Como Calculcar um Estoque de Segurança

O estoque de segurança é um termo usado para descrever a quantidade de inventário ou estoque que é mantido à disposição, a fim de reduzir a chance de que aconteça uma escassez temporária de materiais. Também conhecido como estoque regulador, esse tipo de inventário é útil para lidar com períodos de crescimento repentinos na demanda ou apenas para ter certeza de que há matéria-prima e suprimentos suficientes disponíveis para manter a produção em andamento, enquanto espera para a próxima entrega programada de materiais de um fornecedor. Não existe uma única fórmula universalmente aceita para o cálculo do estoque de segurança, com diferentes empresas considerando fatores que são relevantes para sua indústria e cultura corporativa. A maioria dos métodos envolverá a consideração de fatores como a média de uso diário e o intervalo de tempo entre a colocação do pedido a e entrega.

Conheça sua demanda

  1. Determine a demanda para os itens de estoque essenciais.
    • Calcule a média de uso diário para cada item. Uma abordagem comum é calcular o uso total desse item por um período determinado, como um mês no calendário.
    • Dividindo esse uso total pelos dias atuais neste mês, você vai chegar à média de uso por dia.
  2. Preveja as mudanças na demanda.
    • Ao considerar fatores como o uso histórico do estoque para os mesmos períodos ao longo dos últimos 5 anos e permitindo mudanças previstas nos pedidos de consumo para o próximo período, é possível ter uma boa ideia se haverá uma mudança substancial na média de uso diário dos itens do estoque.
    • Quando fatores indicam que um aumento de demanda vai ocorrer, use essa informação para ajustar a média de uso diário projetada. A média de uso diário projetada pode ser usada para determinar quantas unidades devem ser encomendadas e criar um cronograma viável para pedidos recorrentes.

Saiba quando o seu estoque vai entrar

  1. Identifique atrasos entre a realização de pedidos e as datas de entrega projetadas.
  2. Trabalhe com fornecedores para determinar a quantidade média de tempo necessária para processar pedidos de uma quantidade específica, começando com a data do pedido e terminando com a data de chegada projetada.
  3. Saiba quando seus pedidos vão chegar e ajuste a quantidade das encomendas para certificar-se de que haja material suficiente disponível para manter a produção em andamento até que cada pedido posterior seja processado e recebido.

Antecipe defeitos de produtos e atrasos de entrega

  1. Permita uma diferença percentual de defeitos de material.
    • Por exemplo, se a operação normalmente requer a substituição de 10 unidades de um determinado componente a cada semana, você vai assumir que duas dessas 10 unidades encomendadas podem estar com defeito de alguma maneira e que isso poderia atrasar a produção.
    • Para evitar que a produção atrase, aumente a quantidade de suas pedidos para permitir itens com defeito até que haja um estoque de segurança suficiente para compensar defeitos de componentes potenciais para, pelo menos, dois períodos de pedido posterior.
  2. Considere os atrasos nas entregas.
    • Fatores fora do controle do remetente, como um desastre natural, podem fazer com que uma encomenda seja entregue vários dias mais tarde do que o inicialmente previsto.
    • Permita falhas imprevistas, definindo os limites mínimos de pedido no estoque de segurança para que os materiais suficientes ainda estejam à disposição para manter a produção por um curto período, apesar do atraso.

Revise o uso do estoque de segurança

  1. Agende revisões regulares para ocorrerem pelo menos uma vez por mês, embora as semanais ou quinzenais também possam ser uma opção viável para as empresas com uma alta taxa de produção.
  2. Observe quaisquer mudanças que indiquem uma recuperação na utilização diária média que não seja originalmente projetada, e use esses dados para ajustar a quantidade de pedidos agendados que ainda não foram enviados.

Dicas

  • A manutenção de uma quantidade justa de estoque de segurança é possível, mesmo se houver a necessidade de utilizar as normas de controle de estoque rigorosas para evitar incorrer em obrigações fiscais adicionais. Enquanto houver estoque suficiente disponível para manter a operação acontecendo até que encomendas de novos materiais ou peças sejam recebidas, a quantidade de estoque será adequada.
  • A finalidade do estoque de segurança é evitar interrupções dispendiosas no processo de produção. Projetar o uso deste estoque extra de itens pode ter a ver com as matérias-primas utilizadas no processo de produção, uma substituição de componentes essenciais para o funcionamento do equipamento e até inventário de lubrificantes e outros produtos petrolíferos necessários para o funcionamento eficiente de máquinas.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.