Como Tratar a Conjuntivite

Conjuntivite é a inflamação da membrana do olho e de dentro das pálpebras. Essa condição pode ser alérgica, bacteriana ou viral. Conjuntivites virais e bacterianas são altamente contagiosas e devem ser tomadas medidas para impedir a propagação da infecção o mais rápido possível. Portanto, é importante identificar e tratar a condição rapidamente.

Diagnosticando a conjuntivite

  1. Conheça os sintomas. É claro que para tratar a conjuntivite, você precisa ter certeza de que a tem. Existem alguns sintomas que são comuns a todos os tipos dessa condição. Esses incluem:
    • Secreção arenosa e dura ao redor dos olhos
    • Dor nos olhos
    • Visão turva
    • Coceira nos olhos
    • Vermelhidão
    • Aumento da produção de lágrimas
  2. Diferencie os tipos de conjuntivite. Embora haja semelhanças nos sintomas, os diversos tipos dessa condição também apresentam algumas manifestações diferentes. Segue abaixo as diferenciações de cada tipo:
    • A bacteriana geralmente produz uma secreção espessa, verde-amarelada e pode causar inchaço nas pálpebras. A infecção muitas vezes começa em apenas um olho, mas pode se espalhar para o outro depois de alguns dias.
    • A viral pode causar uma descarga mais aguada.
    • A alérgica afeta ambos os olhos ao mesmo tempo e é caracterizada por excesso de irritação e olhos lacrimejantes. Ambas as pálpebras podem inchar também.
  3. Procure um médico para diagnóstico oficial. Se você não tiver certeza de sua condição, achar que tem algum corpo estranho em seu olho, usar lentes de contato regularmente ou tiver um histórico de infecções graves nos olhos, procure um médico.
    • O médico irá falar com você para determinar quando os sintomas começaram e irá descobrir se você tem um histórico de alergias. Ele também irá examinar seus olhos e poderá tirar uma mostra de pus ou fluido para testes.
    • Embora a conjuntivite sare sozinha, um médico poderá prescrever anti-histamínicos orais ou colírios para ajudar a controlar os sintomas.
  4. Determine se sua conjuntivite é viral ou bacteriana. Esses casos são tratados de forma diferente. Portanto, saber qual você tem é vital para garantir o cuidado apropriado. O médico poderá dizer que tipo você tem; não tente se autodiagnosticar.
  5. Pare de usar lentes de contato. Se você as usar regularmente, pare e mude para óculos até que seus olhos estejam completamente curados. Descarte lentes de contato descartáveis que possam ter sido expostas à infecção e esterilize qualquer equipamento de armazenamento delas. Pergunte ao oftalmologista sobre a desinfecção de lentes de contato rígidas ou de uso prolongado.

Tratando a conjuntivite

  1. Lave os olhos várias vezes por dia com água e um pano limpo. Cuidadosamente, seque área usando um pano limpo; não esfregue seus olhos com as mãos.
    • Você pode usar compressas frias ou quentes. Se você achar que uma alergia está causando a condição, pode ser melhor usar uma compressa fria. Se a conjuntivite for causada por uma infecção, uma compressa quente pode ajudar a reduzir o inchaço e a vermelhidão.
    • A infecção pode passar de um olho para outro, então tome cuidado quando estiver usando a compressa. Use uma compressa separada para cada olho e certifique-se de lavar suas mãos entre as aplicações. Use novas compressas cada vez que limpar seus olhos.
    • Comece do lado de dentro do olho (perto do nariz) e limpe para fora. Use uma parte diferente da compressa para cada passada para minimizar a contaminação cruzada.
  2. Lave seus olhos usando um colírio de venda livre. Particularmente para conjuntivite alérgica, pode ser necessário colírios que contenham anti-histamínicos. Esses podem ser comprados com ou sem prescrição médica. Anti-histamínicos irão reduzir o inchaço, que é a reação natural do seu corpo ao vírus, bactéria ou alérgeno.
    • Certifique-se de utilizar colírios artificiais, não uma solução, como Visine, que contém outros aditivos.
  3. Adapte sua abordagem com base na recomendação do seu médico. A conjuntivite viral e a bacteriana são tratadas de forma diferente. Eis as principais diferenças:
    • Se você tiver conjuntivite viral, espere que ela se cure sozinha. Nenhum medicamento é geralmente usado para tratar esse tipo da condição. Se o paciente for uma criança, ela pode geralmente voltar para escola depois de um período de três a cinco dias, ou depois que os sintomas tiverem diminuído.
    • Se você tiver conjuntivite bacteriana, tome os antibióticos prescritos. Esses geralmente matam as bactérias dentro de alguns dias. Se o paciente for uma criança, ela pode geralmente voltar para escola 24 h depois de ter sido tratada com antibióticos. Esses medicamentos são geralmente administrados na forma líquida ou em creme.
  4. Verifique se houve piora com qualquer tratamento caseiro. Se seu curso de tratamento caseiro começar a piorar, vá ao médico novamente, pois há chances de a córnea ser afetada pela infecção. Procure pelo seguintes sinais que indicam que sua conjuntivite piorou:
    • Piora da visão (e piscar não ajuda)
    • Aumento da dor no olho
    • Aumento de sensibilidade à luz
    • Desenvolvimento de infecção
    • Piora dos sintomas ou ocorrência desses com maior frequência.

Prevenindo a conjuntivite

  1. Tome cuidado para não espalhar a infecção se a conjuntivite for viral ou bacteriana. Você pode facilmente espalhar a condição para outras pessoas ou para seu outro olho se apenas um olho estiver infectado. Você também pode se infectar depois que a conjuntivite estiver curada. Para evitar isso, tome as seguintes medidas preventivas:
    • Não compartilhe toalhas, toalhas de rosto ou fronhas com ninguém até que os sintomas tenham desaparecido completamente.
    • Lave suas mãos com frequência, com sabão e água.
    • Mantenha suas mãos longe dos olhos o máximo possível. Quando tiver que tocar o seu olho infectado, certifique-se de lavar as mãos quando tiver terminado.
    • Troque sua fronha, toalha de rosto e de banho diariamente. Lave o que estiver sujo em água quente com detergente.
    • Não use lentes de contato até que todos os sintomas da conjuntivite tenham desaparecido. Descarte as lentes descartáveis ou limpe-as cuidadosamente seguindo as instruções do seu médico antes de usá-las novamente para evitar a reinfecção.
    • Não use maquiagem até que a doença tenha melhorado. Jogue fora qualquer maquiagem que você tenha usado alguns dias antes do início dos sintomas da conjuntivite e compre uma nova maquiagem depois que a condição tiver melhorado.
  2. Em primeiro lugar evite a conjuntivite. Evitar a conjuntivite pode ser difícil se o vírus ou bactéria estiver se espalhando, mas há passos tangíveis que você pode tomar para minimizar o risco de você ou alguém que você ame contraí-la:
    • Não compartilhe maquiagem
    • Não compartilhe lentes de contato, embalagens ou soluções
    • Não compartilhe medicamentos para os olhos
    • Não compartilhe toalhas, travesseiros, lençóis ou guardanapos
    • Lave as mãos frequentemente, especialmente depois de contato corporal com outras pessoas
    • Use óculos de proteção no frio, no calor ou vento para proteger contra a irritação

Dicas

  • A conjuntivite viral é tipicamente causada pelo mesmo vírus que causa os resfriados e pode se espalhar pelos mesmos métodos de contato direto e através de tosse ou espirro.
  • Ajude a controlar os sintomas da conjuntivite alérgica evitando se expor ao alérgeno que a causou.

Avisos

  • Procure um médico se você tiver dor nos olhos ou sensibilidade à luz tamanha que não consiga abrir os olhos. Você também deve procurar um médico se seus sintomas não diminuírem dentro de sete dias.
  • Não use colírios de venda livre que contenham descongestionantes .
  • Se você já foi submetido a uma cirurgia ocular, procure um oftalmologista imediatamente após a suspeita de infecção.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.