Como Apresentar seu Filho ao seu Novo Namorado

Apresentar um filho a um novo namorado é uma decisão a ser considerada com seriedade. No entanto, se você acha que é chegado o momento no seu relacionamento de apresentar seu filho ao novo namorado, essa decisão é muito interessante porque você passa a compartilhar a pessoa mais importante na sua vida com alguém de quem gosta profundamente. Os passos a seguir o orientam sobre como tornar a apresentação fácil para você, seu filho e seu namorado.

Passos

  1. Este primeiro passo deveria ser considerado em todos os novos relacionamentos que envolvem uma criança. Você e seu parceiro devem ter um relacionamento estável e feliz com um futuro em potencial antes de qualquer apresentação. Mudar de parceiro e apresentar seu filho a todo homem com quem você sai pode ser emocionalmente prejudicial e confuso para ele. As crianças são suscetíveis a forjar laços com pessoas rapidamente e, se o relacionamento é instável e seu parceiro o termina, seu filho também pode sofrer a perda. Tenha certeza do seu relacionamento antes de tomar decisões.
  2. Considere a idade do seu filho antes de fazer uma apresentação. Não há mal em apresentar um bebê (de menos de um ano) ao novo parceiro, porque, se ele terminar, é menos provável que o bebê se lembre ou forme um laço afetivo do que uma criança mais velha. No entanto, limite o tempo durante o qual o seu novo parceiro fica com o bebê se não tiver certeza do futuro do relacionamento.
  3. Antes de apresentar seu filho ao novo homem da sua vida, considere citar o nome dele ou fazer chamadas no viva voz. Mencionar o parceiro em uma conversa (dependendo da idade da criança) permite ao seu filho saber que você tem um novo amigo com quem se relaciona. Além disso, se seu filho já começou a falar, é uma ótima ideia permitir que, de vez em quando, eles se falem ao telefone para que seu filho tenha tempo de se acostumar a essa nova pessoa, mesmo que, para começar, seja só com a voz.
  4. Para tornar a apresentação mais fácil para o seu filho, escolha um local neutro e em que ele se sinta confortável e feliz. Por exemplo, se seu filho não estiver cooperando na hora das refeições, na hora de dormir ou quando vocês vão a uma loja, é melhor não convidar seu namorado nessas ocasiões. Isso porque, dependendo da idade da criança, ela associa o encontro com esse novo homem a momentos aflitivos e pode reagir mal no futuro quando seu novo namorado aparecer. No entanto, se você vai a um parque, a criança se sente à vontade, em um ambiente social em que o encontro com pessoas é, de certa forma, normal, o que torna a apresentação algo associado à diversão.
  5. Ao apresentar seu namorado ao seu filho, é melhor apresentá-lo como um amigo no início. A maioria das crianças não entende relacionamentos entre homem e mulher, principalmente as muito pequenas, portanto não há motivo para complicar a situação dando esse tipo de explicação. Se seu filho for mais velho e entender os relacionamentos entre homens e mulheres, considere, mesmo assim, chamá-lo de amigo enquanto seu filho se habitua a tê-lo por perto.
  6. Para facilitar a transição o máximo possível para seu filho, tente tornar tudo muito simples, principalmente no início. Limite o contato físico entre você e seu namorado perto da criança e evite que ele durma na sua casa. Lembre-se de que sempre foram só você e seu filho e o envolvimento do seu novo namorado na vida de ambos pode tornar a criança insegura, especialmente se ela achar que o 'tempo com a mamãe' está sendo comprometido.
  7. Ajude seu namorado a criar laços com seu filho dizendo a ele o que seu filho gosta ou não gosta antecipadamente. Dessa forma ele pode começar uma conversa com algo que interessa seu filho.

Dicas

  • Em termos do seu novo namorado, apresentações podem ser tensas para ele como são para o seu filho. É óbvio que ele vai querer que seu filho goste dele. Esse é o motivo pelo qual escolher o local correto e, mais importante, relaxante é essencial para que tudo dê certo. Você também pode tranquilizar seu namorado dizendo a ele antecipadamente que pode demorar um pouco até seu filho se habituar a ele, mas não há nada com que se preocupar.
  • Não tente criar a imagem de 'criança modelo' na frente do seu namorado para impressioná-lo. Você ama seu filho como ele é, e o mesmo deve valer para o seu novo namorado. 'Crianças' são apenas crianças. Mudanças de humor, extravagância e manha fazem parte do comportamento de uma criança e seu namorada precisa entender isso.
  • Mantenha o local do encontro leve.
  • Se seu filho acordar de mau humor ou adoentado, considere reagendar para outra ocasião. Uma criança cansada, mau humorada ou doente será menos cooperativa e se sentirá menos confortável nessas circunstâncias.
  • Se você levar seu filho para encontrar seu novo namorado em um local público, leve um brinquedo ou um jogo para distraí-lo, caso a apresentação não saia como planejado.

Avisos

  • Não se esqueça de separar o tempo que você passa com seu namorado do tempo que você passa com seu filho. O laço entre você e seu filho nunca deve ser comprometido pela existência de outra pessoa. O 'tempo juntos' é muito importante durante esse período de transição na vida de uma criança.
  • Se seu namorado demonstra sinais de agressividade ou faz comentários depreciativos a respeito do seu filho, reconsidere o relacionamento pelo bem do seu filho. Escolha um homem que influencie seu filho de forma positiva, não negativa.
  • Além disso, lembre-se de incluir seu filho quando seu namorado estiver por perto. A criança se sentirá vulnerável se você ignorá-la apenas porque esse homem está na sua companhia. Assim ele vai desprezar o homem em questão e vai fazer manha quando ele estiver por perto para chamar a atenção.
  • Seu filho pode não aceitar seu novo namorado de imediato. Esse comportamento é totalmente compreensível. Você conheceu seu namorado (espera-se) algum tempo antes de apresentá-lo ao seu filho e pode levar tempo até que um laço se forme entre os dois. Não se preocupe se o relacionamento não funcionar nas primeiras vezes. A persistência e a paciência são virtudes nessas circunstâncias.
  • Se seu filho começar a fazer manha por motivos desconhecidos, você precisará ser firme com ele. Diga que você não vai tolerar mau comportamento com essa pessoa e explique que é inaceitável.
 
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.