Como Lidar com Parentes que Você Odeia

Você tem familiares que te irritam completamente? Nem sempre se trata de fazer com que eles parem de te irritar, mas sim de mudar o seu próprio ponto de vista. No entanto, em alguns momentos eles podem passar dos limites. Você precisa saber como lidar com isso sem sair completamente do sério.

Passos

  1. Familiares que te irritam.
    • Pense nisso. Por que eles fazem o que estão fazendo? Digamos que eles sempre te fazem usar uma blusa quando está fazendo frio. Por que? Porque eles se preocupam com você. Se você pensar no motivo que os leva a fazer algumas coisas, é provável que perceba que tudo é para o seu próprio bem, e que você deve seguir a onda e fazer o que eles estão pedindo, pois eles ficam tristes se você não fizer.
    • Converse com eles. Diga a eles que você não gosta do que eles fazem. Mesmo se eles forem seus tios velhinhos e aparentemente não souberem como é ser um adolescente, eles já foram jovens uma vez, acredite ou não!
    • Seja o mais legal que puder. Afinal de contas, com qual frequência você vê essas pessoas? É melhor manter as coisas respeitosas enquanto estiver perto delas.
    • Se a conversa não surtir efeito, ignore-os. Mas ainda assim seja educado e diga olá, mas não saia do seu caminho para fazer ou dizer qualquer coisa para eles. Se eles não se importam, então você também não precisa se importar.
    • Conte o problema aos seus pais. Se outras pessoas também estão sofrendo com o mesmo problema, compartilhar sua opinião com elas vai ajudar.
    • Infelizmente, se a pessoa que te irrita for muito próxima de alguém da sua família, especialmente um adulto, será muito difícil conseguir evitar que ela venha à sua casa. Neste caso, vá para a casa de alguém, convide um amigo para a sua casa ou finja estar ocupado com muito trabalho, e faça isso em um lugar onde dificilmente eles virão te incomodar.
    • O mínimo que você pode fazer é ter certeza de que eles não vão estragar seus planos em seus dias especiais. Isso talvez inclua seu aniversário. No entanto, talvez seus pais não concordem com isso também.
  2. Familiares que você realmente odeia. Para uma situação mais séria, em que você realmente odeia um membro da família, os passos acima talvez não te ofereçam uma solução para o seu problema e, na verdade, talvez não exista uma solução simples.
    • Procure as razões que te fazem odiá-los. Podem existir problemas difíceis de lidar, e cada um deles pode ter causado suas próprias feridas.
    • Esse membro da família já mentiu ou roubou algo de você? Se essa pessoa já fez isso e você não conseguiu resolver o problema, talvez não haja outra saída a não ser evitar lidar com esse parente.
    • Irmãos ou primos mais velhos podem ser ruins com você, ou realmente te machucar. Isso é algo que as crianças devem contar aos seus pais, porque se essa pessoa ainda não te causou ferimentos graves, ela pode fazer isso algum dia.
    • Não há um jeito simples para lidar com o abuso, ou com uma pessoa que possa diretamente te atacar. Encontrar alguém em quem você possa confiar e que possa te oferecer proteção pode ser a melhor opção.
    • Diferenças de filosofia, interesses e estilos de vida podem causar ressentimento, antipatia e até mesmo ódio ou raiva.
      • Se um membro da família tem uma ponto de vista diferente do seu, pode ser difícil se relacionar com ele.
      • Talvez essa pessoa tenha muito mais (ou menos) dinheiro do que você, etc. [a orientação sexual não é motivo para para odiar alguém]
      • Se uma pessoa for muito extrovertida ou convencida, pode ser difícil para uma pessoa calada ou humilde conviver com ela, o que pode levar ao ressentimento.
    • Lide com os problemas listados acima da melhor maneira que você puder, dependendo das circunstâncias. O mais comum é que as famílias socializem em feriados religiosos ou em algum evento social que os reúna no mesmo lugar. Se a família for bem grande, talvez você consiga se isolar com alguns amigos ou outros membros da família que sejam mais próximos.
    • Planeja eventos que irão incluir seus familiares, para que você possa evitar o contato direto ou o envolvimento com a pessoa que você odeia. Talvez você consiga organizar um pequeno almoço ou visita de Ação de Graças antes da reunião maior e 'oficial' da família, ou então se reunir com os membros da família que você gosta em algum momento anterior ou posterior. Você precisará explicar a essas pessoas porque você acha que isso é necessário, mas não dê maiores detalhes para não causar mais ressentimento entre os outros membros da família.
    • Dê alguma desculpa se você não conseguir encontrar qualquer outra solução. Isto pode ser particularmente importante em feriados especiais, e em uma situação onde você não consegue ficar frente à frente com a pessoa "ofensiva". Talvez você consiga ajustar seu horário de trabalho para precisar fazer horas extras ou ficar "de prontidão", ou se você for mais jovem, talvez consiga aceitar um convite para algum evento com um amigo próximo.
    • Se você conseguir, lide com o problema que esteja causando seu ódio. É claro que isso pode ser impossível, mas se você odeia alguém por causa de ciúmes ou por algum incidente que possa ter ocorrido, tente seguir esta opção. É melhor deixar o passado no passado, do que viver anos com problemas e ódio na sua vida.
    • Aceite o membro da família como ele é, guarde seus sentimentos para si mesmo, e passe o mínimo de tempo possível com essa pessoa.

Dicas

  • Se nada mais funcionar, simplesmente evite-os.
  • Não se culpe pela forma com que você os trata - não é sua culpa.
  • Alguns parentes podem ser egoísta e maus, por isso, para conseguir manter sua saúde emocional, você deve manter distância deles ou contar como se sente sobre o comportamento deles com você. No final das contas, você só pode contar com os membros da família que se importam você.
  • Não espere que eles compreendam. Se eles compreenderem, isso é um bônus. Mas muitas pessoas não conseguem aceitar algo assim.
  • Respeite a privacidade deles do mesmo jeito que você gostaria que eles te respeitassem.
  • Não seja rude ou egoísta.
  • Sempre seja empático, e pense nos sentimentos deles. Como eles se sentiriam se você contasse o que pensa deles?

Avisos

  • Se você estiver sofrendo abusos, contate um assistente social ou conte a um professor.
  • Em algum momento sua família não estará mais aqui, e você não terá a chance de fazer as pazes com eles. Não dá para dizer a alguém que está morto que você o ama - é tarde demais.
  • Algum dia, seus parentes talvez sejam a única ligação com a sua história. {Não corra o risco de ter que se relacionar com estranhos ao invés de lidar com a sua família}, seja a pessoa madura e seja sempre bom com eles!
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.