Como Aceitar Não Ter Filhos

Há muitas razões para que uma pessoa não tenha filhos. Pode ser por falta de vontade, um dos parceiros que não quer ou incapacidade biológica de reprodução. Na circunstância de causa involuntária para não ter filhos, como nos dois últimos casos, não é raro que a pessoa sinta tristeza e uma certa apreensão em relação a ter uma vida sem filhos. É possível aprender a lidar com isso seguindo essas dicas de como aceitar não ter filhos.

Passos

  1. Expresse seus sentimentos. Admita suas emoções, por mais variadas que sejam, e faça questão de externalizá-las. A forma de se expressar é pessoal e pode envolver chorar, gritar, rir, cantar, escrever, falar ou qualquer outra das incontáveis formas de autoexpressão.
  2. Avalie a sua realidade como ela é. É importante que você seja realista sobre as circunstâncias da vida. Se você sabe que não terá filhos, então você deverá aceitar o fato antes de poder seguir em frente. Incorpore de forma consciente as seguintes práticas na sua vida diária:
    • Em vez de ficar pensando no que poderia ou deveria acontecer, foque no que é e no que pode ser.
    • Imagine seu futuro sem filhos. Faça planos para si mesma que girem em torno de não ter filhos. Imagine seus planos se tornando realidade e você sendo feliz nesses planos.
    • Tire de vista qualquer lembrete doloroso. Se você tem utensílios de bebê que você comprou com a esperança de ter um bebê, guarde-os ou dê para alguém que os usará.
  3. Coloque as coisas em perspectiva. Lembre-se que todos terão que lidar com alguma circunstância indesejada em algum momento, seja ela morte, doença ou a ausência involuntária de filhos. Relacionar-se com outras pessoas que estão tendo a mesma experiência fará com que você se sinta menos sozinha.
  4. Cuide da sua saúde. Durma a quantidade adequada de sono e se certifique de que você esteja se alimentando bem. Neglicenciar a sua saúde física poderá complicar o processo de aceitação.
  5. Saiba mais sobre os estágios da dor. A aceitação de não ter filhos é semelhante a qualquer tipo de perda grave onde você vivenciará a dor em suas diversas formas. Entender como essa dor se manifesta preparará você para que possa lidar com ela.
    • Negação. Você pode se sentir incrédula e estar mentalmente relutante em aceitar a realidade de não ter filhos.
    • Desespero. Esse talvez seja o estágio da dor mais fácil de identificar, e é caracterizado pelo sintoma geral de depressão.
    • Remorso. Você pode começar a se questionar ou a se culpar por não ter filhos, e isso pode levar a uma culpa desnecessária.
    • Raiva. A raiva associada com a dor não é necessariamente em função de uma pessoa ou uma coisa, mas sim da circunstância em si.
    • Medo. Quando a pessoa assimila a realidade de querer e não poder ter filhos, isso pode causar uma sensação de pânico ou ansiedade.
    • Pesar físico. Os sintomas físicos da dor incluem insônia, mudança irregular no apetite, dores de cabeça, dores corporais inexplicáveis, náuseas e fatiga.
  6. Busque apoio emocional. Ter ajuda externa é extremamente importante para o processo de lidar com o fato de não poder ter filhos. Há vários locais onde você pode buscar esse apoio:
    • Profissionais de saúde mental. Procure um terapeuta ou um conselheiro com o qual você se sinta confortável, se você sentir que você está enfrentando obstáculos para superar as emoções desconfortáveis.
    • Grupos de apoio. Procure online e no jornal local por grupos de apoio para a realidade involuntária de não ter filhos. Conectar-se com outras pessoas que compartilham a sua experiência pode ser uma grande fonte de conforto.
    • Organizações religiosas. Se você pertence à uma igreja ou outra instituição religiosa, então você poderá receber aconselhamento gratuito de alguém que você já conhece e confia.
    • Família e amigos. Expressar o que você está passando para as pessoas que amam e se preocupam com você pode ser uma maneira saudável de lidar com a dor de não ter filhos.
  7. Aborde questões circunstanciais. Lide com a causa da ausência involuntária de filhos a fim de se adaptar totalmente a uma vida sem filhos.
    • Se você deseja ter filhos mas tem um parceiro que não quer, a decisão de não ter filhos pode colocar uma grande dose de estresse no relacionamento. Pode ser difícil evitar ter algum ressentimento pelo seu parceiro, e você precisará reconstruir o relacionamento quando você aceitar que não terá filhos. Trabalhe essas questões no relacionamento com a ajuda de um terapeuta de casais.
    • Para aceitar que não é possível ter filhos por questão de infertilidade, é importante que você não se culpe nem culpe o seu parceiro. Tire um tempo para se recuperar física e emocionalmente de qualquer tratamento médico que você e/ou seu parceiro possa(m) ter feito e reconhecer que o estresse desses tratamentos pode estar complicando a sua capacidade de aceitar não ter filhos.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.