Como Ter uma Visita Bem Sucedida ao Veterinário

Ir ao veterinário para um check-up de rotina ou um problema de saúde ao longo da vida do seu animal de estimação pode ser muito difícil devido à preocupação constante com o que pode acontecer. Os animais percebem a tensão ou pistas, como pegar o engradado ou transportadora, e sabem aonde vão. Siga estes passos simples para tornar a visita ao veterinário mais fácil para você e seu bichinho.

Passos

  1. Acostume seu animal de estimação a ser tocado de forma que quando o veterinário fizer isso ele não se importe. É muito importante que ele se habituar a ter o rabo levantado. Também será útil familiarizá-lo em andar de carro desde cedo. A familiaridade com o manuseio e transporte aliviará a tensão e facilitará para você e o veterinário poderá examinar os problemas de saúde e administrar os medicamentos.
  2. Mantenha seu animal contido. Quando for transportá-lo, certifique-se de ele esteja corretamente preso no carro para a segurança dele e da sua família. Para gatos, coelhos, roedores, cães pequenos, etc., uma caixa de transporte é adequada. Para cães maiores, será preciso retenções de cintos de segurança ou compartimentos especiais na parte de trás do veículo. Quando chegar no veterinário, não deixe-o solto. Haverá outros donos com seus bichinhos lá e é muito fácil as coisas saírem do controle se os animais se estranharem. Espera-se que você mantenha seu animal na caixa ou na coleira.
  3. Tome nota. Se houver algo que o preocupe no seu animal, será muito útil escrever o que você perceber, como perder o apetite, morder um lugar do corpo, andar, fazer barulhos estranhos, vomitar, etc. Isto ajudará a explicar o problema e você será capaz de dizer a duração, os sintomas exatos e as reações percebidas.
  4. Peça à recepcionista do veterinário conselhos sobre o que fazer antes da consulta. Dê uma breve explicação do problema e pergunte-lhe se você precisa trazer uma amostra da urina ou fezes, deixar o animal em jejum ou qualquer outra coisa.
  5. Participe ativamente do exame do seu animal de estimação. Às vezes a preocupação nos faz esquecer as dúvidas que tínhamos em casa. A solução é escrevê-las assim que surgirem e levá-las ao veterinário. Pergunte também se há alguma referência confiável na internet que possa usar. Alguns pontos para perguntar incluem:
    • Discuta sobre os hábitos alimentares do animal. É sempre bom comentar de forma breve a dieta dele, principalmente nos exames de rotina. Muitos veterinários perguntarão isso, mas toque no assunto de qualquer forma. Conforme o animal for crescendo, ele precisará de necessidades e nutrientes diferentes e se você não tiver certeza sobre quais, pergunte. Se o bicho tiver problemas específicos, pergunte se há algo que deve ser mudado na dieta dele.
    • Fale sobre problemas dentais. Relacionado a uma boa dieta, geralmente não consideramos as necessidades de tratamento odontológico do animal. É importante falar sobre os hábitos alimentares que promovem bons dentes. Esteja ciente que a limpeza dental dos animais é normalmente uma atividade que precisa de anestesia geral, então é importante fazer de forma certa.
    • Discuta algum desafio de higiene que esteja enfrentando. Se achar que o pelo longo está causando problemas, peça soluções ao veterinário. É importante saber o que fazer, pois um cão emaranhado pode precisar de anestesia geral para remover os nós.
  6. Mantenha um diário de vacinas. Mesmo se confiar no seu veterinário, é bom também ter os registros. Leve-os ao veterinário toda vez e atualize-os. Isto o ajudará a lembrar o que foi feito, quando será a próxima dose e será útil se mudar de veterinário.
  7. Peça uma demonstração de como dar remédios. Não tenha medo, o veterinário ficará feliz em mostrar e garantir que você tenha entendido o que precisa ser feito. Se preferir que ele dê medicamentos regulares, como vermífugos, não tem problema, contando que possa pagar pelas consultas frequentes.
  8. Se o cão estiver nervoso e assustado, não afague-o e diga que está tudo bem. Ele encarará o carinho como uma recompensa por este comportamento. Diga-lhe "não". Se ele for tomar vacina, segure-o e ajude o veterinário. Não agarre-o, apenas segure-o de forma firme e calma.
  9. Se seu cão tiver comido algo, leve a embalagem ao veterinário, lembre quantas miligramas tinha, etc.
  10. Fale os sintomas do cão, como não conseguir levantar ou vomitar. Não esconda nada, pois pode resultar em um diagnóstico incorreto e o animal pode não receber a ajuda necessária.

Dicas

  • Certifique-se de que o animal esteja bem e limpo. A maioria precisa de, pelo menos, unhas aparadas, banho e limpeza de ouvido a cada seis ou oito semanas. Alguns cães (que possuem orelhas compridas ou que não são penteados em casa) exigem mais cuidados. Tose-o pelo menos um ou dois dias antes da consulta.
  • Se seu animal de estimação tiver tido problemas de vômitos, diarreia ou urina, leve uma amostra para o veterinário e leve-o para se aliviar antes da visita.
  • Se o animal parecer nervoso ou fizer confusão na ida ao veterinário, leve algo que o ajude a se acalmar, como um brinquedo de mastigar ou um ursinho.
  • Faça seu cão entender os comandos básicos como "sentar", "ficar" e "deitar", e o significado da palavra "não". Isto facilitará para todas as partes envolvidas.
  • Lembre-se de discutir todos os objetos e serviços oferecidos para compra. Alguns itens são mais baratos na internet ou podem ser adiados, enquanto que outros podem lhe poupar muito dinheiro a longo prazo. Mas fique atento no fato que os medicamentos comprados de varejistas on-line podem não terem sido armazenados nas mesmas condições que no escritório veterinário.
  • A maioria dos remédios on-line não tem a garantia das empresas fabricantes, devido à forma de compra e obtenção. Embora seja muito mais barato, se perguntar ao veterinário e trouxer uma cópia do preço, muitos serão iguais ao que está sendo oferecido on-line e você terá a garantia da qualidade do produto.
  • Ponha um lembrete no seu celular para não se esquecer do que quer perguntar.
  • Quando começar a dar vacinas em filhotes de cães ou gatos, esteja pronto para fazer, no mínimo, três visitas e gastar uma grana por consulta.

Avisos

  • Pergunte sobre os preços dos tratamentos, inclusive os cuidados pós-cirúrgicos. Eles podem custar mais caro do que o previsto se incluir os cuidados necessários após que o procedimento estiver completo. Isto pode ajudá-lo a se planejar e organizar suas finanças, conforme for preciso.
  • Não alimente seu animal se achar que for fazer um raio-X. A comida às vezes bloqueia a visão dos órgãos, como o estômago, intestinos e bexiga.
  • Tenha certeza que seu animal não tem pulgas antes de levá-lo ao veterinário. Haverá muitos bichos por perto, e as pulgas se espalham rapidamente, ainda mais em lugares fechados. Para eliminá-las, dê banho nele com xampu anti-pulgas. Quando ele estiver seco, aplique um produto preventivo mensal, como Frontline. Limpe a cama do seu animal de estimação e deixe sua casa à prova de pulgas.

Materiais Necessários

  • Lista de perguntas
  • Caixa de transporte ou retenção
  • O brinquedo de mastigar favorito do seu cão
  • Petiscos por bom comportamento
  • Uma coleira confortável
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.