Como Cuidar de Coelhos Recém Nascidos

Você descobriu ou suspeita que a sua coelha está grávida. E agora? É preciso ter um pouco de conhecimento para preparar a coelha e a gaiola para a gravidez e também para garantir a saúde dos coelhinhos recém-nascidos.

Preparando-se para a chegada dos coelhinhos recém-nascidos

  1. Dê à mãe uma alimentação de qualidade. A dieta da coelha não vai variar muito enquanto ela estiver grávida ou amamentando, mas é importante, como sempre, fornecer uma alimentação de alta qualidade. Confira o rótulo com as informações nutricionais e dê alimentos que tenham:
    • 16 a 18% de proteína.
    • 18 a 22% de fibra.
    • 3% ou menos de gordura.
    • Ela também deve ter acesso constante à água limpa, que você deve trocar de duas a três vezes ao dia.
    • Você também pode complementar a alimentação dela durante a gestação e o período de amamentação dos bebês dando um pouco de feno de alfafa ou alfafa em cubos para fornecer mais proteína.
  2. Separe-a do coelho macho. Não é comum que o coelho macho machuque os filhotes. No entanto, ele pode engravidar a fêmea de novo logo após o parto, o que resulta em outra gravidez antes que a ninhada seja desmamada. Para evitar isso, é preciso separar os dois coelhos com a aproximação do nascimento dos coelhinhos.
    • O ideal é que se mantenha o macho perto para que ele ainda tenha contato com a fêmea, mas em gaiolas separadas. Os coelhos têm laços fortes entre si e, ao deixar a fêmea perto do macho, diminui-se o estresse desnecessário dela durante a gravidez e o parto.
  3. Prepare uma caixa para ser o ninho. Os coelhinhos nascem sem pelo e precisam de calor constante inicialmente. Fornecer um ninho com forro ajuda a manter os filhotes aquecidos e juntos em um lugar. Essa caixa pequena (que pode ser de papelão) deve ser um pouco maior do que a mãe e ter uma borda de aproximadamente 2,5 cm para evitar que os pequenos fujam e saiam de lá.
    • Coloque um punhado generoso de grama (não se esqueça de que a grama não deve ter nenhum pesticida ou fertilizante), palha ou feno na caixa para servir de forro. Coloque esse forro em cima de uma toalha limpa sem fios soltos que possam se prender em algum coelhinho.
    • A fêmea pode arrumar o forro na caixa ou até mesmo colocar um pouco do seu próprio pelo lá, o que costuma ser um sinal da aproximação do parto.
    • Não se esqueça de colocar o ninho do lado oposto à caixa de areia da mãe para evitar complicações para a ninhada.
    • Também é preciso colocá-lo em um local silencioso e escuro. O excesso de atividade perto da mãe e dos filhotinhos pode trazer a ela estresse desnecessário.

Cuidando dos coelhos recém-nascidos

  1. Veja os filhotes. A gravidez da coelha tem a duração de mais ou menos 31 a 33 dias. Ela não precisa de nenhum tipo de ajuda no parto, que costuma acontecer à noite ou nas primeiras horas da manhã. Isso quer dizer que você provavelmente vai acordar um dia e se deparar com a nova ninhada de coelhinhos. Veja imediatamente se algum dos filhotes não conseguiu sobreviver ao nascimento. Você pode ter que tirar a mãe de perto deles com um petisco para ter acesso à caixa do ninho e tirar o coelhinho morto.
    • Também é preciso remover qualquer vestígio de placenta da caixa.
    • Não tenha medo de lidar com os bebês, pois a mãe já está acostumada ao seu cheiro.
  2. Aqueça os coelhinhos se for necessário. Se ela tiver dado à luz a algum dos filhotes fora do ninho, é preciso colocá-lo na caixa. Eles costumam ficar com muito frio e precisam de aquecimento. Para fazer isso com segurança, encha uma garrafa com água morna (não quente) e coloque o frasco sob a toalha e o forro na caixa do ninho. Os coelhos não devem ter contato direto com a garrafa, pois provavelmente ela vai estar quente demais para eles.
  3. Garanta o acesso constante da mãe à água e comida. Ela vai precisar de acesso frequente à comida e água para se alimentar à vontade enquanto estiver amamentando a ninhada. Isso porque ela precisa produzir uma quantidade suficiente de leite para alimentar adequadamente os filhotes. Forneça uma boa quantia de comida fresca todos os dias e monitore a água sempre que puder, pois ela vai ingerir mais do que o habitual.
    • Ao garantir que ela tenha uma nutrição correta, diminui-se a possibilidade de que ela coma os próprios filhotes.
  4. Procure sinais de amamentação. O instinto natural da coelha é de ficar longe do ninho na maior parte do tempo, então não fique preocupado se não conseguir vê-la amamentando de verdade, o que só acontece uma ou duas vezes ao dia. Em vez disso, procure sinais de que ela já amamentou. Os coelhos vão estar quentes e com as barrigas cheias por causa do leite. Caso tenham sido bem alimentados, eles também vão estar silenciosos e não fazendo sons semelhantes a um chorinho de gato.
  5. Entre em contato com o veterinário imediatamente se ela não estiver amamentando. Se os filhotes estiverem fracos (praticamente sem responder ao toque), tiverem as barrigas afundadas e a pele enrugada (por causa da desidratação), então é porque a coelha não está alimentando-os corretamente e você deve falar com um veterinário na hora.
    • Caso a mãe tenha montado o ninho na caixa, principalmente se ela tiver colocado um pouco do próprio pelo lá, é porque ela está dando ouvidos aos seus instintos maternais. O problema pode às vezes ser resolvido de maneira simples, bastando que o veterinário dê uma pequena dose de oxitocina para estimular a produção do leite.
    • Você também precisa entrar em contato com o veterinário caso a ninhada seja maior do que oito filhotes, pois esse número pode ser maior do que a coelha consiga prover. Se a mãe tiver mais de oito filhotes ou se ela abandonar a ninhada e não quiser amamentá-los, o veterinário deve passar instruções para alimentá-los com mamadeira. No entanto, isso costuma não obter sucesso, pois não existe um leite 100% adaptado a coelhos recém-nascidos.
  6. Mantenha a caixa do ninho limpa. Os bebês vão fazer as necessidades na caixa até que consigam um dia sair de lá sozinhos, então é preciso limpar o local diariamente, colocando uma toalha limpa e seca no fundo e trocando o forro.
  7. Adapte a dieta dos filhotes. Os coelhinhos podem começar a mordiscar a ração com duas semanas de idade. Porém, eles não devem parar de receber o leite da mãe até que tenham oito semanas completas. Durante este período, eles vão começar a diminuir lentamente a ingestão de leite e aumentar o consumo de ração, mas é importante que a amamentação continue também, pois o leite da mãe fornece anticorpos contra patógenos. Se o desmame acontecer muito cedo, o sistema imunológico dos coelhos pode não ficar muito forte sem tais anticorpos.
    • Além disso, é preciso evitar dar vegetais aos coelhinhos por alguns meses, devido a possíveis complicações digestivas. Você pode experimentar dar quantias bem pequenas de um item por vez começando por volta dos dois meses, mas pare imediatamente se o vegetal causar problemas intestinais, como diarreia. Alguns itens bons para dar no início são cenouras, alface romana e couve.
  8. Comece a manusear os filhotes só depois de oito semanas. Até o desmame, os bebês ainda são suscetíveis a doenças e bactérias, principalmente a E. coli, que pode matá-los em questão de horas. Você deve lavar muito bem as mãos sempre que precisar mexer nos filhotes antes do desmame. Depois disso, tente manuseá-los com frequência, pois assim eles se tornam adultos mais mansos com o tempo.

Dicas

  • Não fique preocupado se a mãe não estiver passando tempo com os filhotes. Os coelhos não ficam com a ninhada como os gatos e cães, pois na natureza esse comportamento atrairia atenção para o ninho. Eles só vão ao ninho para alimentar os bebês uma ou duas vezes ao dia.
  • Sempre tente ressuscitar um filhotinho caso ele pareça estar morto ou frio.
  • Os coelhinhos nascem sem pelos e com os olhos fechados.
  • O tamanho da ninhada costuma depender do tipo de coelho que você tem (de um a 12 para raças maiores e de um a 10 para as menores).
  • Os filhotes só abrem os olhos depois de 10 a 12 dias.
  • As mães nunca mudam os filhos de lugar, então se algum deles escapar da caixa, você vai precisar colocá-lo de volta lá. Não se preocupe, pois a mãe vai continuar a cuidar do bebê mesmo após ele ter sido tocado por você.
  • Os coelhos geralmente perdem a primeira ninhada, então, se você quiser os filhotinhos, não perca a esperança! Algumas coelhas perder de quatro a cinco ninhadas até que consigam ter os filhotes.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.