Como Fazer um Aquário

Fazer o seu próprio aquário é um processo recompensador e interessante, além de reduzir gastos. Ele requer apenas algumas ferramentas e uma boa chapa de vidro ou plástico; os outros produtos dependem da sua imaginação. Que tipo de aquário você quer fazer?

Escolhendo e preparando o vidro

  1. Decida o tamanho que o aquário deve ter para satisfazer as suas necessidades. Se você tiver apenas alguns peixes ou uma tarântula pequena, não precisará de uma peça grande e que cubra uma parede. Caso tenha uma verdadeira “piscina” de peixes ou outros animais, como iguanas, o cenário será outro. Já que você está fazendo o aquário, as decisões são suas.
    • Se você for preencher o aquário com água, lembre-se que o líquido é muito pesado – cerca de 4,5 “quilos” para cada 3,8 litros. Você pode querer uma opção menor para manter tudo mais portátil. Caso precise converter medidas, use calculadoras online.
    • Os aquários também podem servir de mesas ou prateleiras. Nesses casos, meça a área na qual você quer por a peça para determinar o seu tamanho correto.
    • Se, por exemplo, você escolher um aquário de 35 cm de comprimento, as laterais devem ter cerca de 34 cm (para incluir o encaixe da frente e de trás).
  2. Use vidro recozido. Esse tipo de material é mais rígido do que vidros comuns. Embora ele possa quebrar em pedaços e lascas, a sua resistência elevada o torna uma boa escolha para aquários.
    • Não use vidro temperado (geralmente ele tem marcas nos cantos que o tornam distinguível). Ele não é resistente o bastante. Vidro laminado e afins, assim como o policarbonato, são outras opções “boas” – mas são inferiores em relação ao vidro recozido.
    • Se somente um dos lados do aquário for feito com esse material, você pode usar uma combinação dele e fibra de vidro.
    • Ao comprar o vidro, peça que o vendedor lixe as pontas do material para evitar que ele lhe corte.
  3. Escolha a espessura do seu vidro recozido. Se o aquário for preenchido com água, você provavelmente precisará ter cuidado e deverá usar um material mais espesso. 30 cm repletos de água são bastante diferentes de 30 cm “sem” água. Se você planejar mantê-lo vazio, até 35 cm de água poderiam ser armazenados em 0,6 cm de vidro. Eis as diretrizes gerais:
    • Altura do aquário/espessura do vidro: 2,5 a 30,5 cm / 0,6 cm 30,5 a 45,7 cm / 0,9 cm 45,7 a 61 cm / 1,3 cm 61 a 76,2 cm / 1,9 cm
  4. Reúna o resto do equipamento. Você precisará de:
    • Selante de silicone 100%
      • Muitas pessoas dizem que o “selante de silicone para aquários” é a única opção possível. Embora seja caro, esse produto é uma boa escolha – em parte, porque não possui produtos químicos anti-mofo que costumam ser encontrados em outros selantes (e podem ser tóxicos aos peixes). Silicones domésticos comuns também são alternativas. Também é preciso considerar o tamanho do silicone – ele deve ser encaixado na pistola de calafetagem.
    • Fita adesiva
    • Pistola de calafetagem
    • Alguns recipientes grandes ou objetos pesados para suportarem o vidro
  5. Posicione os pedaços de vidro em uma área aberta. Coloque a base na superfície, cercada pelas partes dianteira, traseira e laterais. Lembre-se que esses lados devem ser mais curtos no produto final – para que se encaixem bem na extensão entre a frente e a traseira do aquário (as quais serão instaladas primeiro).
    • A diferença na espessura deve ser o dobro do tamanho do vidro. Se você tiver um vidro de 0,6 cm, as laterais devem ter cerca de 1,3 (para considerar os 0,6 cm de cada lado).
  6. Prepare o vidro. Primeiro, passe acetona ou álcool propílico nas laterais do material. As peças deverão ficar extremamente limpas. Depois, corte tiras de fita adesiva quer tenham cerca de metade do comprimento de cada lado. Passe-as pela base do aquário em todas as direções. A outra metade dessa fita deve ficar livre sobre a mesa.
    • A seguir: quando você erguer as laterais, pegará a outra metade dessa fita e a passará no material, dando suporte a essas peças do aquário.
    • Use três pedaços de fita de cada lado; na esquerda, na direita e no centro de cada peça.

Montando o aquário

  1. Aplique o silicone. Comece na base do vidro, aplicando uma faixa fina e contínua do material – a cerca de 2 mm de distância da ponta (onde o painel dianteiro será instalado). Essa faixa deve ter cerca de 3 mm de diâmetro.
    • Se você não estiver acostumado a usar a pistola de calafetagem, treine antes com outro material, como jornais ou papelão.
    • Quando você cortar o topo do tubo, tente criar uma abertura de 3 mm para controlar o tamanho da aplicação.
    • Seja rápido; o silicone assenta em 2-3 minutos.
  2. Instale o painel dianteiro. Com a faixa de silicone na ponta dianteira da base, coloque a peça dianteira em seu lugar – pressionando-a de modo firme e gentil. Segure-a por um breve momento e depois passe o resto da fita nas laterais do produto; ele deverá se manter ereto. Se você achar que ele irá cair, apoie-o com um recipiente grande preenchido com água ou algum objeto pesado.
    • Ainda não remova o excesso de silicone. Você poderá fazer isso quando o produto tiver curado.
  3. Comece a montar as laterais. Com a pistola de calafetagem em mãos, aplique outra linha fina de silicone (novamente, a 2 mm da ponta). Repita o processo em toda a borda interna do painel dianteiro (lembre-se: as peças laterais não se encaixarão somente na base, mas ficarão entre as peças dianteira e traseira).
    • Pressione a primeira peça em seu lugar – de modo firme, mas gentil. Você agora terá um canto do aquário montado.
    • Tente evitar realinhar a peça; caso faça isso, poderá criar bolhas no silicone, o que causará um vazamento no futuro.
    • Repita o processo no outro lado.
  4. Finalize com o painel traseiro do vidro. Agora que você está se acostumando com a pistola, passe as últimas linhas de silicone com 3 mm de largura na borda da base (a 2 mm da ponta) e pelas bordas internas do painel traseiro.
    • Instale a peça em seu lugar de modo firme e gentil. Passe fita para apoiar o produto, caso necessário.
  5. Deixe que o silicone seque e assente. A maioria desses produtos seca em 24 ou 48 horas. Ele ficará ainda mais endurecido conforme o tempo passa; se você puder evitar, não preencha o aquário com água por cerca de uma semana.

Montando o interior do aquário

  1. Teste o selo do aquário. Antes de montar a “obra de arte” do aquário, é melhor ver se a sua estrutura está bem construída. Preencha-o com alguns centímetros de água. Deixe o líquido ali por um minuto. Se não houver vazamentos, continue com o processo.
    • Se a água vazar, esvazie o aquário imediatamente. Deixe-o secar e sele as áreas defeituosas novamente. Você também deve suspeitar que haja algum problema com o topo do aquário. Conserte-os.
  2. Instale um sistema de filtragem, caso necessário. Se você estiver lidando com peixes de água doce, irá precisar disso. As escolhas mais comuns são as opções posicionadas abaixo de cascalho ou filtros externos – instalados facilmente na parte traseira da estrutura.
    • Se você estiver usando um filtro que envolva o cascalho, considere o tamanho do aquário. Quanto maior ele for, maior o filtro terá de ser. A bomba de ar precisa funcionar por todo o objeto, não apenas a área onde está instalada.
    • Um filtro externo deve circular cerca de 18,9 litros de água por hora, de acordo com a capacidade do aquário. Um aquário de 30,3 litros, por exemplo, precisará de um filtro que possa circular 150 litros.
    • Siga as instruções específicas de acordo com a embalagem do filtro. Independentemente do seu modelo, não o ligue até que o aquário esteja preenchido com água e pronto para funcionar.
  3. Se necessário, adicione um aquecedor. Esse produto é instalado no interior do aquário e costuma ser preso com copos de sucção. Ele deve ser posto próximo ao filtro, onde a água fique em movimento constante (para que a temperatura permaneça estável). Assim como com o filtro, não o ligue até que tudo esteja pronto.
    • Tente manter o aquecedor a 3-5 watts de energia para cada 3,8 litros, no geral. No entanto, peixes diferentes têm preferências diferentes; por isso, aquecedores ajustáveis e totalmente submersíveis em água podem ser mais fáceis de usar.
    • Lembre-se que luzes costumam produzir calor e podem interferir com a temperatura desejada. Se isso for um problema, há opções disponíveis que não aquecem; são melhores para peixes.
  4. Preencha o aquário com cascalho, areia ou outros itens que os animais requeiram. A maioria dos peixes gosta de cascalho ou areia e qualquer pet shop vende várias opções no que diz respeito à textura e à cor. Independentemente da sua escolha, de 5,1 a 7,6 cm desse produto serão suficientes.
    • O cascalho precisa ser lavado antes de ser levado ao aquário. Ele tende a acumular poeira, o que costuma sujar a água – e deve ser removido.
  5. Adicione alguns centímetros de água (se necessário) e as decorações. Será mais fácil instalar tudo (e manter essas peças em seus lugares) se você trabalhar com alguns centímetros de água já no aquário. Com sorte, dessa vez não haverá vazamentos! Ajuste conforme necessário, considerando o peso da água.
    • Quando você tiver todos os materiais na base do aquário instalados, preencha-o até o topo. Muitas pessoas recomendam uma folga de 2,5 cm ou mais do topo da estrutura – embora isso dependa de você; alguns preferem não ver a linha da água.
  6. Para peixes de água doce, adicione um produto químico que remova o cloro do líquido e faça ciclos no aquário. Os peixes não sobrevivem quando imersos em águas “da torneira”, devido aos produtos químicos, como o cloro. Na embalagem desse produto, você será informado sobre a quantidade adequada para o seu aquário. Você também pode usar um catalisador de bactérias – que acelerará o crescimento de bactérias benéficas na estrutura.
    • Quando tudo estiver em seu lugar, você deverá fazer um ciclo no aquário (sem os peixes) para monitorar os parâmetros da água (o pH, o pH alto, a amônia, o nitrito e o nitrato). Compre um kit de testes e espere que os números atinjam o máximo – antes de levá-los a zero. Quando isso acontecer, será a hora de adicionar os peixes.
    • Um removedor de amônia pode ser útil caso os níveis estejam altos demais. Conforme o tempo avança, você deve trocar cerca de 15% da água com frequência para manter tudo fresco e limpo.

Dicas

  • Para proteger os peixes de animais como gatos, cubra parte do topo do aquário com uma tampa de plástico ou uma tábua de madeira.
  • Você pode passar fita adesiva nas bordas externas do aquário para deixá-lo mais protegido.

Avisos

  • Não cubra o topo do aquário completamente com a tampa. Certifique-se de que o ar pode circular na estrutura.

Materiais Necessários

  • 5 chapas de vidro recozido
  • Silicone para aquários
  • Luvas de pano para manusear o vidro
  • Pistola de calafetagem
  • Fita adesiva
  • Recipientes grandes para apoio
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.