Como Remover Bolinhas das suas Roupas

As indesejáveis bolinhas aparecem quando as fibras do tecido sofrem atrito umas com as outras e, como resultado, acabam se rompendo e formando pequenas saliências. Geralmente, ao usarmos e lavarmos uma determinada peça de roupa repetidas vezes, abrimos brecha para o surgimento do problema. Ou seja, por uma ironia do destino, o item que você adora vestir tem mais chances de sofrer esse desgaste. Justamente aquela blusa de malha tão gostosa ou aquela roupa garimpada com tanto afinco em um brechó! Mas não desanime: é possível resolver este impasse em casa mesmo e preservar sua peça favorita e, quem sabe, deixá-la com cara de nova.

Retirada de bolinhas com o uso de ferramentas domésticas

  1. Tire proveito de uma esponja abrasiva. A combinação de lixa e esponja deixa esse produto extremamente flexível. Pode-se encontrar esse item em preços bem acessíveis (cerca de R$ 15,00) em lojas de materiais de construção. Passe essa esponja na roupa e você verá o fim das saliências indesejadas!
  2. Apare o relevo do tecido com uma tesoura. Dependendo da quantidade e do tamanho dos sinais de desgaste, dá para cortá-los. Estenda a roupa em uma superfície plana e mantenha a área a ser trabalhada esticada com uma das mãos. Com a outra, corte cada bolinha individualmente. Você também pode apoiar o pano colocando uma das mãos por dentro da peça para facilitar a tarefa de eliminar com cuidado as proeminências presentes.
    • Procure manter a tesoura o mais próxima possível do tecido. Corte com cuidado e devagar para evitar estragos.
    • O melhor tipo de tesoura para esta missão é a de cortar unhas. Esse modelo costuma ser menos afiado e mais preciso, o que reduz as chances de danificar a roupa durante o processo.
  3. Utilize uma lâmina de barbear. Use a versão descartável para passar no tecido já estendido sobre uma superfície plana. Com uma das mãos, mantenha a área a ser trabalhada esticada a fim de evitar que a lâmina acabe cortando o item a ser salvo. Faça movimentos suaves e curtos direcionados para cima. As primeiras raspadas devem ser feitas com o mínimo contato possível. Você pode ir aumentando a intensidade do lixamento conforme o necessário.
    • Quando você já puder ver uma quantidade considerável de bolinhas amontoadas, é hora de tirá-las com fita adesiva forte (daquelas usadas para selar caixas de papelão). Forme um anel grande com a parte grudenta para fora. Aperte o local cheio de saliências com a fita a fim de removê-las. Faça um novo anel adesivo assim que o primeiro já estiver saturado. Na falta de fita adesiva, você pode improvisar com fita crepe.
    • Procure usar uma lâmina nova e afiada. Assim você garante um resultado melhor. Se o aparelho de barbear tiver fitas hidratantes ou restos de sabonete ou outros produtos, o atrito do instrumento com a roupa causará o aparecimento de mais bolinhas em vez de removê-las.
  4. Aproveite bobes para cabelo com velcro. Esses acessórios de beleza são bastante suaves, o que os torna uma ótima opção para recuperar tecidos delicados, tais como a lã e a caxemira. Estenda a peça sobre uma superfície plana e mantenha a área a ser trabalhada bem esticada. Coloque o bobe sobre a região desgastada e, em seguida, role-o com cuidado para cima e depois para fora da roupa. Continue a operação até que toda a região esteja livre das saliências, as quais ficarão retidas no velcro. Retire as bolinhas acumuladas e então recomece o processo em outra parte afetada.
  5. Lance mão de uma fita de velcro. Esse recurso é barato e facilmente encontrado em qualquer armarinho. Vale até mesmo o velcro de um calçado ou da sua carteira. Ponha o material com o lado áspero virado para baixo e pressione-o contra as áreas gastas. Tome cuidado na hora de puxar o velcro. Repita a operação até que todos os sinais de desgaste tenham sido removidos.
    • Este método pode danificar tecidos muito delicados. Logo, jamais use o velcro em itens frágeis como a caxemira ou a lã.

Adquirindo ferramentas para retirar as bolinhas

  1. Compre um pente fino para tecidos. Esse produto pode ser adquirido em armarinhos e vem com dentes curtos e finos. O modelo para roupas difere do utilizado nos cabelos devido à maior proximidade entre os dentes, os quais são menores do que nos modelos comuns. Estique bem a área desejada e passe o pente com movimentos suaves. Cuidado para não provocar danos no item a ser recuperado.
  2. Invista em um aparelho papa bolinhas. Essa opção é mais cara se comparada aos outros utensílios. Porém, sua rapidez e eficácia compensam o preço a ser pago. Coloque as pilhas e estenda a roupa em uma superfície plana. Passe o equipamento fazendo movimentos pequenos e circulares. A pressão deve ser a mais suave possível no começo. Vá apertando mais o papa bolinhas contra o tecido conforme o necessário. Continue com o processo até que todas as saliências tenham sido eliminadas. Os resíduos ficarão retidos no compartimento da máquina, o qual pode ser facilmente esvaziado.
  3. Experimente usar uma pedra-pomes. Seu poder abrasivo pode ser bastante útil para recuperar a área afetada do tecido, o qual deve estar estendido sobre uma superfície plana. Esfregue suavemente a pedra contra a região com bolinhas fazendo movimentos na diagonal. Retire o acúmulo de tecido danificado com os dedos ou com a ajuda de uma fita adesiva.

Prevenindo a formação de bolinhas nas roupas

  1. Procure comprar itens feitos de tecidos que embolotam menos. Peças feitas de panos do tipo multifibra são compostos por uma mistura de materiais sintéticos e naturais. Essa mescla aumenta as chances de ocorrer atrito entre as fibras, o que propicia o aparecimento das indesejáveis saliências. Os tecidos mais vulneráveis a esse problema são aqueles formados por três ou mais tipos de fibras diferentes.
  2. Na hora de escolher blusas de malha, dê preferência aos itens feitos com pontos pequenos. Peças feitas dessa maneira têm menos chances de acabar com relevos que denunciam o desgaste. Já peças que apresentam pontos maiores são mais vulneráveis à formação de bolinhas.
  3. Sempre que possível, deixe a roupa virada do avesso. Desse modo, durante a lavagem, a parte interna é que será exposta ao atrito com as outras peças e com as próprias fibras. Esse cuidado também é válido ao guardar o item no armário, seja pendurado no cabide ou dobrado.
  4. Procure lavar com o máximo de cuidado a roupa que você deseja preservar. Ao usar a máquina, selecione o ciclo delicado, o qual é mais curto e envolve movimentos mais suaves que poupam as peças de um desgaste desnecessário.
    • O ideal é lavar à mão itens como blusas de malha que costumam embolotar com maior facilidade. Há vários sabões líquidos feitos especialmente para roupas delicadas. Utilize o tanque e, se possível, não esfregue.
  5. Evite usar a secadora. O melhor mesmo é deixar a peça secando naturalmente, pendurada no varal. A máquina de secar pode sujeitar a roupa ao atrito, o que pode causar o aparecimento de bolinhas.
  6. Prefira a versão líquida do sabão para lavar roupas. O sabão em pó entra em atrito com as peças enquanto dissolve na água, o que aumenta as chances de ocorrer o desgaste dos tecidos durante o ciclo de lavagem. Logo, os sabões líquidos são a melhor opção para itens mais frágeis.
  7. Passe regularmente um rolo adesivo (conhecido também como “escova pega tudo”) na roupa. Esse utensílio é muito útil para quem possui peças delicadas, pois o seu uso frequente previne o aparecimento de novas bolinhas e o acúmulo dessas saliências na superfície do tecido.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.