Como Detectar o Uso de Drogas

O uso de drogas é um hábito destrutivo, uma ameaça à vida que afeta o bem-estar físico e emocional do usuário. Talvez você se preocupe com a possibilidade de seu filho usar drogas e você não saber como reconhecer os sinais, ou imagine que seu companheiro ou alguém importante em sua vida possa estar usando drogas. Mesmo no trabalho você pode suspeitar que um empregado ou colega de trabalho esteja usando drogas. Independente de quem seja a pessoa e de sua relação com ela, é importante entender como detectar o uso de drogas, de modo que possa ajudar seu filho, a pessoa amada ou um parceiro comercial.

Fique Atento a Sintomas Físicos do Uso de Drogas

  1. Observe a dilatação incomum das pupilas dos olhos, que pode indicar o uso de praticamente qualquer substância, como álcool, maconha ou anfetaminas.
  2. Preste atenção a alterações no cheiro das roupas, cabelo e respiração da pessoa para auxiliar na detecção do uso de drogas inaladas pelo hábito de fumar (maconha, crack, metanfetamina ou heroína).
  3. Fique atento a sinais de agulha (marcas escuras) na parte interna dos braços da pessoa ou contusões que possam denotar o uso de drogas injetáveis como heroína, cocaína ou metanfetamina.
  4. Observe alterações nas cavidades nasais como fungados incomuns ou excessivos, vermelhidão nas narinas ou sangramentos frequentes. Estas alterações podem indicar o uso de drogas que são aspiradas como cocaína, metanfetamina ou ecstasy (quando triturado).
  5. Verifique a presença de itens que podem estar na cômoda, nas gavetas ou no bolso da pessoa: colírios, chicletes, enxaguantes bucais, pequenos recipientes de plástico ou saquinhos, papéis para cigarros, cotonetes, pinças, incenso ou desodorizadores de ambiente. Alguns destes itens são de uso comum na higiene pessoal, mas o uso recente – para itens que antes não eram usados – ou excessivo pode indicar o uso de drogas.

Observe Alterações Emocionais ou Comportamentais

  1. Fique atento a mudanças na capacidade de atenção, memória, entusiasmo, motivação ou concentração.
  2. Observe mudanças drásticas no sono e padrões de atividade como insônia, sonolência incomum ou cochilos. A pessoa parece excepcionalmente letárgica e cansada num extremo ou mais energética, eufórica ou ligada que o normal?
  3. Observam-se alterações nos valores, crenças ou auto-disciplina da pessoa, como sair com novos amigos que não são apresentados a você? A pessoa começou a fazer coisas que nunca havia feito antes – arriscando-se, cuidando menos da aparência, comendo excessivamente ou nem um pouco, mentindo, roubando ou faltando às aulas?
  4. Preste atenção às interações com amigos, familiares ou colegas de trabalho. (A pessoa tornou-se mais reclusa, evitando familiares e amigos socialmente ou em casa? Apresenta-se mais irritada que o normal, agindo de modo hostil ou com excessiva sensibilidade?)

Preste Atenção no Uso Suspeito do Computador ou Telefone

  1. Verifique os registros do celular em busca de padrões de mensagens de texto ou números de telefone que você não conhece.
  2. Fique atento a ligações secretas, e a situações em que a pessoa que telefona desliga ou não se identifica.

Use Testes para Confirmar ou Descartar o Uso de Drogas

  1. Caso os sinais indiquem o uso de drogas, ou caso não possa dizer, mas precise verificar suas suspeitas, compre um teste para detecção de drogas. Estão à disposição em farmácias ou pela internet.
  2. Para resultados mais precisos, administre o teste sem que a pessoa saiba. O fato de saber antecipadamente pode permitir que a pessoa altere o teste, permanecendo “limpo” por algumas horas ou mesmo obtendo urina limpa de outra pessoa para substituir pela própria.
  3. Notifique a pessoa sobre os resultados do teste para providenciar quaisquer testes suplementares necessários, tratamento, aconselhamento ou mesmo desligamento do emprego.

Dicas

  • Seja cauteloso ao discutir o uso de drogas, tomando o cuidado de não acusar ou julgar a pessoa suspeita. Você não precisa isolar a pessoa ou fazer com que se afaste de você.
  • Se a pessoa amada começa a apresentar sinais de uso excessivo de drogas mas você descartou a possibilidade de que sejam drogas ilegais, considere o uso incorreto de drogas prescritas. Monitore o uso desses medicamentos, já que, se usados incorretamente ou em excesso, podem ser tão prejudiciais à saúde quanto as drogas ilegais.
  • No início da infância, comece a ensinar aspectos do senso comum em quase toda atividade, o que pode tornar-se divertido através de brincadeiras. Senso comum = Autoestima + Raciocínio + Previsão de Consequências. Ensino do senso comum = Debate (não discussão; a expressão de relações lógicas para sustentar uma posição constrói a autoestima) + Pensamento Crítico (há muito material online disponível; aprendizado da lógica da linguagem, identificação de erros de lógica nas expressões e capacitação ao pensamento lógico) + Análise de quaisquer casos de Sustentabilidade (sobre qualquer tema; constrói a habilidade de controlar os sistemas de apoio associados com os resultados desejados). Crianças com senso comum estão mais preparadas para proteger-se de atividades autodestrutivas, e são mais capazes de construir uma trajetória para realizar futuros desejos.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.