Como Aprender Wing Chun

O Wing Chun é um estilo de kung fu que destaca o combate de perto, socos rápidos e a defesa contida para vencer os adversários. Essa tradicional arte marcial chinesa desestabiliza os oponentes com pés rápidos, ofensiva e defensiva simultâneas e o redirecionamento da energia do adversário à sua própria vantagem. Esse é um complexo método de kung fu que requer anos de prática para ser dominado, mas iniciantes também podem começar a aprender o Wing Chun compreendendo os princípios, teorias e habilidades básicas dele.

Aprendendo os princípios do Wing Chun

  1. Aprenda a teoria da linha central. Uma das bases do Wing Chun se refere à proteção da linha central. Imagine uma linha que começa na parte central superior da cabeça e viaja pelo centro do tronco até chegar às partes baixas do corpo. Essa é a linha central do corpo, que é também a região mais vulnerável, devendo ser protegida a todo o tempo.
    • De acordo com a teoria da linha central, você deve sempre atacar abaixo da linha de seu oponente e contra ela executar todos os movimentos defensivos.
    • A posição aberta inicial no Wing Chun se baseia na teoria da linha central. Na posição aberta, mantenha-se voltado para frente com os joelhos dobrados e os pés apontados ligeiramente para fora. Ao encarar o seu oponente de frente, você será capaz de atacar com a força mais equilibrada possível.
  2. Seja sábio e econômico no uso de energia. Um princípio-chave no Wing Chun é que, durante uma luta, a energia deve sempre ser usada de forma conservadora e econômica. Use a energia de seu oponente defletindo ou redirecionando os golpes.
    • Execute os seus movimentos de modo sábio e econômico. A ideia é que o seu corpo deve percorrer a menor distância possível na menor quantidade de tempo até se conectar ao seu oponente. Esse método também ajuda a conservar energia.
  3. Mantenha-se relaxado. Um corpo tenso gastará energia desnecessariamente. Mantenha o corpo relaxado e você se sentirá mais livre.
    • Se você tem experiência com outras artes marciais (especialmente estilos mais “duros”), será preciso “esvaziar a mente” ou desaprender os maus hábitos. O Wing Chun é um estilo suave com diversas técnicas de neutralização que exigem de você manter-se “suave” e relaxado. Recondicionar a memória muscular e construir hábitos relaxados pode ser frustrante e requer tempo, mas valerá a pena em longo prazo.
  4. Exercite os seus reflexos. No Wing Chun, o lutador reagirá na luta usando reflexos rápidos para interromper um ataque e manipular a situação ao seu favor.
  5. Mude a estratégia de luta de acordo com o oponente e o ambiente. O seu adversário pode ser alto ou baixo, grande ou pequeno, homem ou mulher e assim por diante. De modo similar, o ambiente no qual você luta pode ser diferente — externo, interno, chuvoso, quente, frio e assim por diante. Esteja preparado para ajustar o seu estilo de luta às condições do ambiente.
  6. Aprenda as formas do Wing Chun. A prática do Wing Chun está dividida em uma sucessão de seis formas diferentes, cada uma delas construída sobre a anterior. Em cada uma delas, você aprenderá a posição adequada, o posicionamento corporal, movimentos de mãos e pés e equilíbrio. Essas formas são:
    • Siu Nim Tao
    • Chum Kiu
    • Biu Gee
    • Muk Yan Chong
    • Luk Dim Boon Kwun
    • Baat Jaam Dao

Decidindo como estudar o Wing Chun

  1. Encontre uma academia de Wing Chun. Escolas de artes marciais geralmente se concentram em apenas um estilo, especialmente para estudantes sérios. Em diversas situações, academias ou clubes de Wing Chung estarão afiliados a alguma associação de artes marciais. Faça uma pesquisa on-line ou em uma lista telefônica em busca de escolas de Wing Chun.
    • Pergunte às academias de artes marciais em sua cidade se elas ensinam Wing Chun. É possível que elas ensinem apenas a base do estilo e que, se você realmente leva a sério o aprendizado avançado, seja necessário mudar-se para outra área, que disponibilize aulas avançadas.
    • Converse com o sifu (instrutor) e pergunte a respeito de sua experiência. Quantos anos de prática e ensino ele possui? Como ele aprendeu o Wing Chun?
    • Faça uma aula experimental de Wing Chun. Observe como o sifu conduz a aula e veja como será a reação dos estudantes.
    • Aprender Wing Chun pessoalmente é o método mais indicado.
  2. Aprenda Wing Chun on-line ou com DVDs. Há diversas páginas voltadas àqueles que desejam aprender o Wing Chun por conta própria. Elas geralmente oferecem vídeos e diversos níveis de instrução, com preços de inscrição associados ao seu nível de experiência (iniciante, intermediário, avançado, etc.) e ao acesso de material. Essas páginas podem ser bastante úteis caso não haja instrutores qualificados ou escolas de Wing Chun em sua região. Ainda, elas podem também aprimorar o seu treinamento pessoal, mesmo que você faça aulas em uma escola de Wing Chun. Escolha um DVD ou curso on-line ensinado por um Mestre ou Grã-Mestre de Wing Chun.
    • Alguns cursos de estudo on-line ainda oferecem certificados de instrutor para estudantes avançados que tenham o desejo de dar aulas por conta própria.
    • Alguns cursos on-line podem oferecer instruções individuais por webcam com um Grã-Mestre.
    • Há aplicativos com a finalidade de ajudar o seu estudo do Wing Chun disponíveis para celulares Apple ou Android.
    • Alguns exemplos incluem o “Wing Chun Online Course” (em inglês), entregue e patrocinado pela Associação Internacional de Artes Marciais Wing Chun Ip Man e o curso “Wing Chun Kung Fu Long Distance Learning” (em inglês).
  3. Crie um espaço dedicado à prática. Descubra uma área em sua casa onde você possa praticar o Wing Chun. É importante que haja espaço suficiente para que você consiga movimentar o corpo em todas as direções — faça o teste balançando os braços e as pernas. Você não deve ter os movimentos restritos pelos móveis presentes no cômodo.
    • Idealmente, esse espaço deve ter um espelho para que você consiga ver-se enquanto treina.
  4. Encontre alguém com quem praticar. A vantagem de aprender os movimentos por conta própria também vem com certas limitações. Em certo momento, será necessário aprender como esses movimentos se conectam com um adversário. Ter companhia ajudará muito em como reagir aos movimentos de outra pessoa. Ela poderá também servir de encorajamento e comentar acerca de seu desempenho.

Entendendo o Siu Nim Tao

  1. Aprenda a respeito do Siu Nim Tao. O Siu Nim (ou Lim) Tao, ou “Pequena Ideia”, é a base para diversos movimentos no Wing Chun. Essa é a primeira forma presente no Wing Chun e tem como função ensinar as posições adequadas, a firmeza do corpo, o relaxamento e os movimentos básicos com as mãos.
    • Cada seção do Siu Nim Tao deve ser dominada antes que você avance para a próxima etapa e aprenda outras técnicas.
  2. Entendendo o Gong Lik. O Gong Lik é a primeira seção do Siu Nim Tao, mantendo o foco na boa estrutura e no relaxamento. Você aprenderá a posição aberta, na qual o corpo está voltado frente a frente ao oponente. É importante que o seu corpo esteja sempre relaxado.
    • Pratique a posição Gee Kim Yeung Ma, ou a posição aberta. Nela, coloque-se em pé voltado para frente, com os pés apontados ligeiramente para fora. Mantenha os joelhos dobrados e distribua o peso do corpo igualmente sobre ambos os pés. O seu foco estará sobre o posicionamento dos braços e cotovelos, em preparação para aprender os movimentos de mãos e braços. Essa posição direta trará a você a maior vantagem possível em uma luta, permitindo que os braços e as pernas protejam a linha central. Ambos os lados do corpo podem ser usados igualmente, no lugar de favorecer apenas um deles em detrimento ao outro.
  3. Entenda o Fajing. O Fajing é a segunda seção do Siu Nim Tao e desenvolve a liberação de poder. Nele, você aprenderá como usar a sua força e como preservar força e energia. Mantenha-se relaxado durante todo o tempo, até o momento em que as mãos estejam prontas para o golpe.
    • Um dos movimentos comuns do Fajing é o golpe de palma (yan jeung) no qual a mão esquerda se abre, gira e se move para baixo a fim de golpear o oponente.
  4. Entenda as habilidades básicas. A terceira seção do Siu Nim Tao consiste em aprender as habilidades básicas dos movimentos de mão e bloqueios que servem como base do aprendizado de outras técnicas do Wing Chun.
    • Algumas dessas habilidades básicas são o Pak Sau ou Huen Sau (soco), Tan Sau (bloqueio de palma para cima), Gan Sau (mão que divide) e Bong Sau (braço com asa). Boa parte da prática de Siu Nim Tao nessa seção envolve uma combinação desses movimentos. Uma vez que você os tenha aprendido, será preciso praticá-los antes com o lado da mão esquerda e, a seguir, com o lado da mão direita.

Entendendo o Chum Kiu

  1. Aprenda sobre o Chum Kiu. O Chum Kiu, ou “buscando pontes”, introduz a movimentação de todo o corpo para complementar o que foi aprendido na forma básica do Siu Nim Tau. No Chum Kiu, você manterá o foco em como girar o seu corpo de modo correto e eficiente, prestando atenção à distribuição de peso e ao equilíbrio. Os movimentos dos pés, como giros e chutes, são introduzidos aqui.
    • Cada seção do Chum Kiu deve ser dominada antes que você avance para a próxima etapa e, também, antes de aprender outras técnicas.
  2. Entenda a Primeira Seção do Chum Kiu. A primeira seção, Juun, se concentra em giros, equilíbrio e estrutura. No Juun, você também começará a prestar mais atenção ao ambiente ao redor, e até mesmo ao que está atrás de você, para lutar eficazmente. Ele também introduz movimentos de braços intermediários, como o Jip Sau (quebra de braço) e o Fut Sau (ancinho de olho).
  3. Entenda a Segunda Seção do Chum Kiu. A segunda seção (ou Ser) do Chum Kiu enfatiza a deflexão do ataque de seu oponente e o redirecionamento dessa energia de volta para ele. Você aprenderá a movimentar as mãos e os pés como se fossem um e, a seguir, poderá aprender a movimentá-los de modo independente.
  4. Entenda a Terceira Seção do Chum Kiu. A terceira seção do Chum Kiu tem foco no uso da força em conjunto com os movimentos das mãos e dos pés. Ela também faz uso da combinação dos movimentos do braço tenso com os do corpo relaxado, a fim de agrupar uma grande variedade de situações de luta. Você ainda se esforçará para girar o corpo para a esquerda e para a direita, aprimorando o seu equilíbrio e observando a linha central do corpo, enquanto luta.

Aprendendo formas mais avançadas de Wing Chun

  1. Entenda o Biu Gee. O Biu Gee, ou “dedos impulsionados”, se concentra no uso do poder em distâncias muito curtas. Os estudantes também aprendem técnicas de emergência, como a recuperar a linha central durante uma queda ou ao ser acossado. Em cada uma das três seções de Biu Gee, você fará uso de várias combinações de movimentos para mãos e pés das primeiras duas formas, ao se recuperar de uma posição de desvantagem. Isso o colocará em uma posição ofensiva, na qual você poderá usar a sua força de curto alcance para incapacitar o oponente.
  2. Entenda o Muk Yan Chong. O Muk Yan Chong, ou “boneco de madeira”, é uma forma avançada na qual você pratica com um adversário imóvel (o boneco de madeira). Essa prática ajudará a identificar e a aprender como os movimentos para mãos e pés entram em contato com o oponente.
  3. Entenda o Luk Dim Boon Kwun. Essa forma, também conhecida como a “forma do bastão de 6,5 pontos”, incorpora um bastão como arma no ataque contra o adversário. Lutar com um bastão pode aprimorar as suas habilidades de equilíbrio e defesa.
  4. Entenda o Baat Jaam Dao. O Baat Jaam Dao, que significa “oito espadas cortantes” ou “facas de borboletas”, é a forma mais avançada na qual se utilizam espadas curtas como armas. Ela não é ensinada a todos que atingem esse nível — apenas alguns escolhidos chegam a aprender o Baat Jaam Dao. Essa forma tem seu foco voltado principalmente para precisão, técnica e posição. Os movimentos das mãos e dos pés são um pouco alterados em relação às outras formas por causa do uso das facas.

Dicas

  • Diversos livros dão instruções a respeito dos princípios e das técnicas do Wing Chun. Livros, no entanto, podem não ser tão úteis quanto as aulas pessoais ou instruções on-line ou em DVD. Embora possam incluir fotos das posições, técnicas e estilos, os livros não podem demonstrar a movimentação adequada, o que pode restringir a sua habilidade de aprendê-la corretamente.

Avisos

  • Você pode sofrer pequenos hematomas e lesões ao praticar ou lutar Wing Chun. No entanto, é importante que você não se sinta intimidado em sua prática por conta do medo de se machucar. O treinamento adequado não deve resultar em mais do que hematomas pequenos.
  • Consulte um médico antes de começar qualquer programa de exercícios.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.