Como Agir em Caso de Falha na Direção Hidráulica

Atualmente, a grande maioria dos veículos em circulação conta com Direção Hidráulica, um recurso que possibilita empregar menos força para girar o volante, facilitando assim a condução do veículo. Eventuais falhas nesse sistema costumam ocorrer de forma gradativa e emitir sinais de alerta, mas é possível que uma falha ocorra de maneira súbita em uma situação inesperada. Veja a seguir como agir em situações como essa.

Sinais de Alerta do Sistema de Direção Hidráulica

  1. Fique atento à ruídos ao virar o volante. Se ouvir um barulho agudo, raspado ou estridente, a bomba do sistema de direção hidráulica pode estar trabalhando com um nível de fluido abaixo do ideal.
  2. Observe se o volante gira livremente. Idealmente, você deve ser capaz de virar o volante empregando pouco esforço, seja para conduzir o veículo em uma curva ou para fazer uma manobra mais fechada. Se isso exigir um esforço muito grande, seu sistema de direção hidráulica pode estar avariado.
  3. Verifique se há vazamento de fluido. Se você notar uma mancha no chão sob o capô após deixar o veículo parado por um tempo, talvez se trate de um vazamento de fluido. Se a mancha tiver um aspecto de cor âmbar, rosa ou vermelho, é possível que seja fluido da direção hidráulica.
    • Se você tiver dificuldades em determinar a coloração do fluido, coloque uma folha de papel branco embaixo do carro quando for deixá-lo estacionado por longos períodos. A cor será percebida mais facilmente em contraste com um fundo branco.

Lidando Com Falhas Inesperadas

  1. Sinalize para os outros motoristas. Se o sistema de direção hidráulica apresentar defeito enquanto você dirige em alta velocidade, seu primeiro instinto será entrar em pânico. Ao invés disso, mantenha a calma, acione o alerta de emergência e utilize a buzina para avisar aos outros motoristas que você está tendo problemas.
  2. Encaminhe-se ao acostamento. Tenha cuidado ao fazê-lo; sem o auxílio da direção hidráulica, será mais difícil guiar o carro de maneira adequada.
  3. Pare o veículo gradualmente, freando aos poucos. Uma freada brusca poderá provocar uma derrapagem, tornando o carro muito difícil de controlar, ainda mais sem a direção hidráulica.
    • Caso a direção hidráulica tenha deixado de funcionar devido ao desligamento do motor, os freios também serão afetados. O pedal de freio parecerá mais duro, exigindo que você aplique muito mais força para acioná-lo. Se houver necessidade, considere engatar marchas reduzidas de maneira gradativa.
  4. Se o motor estiver desligado, tente dar a partida novamente. Vire o volante para atestar o seu funcionamento normal. Se tudo estiver certo, siga viagem; caso contrário, tente dirigir devagar e cuidadosamente até a oficina mais próxima, ou chame um guincho.

Dicas

  • A melhor medida que você pode tomar para evitar problemas com a direção hidráulica é verificar o nível do fluido regularmente e providenciar o reparo do veículo se houver algum vazamento ou outra irregularidade. Você também deve verificar o estado da correia que conecta a bomba do sistema de direção hidráulica ao motor. Se ela desliza facilmente ou apresentar sinais de rigidez/ruptura, o sistema está em risco.
  • Um vazamento na bomba de água pode fazer a correia deslizar quando o motor estiver em funcionamento.

Avisos

  • Não tente engatar a marcha à ré (ou, no caso de veículos com transmissão automática, a posição P Park/Estacionamento). No melhor dos casos, você não irá conseguir, e no pior, poderá danificar a transmissão (caixa de câmbio).
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.