Como Vender Obras de Arte Online

Então você é um artista iniciante ou aspirante e a sua criatividade deu origem a algo único e interessante. Agora você está pronto para mostrar e vender esta criação e talvez ganhar algum dinheiro, mas este é um mercado desconhecido. Você, obviamente, vai procurar por ajuda na internet, porque não tem um agente, galeria, ou seu nome em destaque entre os mais cobiçados pelos colecionadores. A arte da venda de arte é uma tarefa difícil para a maioria dos artistas. Muitas peças de arte nunca passarão por esta fase. Mas é claro que vender sua arte online não é fácil. Antes de entrar nessa, existem algumas coisas que você deve considerar.

Passos

  1. Seja o seu cartão de visitas. Antes de qualquer coisa, pare e se defina como um artista. Agora, pense sobre como traduzir isso para um perfil online. Use poucas palavras, o Twitter possibilita que você crie uma página inteira de deleite como se fosse o seu próprio site. Mostre as características mais notáveis da sua criatividade, a sua experiência, a sua paixão e as suas motivações para criar. Deixe claro para os leitores por que você é um artista que ama a arte, produz arte de alta qualidade, e é um verdadeiro destaque no meio artístico. Se você não escreve tão bem, peça a ajuda de um amigo nesse aspecto tão importante da venda on-line - o estabelecimento da sua credibilidade e confiabilidade.
  2. Participe de comunidades artísticas on-line. Dependendo do montante de peças de arte que você pretende vender, você pode obter uma conta em um dos seguintes sites: Deviant Art – vende-se em uma escala menor, embora seja um site artístico muito popular (http://www.deviantart.com/), a comunidade de livre-comissão dos artistas globais Artbreak, ou a mais ampla escala de vendas Brokerage (http://www.artbrokerage.com/). Há também muitos outros possíveis sites, por exemplo, Etsy (mais voltado para os trabalhos manuais, mas ainda com uma pegada artística), eBay (site de leilões), Amazon store (uma loja online), CafePress (para imprimir o seu trabalho artístico em coisas como canecas), Craigslist (Classificados gerais), e um monte de outros sites de vendas de arte (faça uma busca geral).
    • Leia os termos e condições de cada site com muito cuidado. Saiba qual é a comissão ou percentual que o site cobra, saiba quais proteções (ou falta delas) que o site oferece, saiba o que a clientela em geral procura no site, veja as vendas feitas pelo site, conheça tudo o que puder e que seja relevante para as suas vendas.
    • Se o seu objetivo é transformar sua arte em uma propriedade de investimento, então a venda online será provavelmente um caminho muito mais longo para esse fim. Isso porque é geralmente mais difícil para artistas desconhecidos garantir vendas com preços mais elevados, com colecionadores sérios via internet do que é através de uma galeria tradicional, onde tais decisões podem ser tomadas com segurança. É melhor ver a venda de arte online como um complemento aos seus métodos habituais de venda de arte, e não o seu único meio.
  3. Apareça. Faça as pessoas notarem a sua arte da melhor maneira possível fazendo publicidade de si mesmo. Publique "algumas obras de demonstração" em toda a web para mostrar do que você é capaz e divulgar o seu estilo. Adicione uma marca d'água na versão digital da sua peça para proteger o seu trabalho artístico de ladrões de arte.
    • Passe um pouco de tempo pesquisando online as formas como outros artistas estão se promovendo. O que funciona para eles e o que não funciona? O que você gosta sobre as estratégias promocionais deles e o que você quer evitar? Este tipo de pesquisa pode lhe dar muitas ideias e também mostrar os potenciais perigos relacionados à maneira como você irá promover a sua própria arte. Marque os sites de artistas que vendem obras on-line que realmente são inspiradores, para que você possa acompanhá-los e ver como eles estão evoluindo e tendo sucesso.
    • Aproveite o poder do Twitter e do Facebook para se promover. Tweet atualizações sobre suas novas pinturas, seus pensamentos sobre o tema e notícias sobre arte em geral. No Facebook, publique fotos das suas peças de arte (com marca d'água digitalizada), fotos suas recebendo prêmios e informações sobre as suas obras, e talvez até mesmo algumas críticas artísticas.
  4. Blog sobre o seu trabalho artístico. Com centenas de sites de blogs gratuitos, você tem uma gama de opções para criar e manter um blog. Mais importante ainda, é extremamente vantajoso mantê-lo regularmente atualizado - o que oferece às pessoas algo "bonito de se ver", e é importante também contar a sua história à medida que as vendas aumentam e o seu sucesso também, assim eles podem acompanhar a sua trajetória artística. Um blog pode detectar os assuntos mais buscados e se você utilizar as palavras-chave com precisão, pode tirar proveito disso. Não se esqueça de dar um nome simples, porém marcante para o seu blog - você vai querer que ele seja achado com facilidade.
    • Leia Como iniciar um blog e Como aumentar a visitação do seu site gratuitamente, para obter ajuda.
    • Uma boa maneira de testar as palavras-chave por muito pouco é através da utilização de um site de leilão. Brinque com as palavras que você usa para intitular suas vendas de arte, assim como as palavras usadas dentro do corpo do texto. Continue mudando as palavras até encontrar o ideal - palavras que realmente parecem atrair mais o público.
  5. Crie uma lista de contatos. Esta pode ser a sua ferramenta mais eficaz se bem usada. Em todas as vendas feitas, com todas as pessoas que lhe enviam um e-mail demonstrando estarem interessadas, pegue os seus endereços de e-mail e coloque em um banco de dados digital para envio de e-mails em massa. Em intervalos determinados (uma vez por mês, a cada duas semanas, sempre que você iniciar uma nova jornada) envie todos os e-mails, gramaticalmente corretos, agradáveis de serem lidos, com todas as informações necessárias e com uma demonstração organizada de fotos do seu trabalho recente (um arquivo PDF pode funcionar bem para essa finalidade). Isso mantém você atento aos clientes passados, o que é importante. E se for um informativo que as pessoas gostem, você pode ter a sorte de ter o seu email enviado para outras pessoas - daí muito mais gente verá o seu trabalho!
    • Qualquer lista de contatos bem pensada inclui uma opção de cancelamento. Não se sinta ameaçado por isso; veja essa opção como uma boa faxina e também como uma maneira de reter os clientes que realmente querem ver as suas peças. Você não está on-line para perturbar as pessoas que não estão interessadas!
  6. Tire fotos de qualidade. Como dizem, "uma imagem vale mais que mil palavras" e você vai querer que os clientes potenciais tenham uma boa impressão de você. Mostrar detalhes, até pinceladas e tipo de pintura. Esteja disposto a mostrar aos potenciais compradores várias facetas do seu trabalho sob iluminações diferentes, pendurado em uma parede, etc. Esta pode ser a única maneira de aliviar o medo justificável que muitas pessoas têm de comprar uma obra de arte que elas nunca viram pessoalmente.
    • Tenha em mente que nem todo mundo tem uma boa conexão de internet. Ache um equilíbrio entre ótimas fotos e que sejam fáceis de baixar ao mesmo tempo. Fale com um especialista em web, se você não tem certeza do que fazer.
    • Para mais dicas importantes de fotografia, leia Como tirar fotos melhores de um produto gratuitamente e Como tirar fotos de catálogo.
  7. Saiba como licenciar a sua arte adequadamente. Licenciamento de arte é uma maneira de provar o que pertence a quem. É uma escrituração necessária na área das artes e irá ajudá-lo a se resguardar se houver uma disputa sobre originalidade, propriedade ou direitos morais.
  8. Considere criar o seu próprio site. Ter seu próprio site significa que você pode otimizar cada página para mecanismos de busca, o que pode fazer a diferença entre muitos artistas que usam apenas sites comuns de vendas de arte. Ter seu próprio site significa que o espectador não vai se distrair com outros artistas e seus trabalhos, enquanto ele navega em uma página só sua é provável que você ganhe reputação rapidamente. Você pode vender diretamente de seu site por e-mail e manter correspondência com potenciais compradores (peça para os potenciais compradores fazerem contato para consultarem os preços, para efetuar a compra, etc).
    • Se você está certo sobre a venda de sua arte em seu próprio site, então é essencial ter um nome de domínio que seja o seu próprio nome ou o nome que precise ser associado ao seu trabalho. Por exemplo, você poderia usar um domínio composto de seu primeiro e o último nome, como primeironomeúltimonome.com ou se você tem um pseudônimo, então você pode usar um nome de domínio usando esse pseudônimo, ou seja, pseudônimo.com.
    • Faça o seu site o mais parecido possível com uma galeria virtual de arte. Incentive os clientes potenciais, faça com que eles queiram passear e ver as suas pinturas de uma maneira prazerosa como em uma galeria, dessa forma o prazer da visualização será maior.
    • Acrescente os preços e detalhes para contato. As pessoas querem saber os valores, por isso, não esconda os preços ou espere que o cliente venha com um para você. E esteja preparado para responder às perguntas em tempo hábil.
    • Ao criar seu próprio site, você precisa encontrar um método seguro para receber os pagamentos e você também pode considerar a implementação de um sistema de depósitos. Quanto mais caro o seu trabalho artístico for, mais cuidado você precisa ter com as transações financeiras, incluindo as transações de devolução e reembolso. Existem vários métodos on-line para a transferência segura de dinheiro; pesquise para descobrir o que funciona melhor para as suas demandas locais e para o seu mercado global.
  9. Esteja consciente de que este é um processo gradual e não espere vender muito, logo de imediato. Um negócio de vendas de arte on-line precisa ser construído pouco a pouco. É o mesmo que montar uma empresa (na verdade, você deve tratar suas vendas de arte on-line como um negócio) - você vai tentar tornar o seu nome conhecido, ou pelo menos dar às pessoas uma noção sobre seu eu artístico, desenvolver os seus serviços à medida que crescem e ganhar reputação como o passar do tempo. Isso pode parecer muito demorado no início, mas bases sólidas e paciência irão prepará-lo para um futuro bem-sucedido, assim como manter uma atitude positiva sobre o que você está fazendo.
    • Participe ao máximo de mostras de arte relevantes para mostrar o seu trabalho. Se forem mostras competitivas, apresente os prêmios que você já ganhou como parte de seu perfil ou site.

Dicas

  • No início, seja conhecido por doar sua arte. Tanto as bibliotecas comerciais de fotos, wikimedia quanto outros sites de arte, todos têm oportunidades para você expor do seu trabalho artístico gratuitamente e atingir um público maciço através de suas redes. Enquanto você não recebe um pagamento pode solicitar a atribuição do seu nome à obra, habilitando o seu nome e criando a sua marca nesse mercado.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.