Como Aumentar Sua Renda

Você quer encontrar um modo de aproveitar melhor seu salário e levar seus rendimentos ao potencial máximo? Com alguns ajustes em seu estilo de vida e nas suas finanças, você poderá aumentar a quantidade de dinheiro que ganha todo mês e melhorar seu orçamento.

Gerando renda extra

  1. Discuta um aumento com seu chefe. A maneira mais direta de se pleitear por um aumento é pedindo ao seu superior. Essa é uma conversa bem complicada, é verdade, mas você não tem o que temer se vem entregando bons resultados e fazendo horas extras. Antes de entrar no assunto, avalie quão indispensável você é dentro da empresa, seu relacionamento com o chefe e quais são seus diferenciais. Se você já está na empresa há mais de um ano, tem um bom desempenho e boas avaliações, suas chances de receber um aumento são altas.
    • Antes de fazer o pedido, pesquise a política de remuneração da companhia e descubra se os resultados que você apresenta justificariam o aumento. Faça uma lista de suas conquistas e habilidades, e um breve resumo de sua trajetória profissional. Isso dará ao seu chefe dados objetivos que depõem a seu favor.
  2. Faça freelances ou trabalhe meio período. Se os números do seu contracheque estão aquém de suas necessidades, você pode aumentar o fluxo de caixa fazendo trabalhos paralelos ao seu emprego fixo. Bicos para familiares e amigos aumentarão o saldo da sua conta corrente. Cada centavo a mais faz a diferença na receita.
    • Suponhamos que você seja um motorista exímio, com um histórico de condução impecável. Nesse caso, trabalhar meio período como motorista, fazer o traslado de carros novos para concessionárias aos fins de semana ou dirigir para um aplicativo de carona compartilhada são atividades que poderiam complementar sua renda.
  3. Comece um negócio paralelo. Baseando-se em suas habilidades e aptidões, pense numa ocupação viável, que poderia ser qualquer coisa desde jardinagem e paisagismo até freelances de redação publicitária. Tire proveito das suas habilidades e transforme-as num serviço único. Lembre-se de que abrir o próprio negócio requer um investimento considerável de dinheiro e tempo, além daquele que o seu emprego já exige.
    • Abrir e manter o próprio negócio é muito estressante. Talvez seja necessário se afastar temporariamente do emprego para que a empresa deslanche.

Investindo seu dinheiro

  1. Crie fontes de renda passiva. Renda passiva é o nome que se dá aos rendimentos gerados por aplicações que requerem pouco tempo e envolvimento por parte do investidor. Tais rendimentos podem vir da publicação de um livro, dos direitos autorais de uma canção, de uma obra de arte, dos lucros de uma companhia da qual você é sócio passivo, do aluguel de imóveis, etc..
    • Se possível, invista numa propriedade para alugar. Dê preferência a imóveis que acomodem inúmeras famílias em detrimento dos que acomodam apenas uma. Propriedades requerem um enorme investimento inicial, mas têm um enorme potencial de renda passiva. A aquisição pode ser feita em parceria com um amigo ou sócio, o que lhe permite complementar a renda sem um investimento muito vultoso.
  2. Compre ações e obrigações. Uma ação equivale à parcela de uma companhia. Quando você compra uma ação, torna-se proprietário parcial da empresa que a emitiu, ganhando poder sobre seus ativos e lucros. Uma obrigação é um título de dívida emitido por uma companhia ou pelo governo, que usam esse recurso para financiar suas atividades ou um projeto específico. Comprar uma obrigação equivale a emprestar dinheiro para o emissor, seja ele uma companhia ou uma agência do governo, por determinado período de tempo. Em troca, você ganha os juros do empréstimo e recebe de volta o valor integral da obrigação ao fim da validade do título ou numa data previamente estabelecida pelo emissor. Por exemplo: uma obrigação de R$ 1.000,00 com 7% de juros ao ano renderia R$ 70,00 em um ano.
    • Para investir em ações e obrigações, você pode comprá-las individualmente ou por intermédio de um fundo mútuo, que é uma cesta de ações, obrigações ou títulos financeiros (ou uma mistura dos três).
    • Discuta com um assessor financeiro a proporção ideal entre ações e obrigações para sua carteira de investimentos. Enquanto você é jovem e está começando a investir, deveria concentrar-se em ações, cujo potencial de crescimento em longo prazo compensa os riscos; depois de algum tempo, distribuir seu portfólio entre ações e obrigações, cuja garantia de retorno as torna a melhor opção para se investir em longo prazo; e, à medida que envelhece, dedicar uma parte maior do seu dinheiro às obrigações.
    • Desconfie de ativos tangíveis, como ouro ou mercado imobiliário, que, graças à sua instabilidade e imprevisibilidade, são mais difíceis de se administrar.
  3. Avalie o mercado de ações de baixo preço. Essas ações, também conhecidas como penny stocks, são negociadas a valores irrisórios, normalmente abaixo da casa dos R$ 10,00 e, às vezes, por menos de R$ 1,00. São muitas vezes emitidas por companhias menores, ainda não estabelecidas, e podem ser compradas muito facilmente. No entanto, o fato de não figurarem nas maiores bolsas de valores (como NASDAQ e NYSE) faz delas um investimento arriscado. Ademais, uma vez compradas, pode ser complicado passá-las adiante.
    • As penny stocks são boas para ganhos em curto prazo, mas não tão vantajosas em longo prazo. Antes de investir numa empresa, faça uma pesquisa na internet para saber se ela tem um histórico promissor. As penny stocks podem ser negociadas via internet; basta se cadastrar numa corretora que ofereça suporte online.
    • Para lucrar com elas, há que se acompanhá-las de perto e fazer vendas rápidas quando o valor atinge um pico. Mas cuidado com o pump and dump, um golpe em que especuladores elevam de maneira fraudulenta o preço das ações para repassá-las a pequenos investidores, que mais tarde descobrirão que elas não têm nenhum valor.

Reduzindo as despesas

  1. Reduza seu aluguel. Se já mora numa casa ou apartamento de aluguel barato, concentre-se em cortar ou aliviar outras despesas como internet, telefone celular e alimentação. Até pequenas reduções de R$ 10,00~20,00 por mês podem melhorar significativamente seus ganhos.
    • Quando somados, todos os pequenos cortes aqui e ali podem representar uma enorme economia de gastos. Sendo assim, siga um estilo de vida frugal e evite gastar dinheiro sempre que possível.
  2. Em vez de dirigir, vá para o trabalho caminhando ou de bicicleta. O carro é uma das maiores despesas na vida de qualquer família. A manutenção e o seguro, sem contar o próprio valor do veículo, podem gerar gastos consideráveis. Então, em vez de pagar a gasolina e desgastar seu carro, use a bicicleta para ir de casa para o trabalho ou outros compromissos.
    • Ao investir numa boa bicicleta, que sai por algo entre R$ 1.500,00 e R$ 3.000,00, você terá um meio grátis de se transportar por um longo tempo, provavelmente pela vida toda. O dinheiro que gastaria com gasolina neste período pode ser convertido em recursos que melhorem sua renda.
  3. Evite comer fora de casa. Segundo uma pesquisa conduzida nos Estados Unidos, a maioria das famílias daquele país gasta 12,9% dos seus ganhos em alimentação. Caso prepare suas próprias refeições e coma fora apenas uma ou duas vezes ao ano, você reduzirá consideravelmente seus gastos com comida. Culinária rápida e barata é o tema de diversos livros de receitas e blogs internet afora.
    • Incorpore idas ao mercado à sua programação semanal. Prepare uma lista dos itens que você precisa comprar para evitar compras impulsivas, caras e desnecessárias.
  4. Encontre opções grátis de lazer. A fim de minimizar os custos com recreação, informe-se sobre atividades grátis oferecidas pelo seu bairro ou município. Faça trilhas e caminhadas, descubra feiras temáticas gratuitas, eventos locais... Enfim, aproveite todas as possibilidades de entretenimento gratuito que tiver à mão.
  5. Siga à risca o lema "faça você mesmo". Faça as reformas da casa por conta própria e aprenda a fazer a manutenção do seu carro para evitar visitas caras à oficina. Em vez de ir à bicicletaria, pesquise sobre como consertar bicicletas na internet. Se você for um "pau para toda obra", terá mais independência para cumprir as tarefas da casa no seu ritmo e a seu gosto, e economizará o dinheiro que pagaria a terceiros por esses serviços.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.