Como Escolher Iscas de Pesca de Água Doce

Existem vários tipos, tamanhos, formas e cores de iscas de pesca de água doce. Embora a maioria das iscas seja produzida para o mercado da pesca, iscas artificiais podem ser usadas para capturar outras espécies de peixes, tais como o vara, walleye, pique do norte e muskellunge. Enquanto algumas iscas novas no mercado tenham uma popularidade passageira, sendo esquecidas rapidamente, há muitas outras que vêm sendo utilizadas por anos ou até mesmo décadas por serem as preferidas dos pescadores. Embora você possa encher uma caixa de equipamento com muitos tipos diferentes de iscas, conhecer as que realmente vai precisar fará de você um pescador mais eficaz. A seguir estão os passos sobre como escolher iscas de pesca de água doce com base nas condições do tempo e espécies de peixes que pretende pescar.

Combinando tipos de isca para peixe

  1. Use vermes de plástico se for pescar achigã. Inventado em 1949 por Nick e Cosma, e comercializado pela primeira vez em 1951, são provavelmente os mais conhecidos para a pesca de achigãs. Disponível em várias cores e comprimentos de 10 a 25 cm, iscas de plástico têm gerado uma série de outras iscas artificiais macias: larvas, crustáceos, salamandras, entre outros. Pescados ocasionalmente na superfície, vermes de plástico são mais comumente pescados em madeira, ervas daninhas e áreas rochosas, e geralmente são manipuladas enfiando o gancho através do verme para que o corpo cubra o ponto do gancho.
  2. Use crankbaits em uma variedade de situações. Também conhecidas como plugs, crankbaits, são iscas artificiais feitas de plástico resistente. Elas são assim chamadas porque são desenvolvidas para serem lançadas e puxadas, com algumas versões criadas para serem recuperadas rapidamente de forma que o peixe a ataque de forma agressiva. Embora algumas sejam sem fio, geralmente não são destinadas a pesca em torno de mato, arbustos ou madeira. Elas vêm em diversas variedades, como descrito abaixo:
    • Iscas topwater são desenvolvidas para serem pescadas na superfície. Estas incluem poppers, que apresentam uma superfície côncava vertical que faz um barulho de estalo quando empurrada com a ponta da haste; Wobblers, que apresentam lâminas que causam uma tração para se deslocarem de um lado para outro; e stick baits, que são iscas finas sem quaisquer acessórios especiais e que dependem unicamente do pescador.
    • As iscas minnow finas são iscas moldadas e geralmente de cor igual a de peixinhos. Elas apresentam uma pequena aba na parte da frente, diferenciando-as de stick baits, e podem ser utilizadas na superfície ou debaixo d'água, geralmente com um movimento de contração. Rapala de Normark é a atração mais conhecida deste tipo.
    • Swimming crankbaits, ou swimbaits, são iscas artificiais concebidas para se deslocar de um lado para outro à medida que são puxadas da água. O modelo deste tipo de isca é curvado com uma superfície plana ou côncava na cabeça. The Lazy Ike e Helin Soleídeo são dois exemplos desse tipo de isca.
    • Iscas de mergulho apresentam uma aba maior nos peixinhos finos, podendo mergulhar mais fundo; quanto maior a aba, mais a isca afunda. Estas iscas podem ser longas e finas ou arredondadas e pequenas.
  3. Use uma spinnerbaits em situações onde outras iscas poderiam ficar presas. Às vezes chamada de alfinete de segurança por serem semelhantes com um alfinete aberto, spinnerbaits apresentam uma ponta pesada com um único gancho, uma borda e um ou mais anzóis. Spinnerbaits podem ser utilizados por toda a superfície, em madeira ou outras estruturas verticais.
    • Spinnerbaits vêm equipadas com lâminas em forma de hélice. Ela são divididas em três tipos: folhas de salgueiro, estreitas e pontudas em ambas as extremidades; Indiana, que é uma versão arredondada da folha de salgueiro; e o Colorado, que é ampla e arredondada na ponta.
    • Parecida com o spinnerbait está a inline, que conta com um corpo de metal tubular, com uma lâmina de folha de salgueiro, ou Indiana, na frente e um gancho com uma borda de pena atrás. Spinners franceses geralmente são utilizados em torno de áreas rochosas, ou em córregos e atraem trutas, smallmouth e walleye e achigã.
  4. Use jigs em qualquer época do ano. Eles consistem de um gancho com uma cabeça pesada e apresentam um fio ou pena, e borda de plástico. A maioria dos jigs têm cabeças redondas, mas alguns apresentam cabeças planas ou triangulares que transmitem um movimento de natação ou mantem o gancho na posição vertical. Eles podem ser usados para água doce e salgada. Alguns jigs apresentam fios duros para mantê-los sem fio, no entanto, a maioria apresenta apenas um gancho. Os melhores lugares para se usar jigs são geralmente em lugares onde possam se esconder, como perto de mato, arbustos ou pedras. Esse é o tipo mais barato de isca artificial.
    • Alguns jigs estão equipados com anzois removíveis. A isca mais comum deste tipo é o Bass Buster Beetle Spin, uma isca popular para várias espécies de peixes.
    • Os jigs podem ser utilizados de várias maneiras e são geralmente recuperados com um movimento de elevação lento para que possa cair sobre uma linha tensa. Também pode ser recuperado em linha reta, com a haste mantida a posição das 10 horas para conferir um movimento de natação à isca.
  5. Use spoons para um número de espécies diferentes. Uma das mais antigas iscas, a spoons foi desenvolvida em 1850 por Julio T. Buel de Nova York, supostamente cortando a alça de uma colher de chá e colocando um gancho nela. A isca provoca um balançar de um lado para outro, à medida que são puxadas, atraindo os peixes para eles. Spoons menores têm sido utilizadas para a pesca de trutas e panfish, enquanto colheres maiores têm sido utilizados para a pesca de robalo, lúcio, badejo e outros peixes de grande porte.
    • A maioria dessas iscas são desenvolvidas para pescar abaixo da superfície; as spoons apresentam um anzol em sua ponta. Duas das iscas mais conhecidas são o Eppinger Dardevle, mais conhecido por seu padrão listrado de vermelho e branco e o Hofschneider Red-Eye, conhecido por duas miçangas oculares de plástico e anzol na frente e atrás.
    • Outro tipo de isca spoon tem um único anzol sem fio, cuja haste é fixada na parte traseira da isca.
  6. Use iscas de moscas quando for pescar truta. Elas consistem de um único anzol com cabelo ou uma saia de penas. Elas são a menor e mais leve isca de pesca, geralmente utilizadas para a pesca de truta. Essas iscas estão disponíveis em diversos padrões para combinar com a alimentação da truta. As moscas estão disponíveis em 5 tipos:
    • As moscas secas flutuam na superfície e são geralmente revestida com um composto de impermeabilização para prevenir que afundem.
    • As moscas molhadas são desenvolvidas para afundar e simular o afogamento ou natação de insetos. Em águas calmas, você joga uma mosca molhada para além da posição do peixe e a deixa afundar na profundidade adequada antes de puxá-la de forma tão natural quanto possível. Na água em movimento, você deve lançar mais perto do peixe e deixar a água mover a isca até o peixe.
    • Ninfas são uma forma de mosca molhada que simula insetos pequenos ou outros organismos aquáticos. Elas geralmente deve ser utilizadas da mesma forma que outras moscas molhadas.
    • Flâmulas podem ser pescadas da mesma forma que qualquer mosca seca ou molhada. Geralmente estimulam peixinhos.
    • Bugs são moscas secas criadas para atrair grandes insetos, anfíbios, ratos, ou peixinhos feridos.
    • Alguns pescadores pescam com várias moscas para determinar qual o tipo que os peixes gostam. É possível combinar vários tipos de moscas ao fazer isso.

Escolhendo a Isca Certa

  1. Escolha as cores das iscas de acordo com as condições climáticas e de água. A regra geral para cor é "dia brilhante, cores claras, dia escuro, cores escuras." Em dias claros e ensolarados e em condições de águas claras, escolha iscas que são de cor clara e igual a padrões naturais. Em dias nublados e em condições de água suja, escolha iscas mais escuras e com uma coloração artificial, de preferência os tipos que fazem barulho ou vibram à medida que se movem através da água.
    • Uma notável exceção a esta regra é o uso de vermes de plástico com dois tons que apresentam uma cor mais escura para a cabeça e um rosa fluorescente, ou amarela, para a cauda. Muitos pescadores usam vermes de plástico coloridos em condições de tempo nublado.
  2. Escolha o tamanho da isca de acordo com o equipamento que estiver usando e as espécies que deseja pescar. Em geral, escolha jigs menores e larvas na pesca de peixinhos (bluegill, sunfish, crappie, poleiro) e iscas maiores, como spinnerbaits e crankbaits na pesca de peixes maiores (bass, walleye, e pike). Iscas pequenas são mais adequadas para equipamentos claros com linhas de classe de 2-5 kg, enquanto iscas maiores são destinadas a varas de ação pesadas com linhas de teste de 6 a 10 kg.
    • Tamanho de isca também pode ser ditada pelo tempo e a reação do peixe. No início da primavera, ou quando as condições de frentes frias limpam os céus e esfriam a água, iscas menores são geralmente as melhores escolhas (iscas utilizadas para a pesca no gelo são extremamente minúsculas). Em condições de vento forte, você pode precisar usar uma isca maior simplesmente para ter resistência suficiente no fim da linha para evitar que o vento o curve de modo que você não possa saber se os peixes estão mordendo a isca.

Dicas

  • Se você pesca com uma série de iscas artificiais, ajuda ter mais de 1 haste manipulada, de modo que você possa alternar entre iscas. Você também pode amarrar um encaixe no final da linha para tornar mais fácil de mudar de isca, embora isso seja o mais adequado para a pesca com crankbaits, spinnerbaits e spoons.
  • Para iscas de pesca abaixo da superfície, como crankbaits, spoons e jigs, quanto mais leve ou melhor for a classe de linha você usar, mais profunda a isca irá mergulhar. Tenha em mente as condições da água e você deve usar uma linha mais pesada em torno de mato, madeira ou pedras.

Avisos

  • Não existe uma isca artificial ou uma apresentação que vai funcionar em todas as condições para uma determinada espécie, nem há uma isca que será atraente para todas as espécies de peixes em todos os momentos. Experimente vários métodos de pesca e depois se concentre nos métodos que estiver mais confortável.
  • Se você usa tanto vermes de plástico quanto crankbaits, mantenha-os separados porque o plástico macio dos vermes irá reagir com o plástico usado para fazer os crankbaits.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.