Como Saber se Você Está Contagioso

Ser contagioso significa que você é capaz de transmitir uma doença para outra pessoa através de contato corporal ou gotículas transmitidas pelo ar. A infecção causando a doença pode ser viral ou bacteriana. Quando você está doente, é importante determinar se você está contagioso ou não, pois isso pode lhe impedir de contaminar outras pessoas. Se você descobrir que você está contagioso, medidas de precaução devem ser tomadas para impedir a transmissão da doença. Esse artigo do wikiHow lhe ajudará a identificar alguns dos sintomas mais comuns de doenças contagiosas e lhe dará informações úteis sobre o que fazer. Apenas veja o passo 1 abaixo para começar.

Identificando os Sintomas de Doenças Contagiosas

  1. Examine seu muco para ver se está grosso e com uma cor amarela/verde. Ter um muco com essas cores e bem grosso é uma boa indicação de que você tem uma infecção respiratória contagiosa, envolvendo inflamação do trato respiratório ou de parte dele. Se o seu muco estiver fino e transparente, provavelmente é causado por alergias, que não são contagiosas.
    • Doenças respiratórias específicas que podem ser acompanhadas por esse tipo de muco incluem gripe comum, sinusite (inflamação do sinus), epiglotite (inflamação da epiglote), laringite (inflamação da laringe) e bronquite (inflamação do brônquio).
    • Quando você está doente, seu sistema imune aumenta a produção de muco no seu nariz em uma tentativa de retirar a doença. É isso que faz o seu nariz ficar congestionado e é uma boa indicação de que você tem uma doença contagiosa.
  2. Verifique se a temperatura está acima de 37.5 graus Celsius. A febre é um dos sintomas mais comuns de uma doença contagiosa, pois o seu corpo precisa de uma temperatura alta para combater infecções. A temperatura normal do corpo está entre 36.5 – 37.5 graus, então qualquer valor acima disso é classificado como uma febre.
    • A temperatura corporal é regulada pelo hipotálamo. Quando o seu corpo está combatendo uma infecção, o hipotálamo provoca a liberação de uma substância parecida com um hormônio chamada de prostaglandina E2 no seu corpo, o que aumenta o calor do corpo.
    • A temperatura pode ser medida oral e analmente, na orelha ou debaixo da axila, e vai variar levemente, dependendo do local de onde você está lendo.
  3. Procure por erupções na pele que apareça nas extremidades e se espalhe para o centro, ou vice versa. Certas erupções da pele são frequentemente um sinal de estar contagioso. Erupções que afetam grandes partes da pele por todo o corpo podem ser alérgicas ou virais. Erupções virais são contagiosas. Uma erupção viral pode indicar uma infecção viral, como catapora ou sarampo.
    • Erupções simétricas virais começam das extremidades, da direita e da esquerda, e depois afeta o centro do corpo. Elas começam do peito ou das costas, e depois vão para fora.
    • A diferença entre erupções causadas por alergias e erupções causadas por um vírus é que alergias aparecem em qualquer lugar, enquanto erupções de um vírus seguem certo padrão. Começam ou das extremidades indo para o centro, ou do peito ou das costas indo para fora.
  4. Verifique se há diarreia, acompanhada de uma febre leve. A diarreia também é um sinal de contágio, principalmente quando acompanhada por vômito e febre baixa. Nessa situação, diarreia pode ser um sinal de gripe estomacal ou gastroenterite, rotavírus ou coxsackievírus, que são todos contagiosos.
    • Há dois tipos de diarreia: complicada ou não complicada. Diarreia não complicada inclui inchaço abdominal ou cólica, fezes aguadas, senso de urgência para fazer movimentos estomacais e náusea e vômito.
    • Diarreia complicada (além dos sintomas mencionados acima) inclui sangue, muco ou alimento não digerido nas fezes, febre e perda de peso. Geralmente, a diarreia envolve evacuação pelo menos 3 vezes por dia.
  5. Verifique se há dor atrás da testa, bochechas e no nariz. Embora dores de cabeça regulares geralmente não sejam indicações de uma doença contagiosa, tipos específicos de dor de cabeça (onde você sente dor no rosto e na testa) podem ser.
    • Em dores de cabeça que acompanham gripe e resfriado, a dor é firme e afeta a testa, as bochechas e a ponte do nariz.
    • Isso é devido ao inchaço e à acumulação do muco que ocorre nos seios nasais com um resultado dessas doenças. A dor pode ser grave e pode piorar quando você se inclina para frente.
  6. Preste atenção se sua garganta inflamada está acompanhada por nariz escorrendo. Quando você tem uma doença contagiosa, como gripe ou resfriado, você frequentemente terá garganta inflamada acompanhada por um nariz escorrendo.
    • A garganta inflamada é causada por gotejamento pós-nasal, que é quando os seis nasais gotejam na sua garganta enquanto você dorme, causando vermelhidão e irritação.
    • Ao sofrer de alergias, você também pode ficar com a garganta inflamada causada por gotejamento pós-nasal, mas nesse caso, a garganta tende a ficar ressecada e tende a coçar, em vez de ficar dolorida (que é mais comum).
    • Além disso, se a garganta inflamada e o nariz escorrido são acompanhados por pieira e olhos lacrimejantes e que coçam, é provável que você esteja sofrendo de alergias em vez de ter um vírus contagioso.
  7. Verifique se há sonolência ou perda de apetite. Quando você tem uma doença contagiosa, você pode se encontrar se sentindo muito cansado ou sonolento e sofrer de uma perda de apetite. Dormir muito e comer pouco são duas formas nas quais o seu corpo conserva energia para combater infecções.

Unindo os Sintomas

  1. Identifique os sintomas de um resfriado, como tosse, espirro e nariz congestionado. Uma das doenças contagiosas mais comuns é refriado. Para descobrir se você tem um resfriado comum, verifique os seguintes sintomas:
    • Muco em excesso, nariz congestionado, tosse, garganta inflamada e espirro (espirrar é esperando quando você tem resfriado ou alergias, mas não quando você tem gripe).
    • Ocasionalmente, esses sintomas são acompanhados por dores de cabeça com pressão e cansaço e dores.
  2. Procure sintomas de gripe, como febre, dor de cabeça e dores musculares. Influenza, conhecida também como gripe, é um vírus que causa sintomas semelhantes a um resfriado comum, com algumas variações. A gripe também tende a ser mais séria do que um resfriado. Pode ser geralmente prevenida obtendo a vacina anual contra gripe.
    • Os sintomas da gripe incluem: febre e resfriado, dores musculares graves, sensações de exaustão, garganta inflamada, tosse e dor de cabeça grave atrás da testa e nas bochechas.
    • Uma boa forma de diferenciar uma gripe de um resfriado comum é a progressão rápida da doença. Sintomas de gripe tendem a surgir rapidamente, em vez de gradualmente como um resfriado.
  3. Descubra se os sintomas, como espirro, pieira e olhos lacrimejantes são causados por alergias não contagiosas. Alergias frequentemente causam sintomas que podem ser confundidas com uma infecção contagiosa. Isso é porque alguns dos sintomas de alergias – como nariz congestionado ou escorrendo e espirros – também estão presentes em infecções respiratórias. No entanto, alergias não são contagiosas e podem ser controladas com o uso de medicamentos.
    • Alergias são causadas por um sistema imune muito ativo. Certas substâncias, como pólen, poeira e outros alimentos são confundidos pelo sistema imune como se fossem substâncias prejudiciais no seu corpo.
    • Quando isso acontece, o corpo libera histaminas para combater os intrusos. A histamina cria sintomas comuns de infecção respiratória aguda, como espirro, tosse, nariz escorrendo, congestão nasal, coceira nos olhos, olhos lacrimejantes, garganta inflamada, pieira e dor de cabeça.
  4. Procure por sintomas como diarreia e vômito acompanhados por dores musculares e na cabeça, pois isso pode ser gripe estomacal. Gripe estomacal (gastroenterite) e intoxicação alimentar produz sintomas muito semelhantes, então é frequentemente confundido um com o outro. No entanto, a gripe estomacal é contagiosa, mas intoxicação alimentar não é – portanto, é importante tentar identificar a diferença entre os dois.
    • Tanto a intoxicação alimentar quanto a gastroenterite produz sintomas como diarreia, náusea, vômito, cólicas estomacais, dores no estômago, inchaço e febre. No entanto, a gastroenterite é frequentemente acompanhada por dores musculares e na cabeça (como a gripe regular).
    • Outra forma de saber a diferença entre as duas é pela progressão do problema. Sintomas de intoxicação alimentar geralmente aparecem algumas horas depois de ingerir a comida contaminada, enquanto na gastroenterite, há um período de incubação de 1-2 dias antes que os sintomas se manifestem.
    • Dois vírus que comumente causam a gripe estomacal são norovírus (em adultos) e rotavírus (em crianças). Bactérias que causam intoxicação alimentar incluem salmonela, E. coli, listeria e campylobacter.
  5. Veja um médico para saber se sua doença é contagiosa ou não. Pode ser difícil saber a diferença entre um resfriado, gripe e alergias e entre a gripe estomacal e intoxicação alimentar. Como resultado, é frequentemente incerto se sua doença é contagiosa ou não.
    • Se você quiser ter certeza, marque uma consulta com seu médico, que pode fazer alguns exames diagnósticos. Por exemplo, testes de pele podem ser usados para confirmar alergias, e exames laboratoriais podem ser usados para identificar influenza.
    • Se você suspeita que tem intoxicação alimentar, você pode submeter uma amostra do alimento que você acha que pode ter causado a intoxicação para ser examinada, e verificar a presença de certas bactérias.
    • Se você não quiser ir ao médico, o Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas oferece informações que devem lhe ajudar a determinar se seus sintomas se correlacionam com alergias, gripe ou resfriado.
    • Quando você tiver dúvidas, é melhor pressupor que você está contagioso e ficar longe de outras pessoas o máximo possível, até que a doença passe.

Impedindo a Difusão de Doenças Contagiosas

  1. Fique em casa, isolado de outras pessoas. O Centro para Controle e Prevenção de Doenças recomenda que as pessoas infectadas com o vírus da gripe evitem lugares públicos por pelo menos 24 horas depois que a febre tiver passado, exceto quando elas precisarem buscar ajuda médica. Tente ficar em um quarto isolado em casa, separado dos outros membros da sua família (principalmente crianças) para evitar a difusão da doença.
  2. Cubra sua boca ao tossir ou espirrar. Cubra sua boca ao tossir ou espirrar, pois os vírus da gripe ou de resfriado são transmitidos por gotículas no ar e podem ser passados para pessoas em até 200 metros de distância.
  3. Evite compartilhar utensílios e roupas de cama. É importante que você evite compartilhar louças e utensílios com pessoas que não estão infectadas com os vírus, e se certifique de que eles são lavados completamente depois do uso. Você também deve evitar compartilhar a cama com um parceiro saudável, ou pelo menos troque as roupas de cama diariamente.
  4. Lave suas mãos frequentemente. Uma das formas mais comuns de transmitir doenças contagiosas é tocar seu rosto, boca ou olhos com mãos com germes. Portanto, lembre-se de lavar suas mãos frequentemente (principalmente depois de usar o banheiro e antes de comer) usando água quente e sabonete antibacteriano.
  5. Entenda por quanto tempo você ficará contagioso. De acordo com o Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas, um adulto saudável fica contagioso um dia antes de ter qualquer sintoma de gripe, e fica contagioso por até uma semana depois do início dos sintomas.
    • No entanto, indivíduos com o sistema imune comprometido e indivíduos muito jovens podem transmitir a doença a outros por até mais do que uma semana.
    • Embora o período contagioso seja semelhante a outras doenças, isso irá variar levemente, dependendo da doença específica, então pergunte ao seu médico sobre quando é seguro para você voltar ao trabalho.

Tratando Resfriados, Alergias e Gripes

  1. Beba bastante fluido. Beber bastante fluido (água, chá, bebidas carbonadas) ajudará a afinar seu muco, o que facilitará para você colocá-lo para fora tossindo.
    • Esse muco pode se estabelecer nos seus seios nasais e no ouvido médio, causando infecção bacteriana, que irá precisar de antibiótico. Se o seu médico lhe prescrever um antibiótico, é essencial que você termine todo o medicamento, mesmo se você se sentir bem novamente.
    • Quando as pessoas não terminam o curso de antibióticos, a bactéria pode fazer mutação e virar uma superbactérias que não reagirá ao antibiótico original. Nesse caso, um antibiótico mais forte será prescrito, se disponível.
  2. Faça gargarejo com sal para aliviar a garganta inflamada. Dissolva 1/2 colher de chá de sal em um copo com 230 ml de água, depois gargareje na parte de trás da sua garganta. Isso ajuda a manter a garganta úmida, enquanto também mata as bactérias. Fala isso de três a quatro vezes por dia, se necessário.
    • Você também pode aliviar a garganta inflamada chupando uma bala mentolada para tosse. Essas balas para tosse estão disponíveis em vários sabores, incluindo limão-mel e cereja. Também há variedades sem açúcar disponíveis. Você pode encontrá-las em qualquer farmácia ou supermercado.
  3. Alivie um nariz congestionado com um descongestionante nasal. Esse descongestionante, como Sudafed, pode fazer maravilhas para limpar um nariz congestionado. Está disponível sem prescrição, com doses que causam ou não sonolência, e deve ser tomado de acordo com as direções da embalagem.
    • Você também pode aliviar a congestão usando cremes tópicos mentolados, como Vick vapor rub. Você deve esfregar diretamente no pescoço ou peito, abrindo as vias respiratórias e permitindo que você respire melhor. Você também poderia usar um umidificador especial, no qual você pode colocar o Vick, então ele irá soprar o vento mentolado no seu quarto a noite toda.
    • Você também pode usar um spray nasal para aliviar a congestão. É essencial que você siga as direções do spray nasal e que você use apenas por um máximo de três dias seguidos. Caso contrário, você poderia desenvolver uma condição chamada de congestão recorrente, que leva a um inchaço a longo prazo no nariz e um aumento no escorrimento do nariz.
  4. Lide com dores de cabeça e febre. Uma medicação para dor, como Tylenol, pode ser usada para aliviar dores de cabeça e febre. Também é recomendado que você descanse bastante e durma o máximo possível.
    • Há duas forças de Tylenol – força regular e força extra. É muito importante seguir as instruções da caixa para descobrir a dosagem correta.
    • O Tylenol contém acetaminofeno e é importante saber que você nunca deve tomar mais de um medicamento que contém acetaminofeno de uma vez só.
  5. Tome um medicamento específico para alergia. Se você sofre de alergias, você pode tomar medicamentos diários como Claritin. Claritin está disponível sem prescrição em um tablete d 10 mg; também há versões genéricas disponíveis. A dosagem geralmente é de um tablete de 10 mg por dia, mas fale com o seu médico ou com um farmacêutico antes de começar o tratamento. Alternativamente, você pode visitar seu médico e receber uma injeção baseada em esteroide.
    • Se sua alergia for grave, um alergista pode lhe dar uma série de injeções para lhe ajudar com seus sintomas. Essas injeções iniciais são conhecidas como fase de acumulação e são feitas semanalmente por até seis meses. Essas injeções contêm pequenas doses da substância à qual você é alérgico. Alérgenos adicionais são colocados na sua injeção toda semana.
    • Isso ajuda o seu corpo a se ajustar às coisas que lhe causam alergias. O objetivo dessas injeções é reduzir os sintomas da sua alergia por exposição. Depois de seis meses, seu alergista determinará o tempo da sua fase de manutenção, que pode ser a cada duas a quatro semanas.

Dicas

  • Vaselina pode ser usada para aliviar um nariz irritado causado por você assoá-lo ou limpá-lo continuamente. Tudo que você tem que fazer é aplicar um pouco nas áreas do seu nariz que estão irritadas e doloridas. Os lenços que contêm loção são muito úteis quando você tem um resfriado, com eles você pode nem precisar usar vaselina.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.