios ele resolve? (homicídio, roubo ou outros tipos?)
    • Desenvolva os gostos do personagem. Ele tem uma frase favorita? Qual é a cor que ele mais gosta? Em que lugares ele gosta de ir? Ele gosta de refrigerante? Livros? Programas de TV? Filmes? Música? Algum tipo especial de comida? O que ele teme? O quão prático ele é? Se ele usa algum perfume, qual é? O cheiro é forte, suave ou desagradável?
    • Defina a religião do seu detetive. Seu personagem é religioso? Caso sim, de qual religião estamos falando? As ideologias dele refletem uma religião ou várias? Como isso influencia as ações de seu personagem? Ele é supersticioso?
    • Desenvolva os relacionamentos do seu detetive. Ele tem muitos amigos? Um melhor amigo? É um cara romântico? Que tipo de primeira impressão ele causa? Ele gosta de crianças? De fumantes? De ler?
    • Como ele se veste? Ele usa maquiagem, ou pinta o cabelo? Tem piercings ou tatuagens? O quão atraente ele é, ou pensa que é? Ele pensa em mudar algo sobre si mesmo, ou está particularmente feliz com uma de suas características? Ele pensa muito em sua forma física?
    • Embora isso possa parecer muita preocupação com uma história curta, desenvolver ao máximo seu personagem é uma parte essencial de escrever uma boa história.
  3. Pense em uma trama e um mistério.
    • Use muitas perguntas. O que? Quando? Onde? Porque? Como? Quem cometeu o crime e porque o fez? Qual foi o crime? Quando aconteceu (manhã, tarde, noite)? Onde? Qual foi a motivação do criminoso? Que método ele usou para cometer o crime?
    • Use este esqueleto para esboçar um resumo do seu enredo, com o máximo de detalhes que você puder pensar. A esta altura, as ideias devem estar se amontoando em sua cabeça. Não se preocupe em ordená-las, apenas liste tudo para não se esquecer mais tarde!
  4. Pense sobre a cena do crime. Esta é uma parte essencial da sua história, então leve todo o tempo necessário para desenvolvê-la totalmente. Procure descrever cada detalhe, de forma que o leitor possa imaginar a cena do crime. Ela é muito diferente durante o dia? Quais são as diferenças entre a primeira e a segunda cena do crime? Quais são os detalhes do crime? Você pode querer fazer um esboço inicial, para ter uma ideia geral do cenário.
  5. Crie um antagonista. Volte a examinar as perguntas que você fez ao protagonista, e desenvolva completamente a personalidade dele. Pense exaustivamente na relação entre os dois personagens.
  6. Reflita sobre os suspeitos, sobre o antagonista, o mistério etc. Certifique-se de ter bastante material antes de começar a escrever.
    • Crie uma lista dos suspeitos. Detalhe a personalidade de cada um, usando as perguntas feitas no passo um.
    • Faça o mesmo com as testemunhas e quaisquer outros personagens.
    • Certifique-se de ter em mente a maneira que o mistério se resolve.
  7. Pense na maneira pela qual o detetive trabalha. Você deve dar uma atenção especial a isso. Desenvolva a maneira pela qual o protagonista resolve o caso, tendo em mente as qualidades e personalidade dele em mente. Evite ser muito óbvio.
  8. Comece a escrever. Com um ou dois capítulos introdutórios, apresente os personagens e o cenário. Em seguida, introduza a cena do crime.
  9. Introduza os suspeitos e as testemunhas. (por exemplo, Ana entrou no escritório. Ela era uma mulher alta, com mãos e pés delicados. Seu rosto parecia um diamante...). Não se esqueça de retratar vividamente cada personagem.
  10. Crie o suspense. Quanto mais suspense você colocar, mais interessante será a história. Faça com que o protagonista lidar com situações aparentemente impossíveis. Evite tornar o mistério muito simples de se resolver!
  11. Leia alguns livros de mistério para se inspirar. Você pode conseguir vários em sua biblioteca local, ou comprar uma boa coleção do gênero.
  12. No final, revele a motivação para o crime. Certifique-se de esclarecer quem cometeu o crime e a maneira pela qual isso foi descoberto. Não há nada pior do que terminar um mistério de uma maneira completamente confusa e obscura!
  13. Verifique sua história pelo menos duas vezes, em busca de pontas soltas. Reescreva o que for necessário e reformule sua história, afim de deixá-la mais importante. Corte o que for desnecessário. Seja implacável! Você quer escrever a melhor história que puder.

Dicas

  • Revise tanto quanto puder. Sua história deve ser verificada pelo menos 3-4 vezes, para ter certeza de que ela faz sentido.
  • Você pode querer ter um caderno sempre à mão, para escrever suas ideias enquanto estiver trabalhando na história. Digite a história final no seu computador.
  • Observe tudo e todos. Você nunca sabe onde encontrará inspiração para uma grande história!
  • Crie um bom título, que seja tão atraente quanto possível. Se precisar de ideias, peça ajuda aos amigos. O título pode se relacionar com a história de maneira óbvia ou vaga. A segunda opção pode ser muito legal. Certifique-se de que o título consiga interessar os leitores. Por exemplo, "O grande mistério" soa como um livro para o jardim de infância, enquanto algo como "Mistérios da meia-noite" é muito dramático. Ele diz algo sobre a história, algo que acontece à meia noite, mas não diz do que se trata.
  • Evite repetir muito as palavras. Use sinônimos para garantir que isso não aconteça.

Avisos

  • Evite escrever mais do que deveria, visando criar uma trama muito intensa. Trata-se de uma história curta, lembra-se?
  • Seja original. Copiar os outros pode parecer uma boa ideia, mas você precisa entender que cada escritor se esforçou muito em seu trabalho, e não gostaria de ser plagiado. Considere também que o plágio é crime.
  • Tentar explicar cada detalhe tornará sua história muito chata, e você mesmo ficará cansado de escrevê-la.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.