Como se Sentir Confortável Perto de Estranhos

Você se sente mal perto das pessoas? É impossível não se sentir nervoso? Conversas estranhas, mãos trêmulas, incapacidade de olhar as pessoas nos olhos são sinais de que você se sente desconfortável perto de estranhos. É normal ficar nervoso perto de pessoas novas, mas saiba que não precisa ser sempre assim.

Começando uma conversa

  1. Tome uma atitude. Às vezes, a parte mais difícil é quebrar o gelo, porque depois tudo flui naturalmente. Por exemplo, tente cumprimentar alguém primeiro, dizer “olá" primeiro ou se dirigir a alguém para se apresentar.
    • É normal ter receio de se aproximar alguém que não conhecemos porque tendemos a achar que estamos incomodando. No entanto, as pessoas geralmente gostam de falar com estranhos, seja abordando a conversa ou sendo abordado. Talvez você faça o dia da pessoa mais feliz com isso.
  2. Sorria. Sorrir ajuda a quebrar a tensão entre você e a pessoa com quem você está falando. Sorrir com uma leve erguida de sobrancelha passará a imagem de que você é aberto e receptivo. Quando se sentir tenso ou nervoso, sorria e tudo ficará bem.
    • Não se esqueça — a pessoa com quem você está falando pode estar tão nervosa quanto você. Sorrir pode fazer com que os dois se sintam mais tranquilos.
  3. Apresente-se. Embora chegar em alguém no metrô possa parecer estranho, apresentar-se em uma festa ou evento de negócios é perfeitamente apropriado. Ao se apresentar, inclua informações relevantes ao contexto. Por exemplo: Em uma festa, cumprimente a pessoa, diga seu nome e com quem você veio. Se estiver em um evento de negócios, apresente-se e diga para quem ou com o quê você trabalha.
    • Para estranhos ou amigos de amigos em um evento social, diga: “Oi, eu sou o André. Sou amigo da Patrícia. Você é amigo dela também?”
    • Para pessoas da empresa que você trabalha, diga: “Olá, eu sou o Pedro. Trabalho no departamento de marketing. E você?"
  4. Elogie. Geralmente, as pessoas gostam de receber elogios. Se você quer quebrar o gelo e deixar a conversa mais leve, faça um elogio. Seja sincero e não tente impressionar a pessoa com um comentário falso. Se quiser começar uma conversa, diga algo como “Gostei da sua jaqueta. De onde é?” ou “Que quadro lindo. Foi você que pintou?"
    • Embora elogios sejam legais, eles podem chegar a um nível estranho se forem muito exagerados ou repetidos com frequência. Diga uma vez só.
  5. Faça uma pergunta. Fazer uma pergunta é uma ótima forma de manter uma conversa. Se você é novo na academia, pergunte onde é o vestiário ou onde pode encontrar toalhas ou qual aula de ginástica é a melhor. Se está comprando um presente para alguém, peça opinião para um estranho. Até mesmo as perguntas mais simples podem ajudar você a ganhar confiança ao ficar perto de estranhos. Você também pode fazer perguntas para conhecer alguém melhor.
    • Algumas perguntas comuns ao encontrar alguém pela primeira vez incluem: “De onde você é?”, “O que você faz da vida?” ou “Qual seu passatempo favorito?”.
    • Para mais ajudas com as perguntas, leia o artigo Como Fazer Perguntas Abertas.
  6. Busque um interesse em comum. Há diversas coisas que podem unir estranhos, seja trabalhar na mesma empresa, compartilhar uma receita vegetariana, ter um gato ou cachorro ou viver no mesmo bairro. Concentre-se nas similaridades e converse sobre isso. É legal compartilhar interesses com alguém, quem sabe, uma pessoa que pode ser tonar um novo amigo.
    • Se vir alguém com um cachorro enquanto leva o seu para passear, pare e pergunte sobre o cachorro da pessoa. Quem gosta de animais, gosta de falar sobre os bichos de estimação com pessoas que também têm animais em casa.
    • Pode ser que você veja alguém com um moletom da faculdade onde você estudou ou com uma camiseta do time que você torce. Faça perguntas como “Qual curso você faz na faculdade?”, “Você viu o jogo da semana passada?” ou “Quando você se forma?”. Há diversas formas de se conectar com as pessoas!

Aperfeiçoando suas interações

  1. Espelhe as expressões das pessoas. Você não precisa se tornar um mímico, mas preste atenção nas pistas visuais que as pessoas podem deixar para mostrar como se sentem. Observe a linguagem corporal da pessoa para ver se ela está nervosa, assustada ou calma. Você provavelmente verá que muitas pessoas se sentem desconfortáveis perto de estranhos.
    • Quando começar a prestar atenção na linguagem corporal das pessoas, você poderá responder de uma forma que corresponda de forma apropriada ao que elas estão sentindo no momento.
  2. Use sua própria linguagem corporal. Embora seja importante ler as outras pessoas, é preciso estar ciente sobre o próprio comportamento também. Se você ficar parado em um canto de braços cruzados, é provável que ninguém vá falar com você. No entanto, se você sorrir, manter a cabeça erguida e parecer acessível, as pessoas se sentirão muito mais inclinadas a conversar com você.
    • Mantenha as mãos descansando sobre seu colo (se estiver sentado) ou nas laterais no corpo e se estiver de pé. Brincar com as mãos pode passar a impressão de que você está nervoso ou disperso. Se você se sente desconfortável com as mãos ou braços, segure uma bebida ou comida caso seja oferecido.
    • Se estiver sentado, não cruze demais as pernas, nem deixe-as muito abertas. É preciso encontrar o intermédio ideal para parecer receptivo, sem parecer desajeitado ou desinteressado. Se começar a tremer os pés, cruze-os na altura dos tornozelos.
  3. Pratique limites. Monitore quais são os limites socialmente aceitáveis. Evite ficar muito perto das pessoas a ponto de deixá-las desconfortáveis. Além disso, acompanhe o ritmo da conversa. Não compartilhe detalhes muito pessoais, nem monopolize o diálogo. Reveze-se entre falar e ouvir.
    • Se notar que está falando mais do que ouvindo, faça perguntas mais abertas para permitir que a outra pessoa fale também.
    • Não compartilhe detalhes muito pessoais sobre a sua vida. Embora possa parecer normal (e engraçado) perto dos amigos, deixe os detalhes mais pessoais, como a remoção de uma verruga, sua irmã “louca” ou todas as dificuldades da sua vida para uma conversa mais apropriada.
  4. Admita seus sentimentos. Às vezes, admitir o nervosismo pode ajudar a quebrar o gelo. Se você está em um encontro às cegas com alguém, diga: “Desculpe se parece que estou agindo de forma estranha. Só estou um pouco nervoso.” Isso pode ser capaz de aliviar a tensão entre você e a outra pessoa, que pode dizer “Ufa! Ainda bem que não sou só eu!”.
    • Admitir os próprios sentimentos pode deixar a outra pessoa mais confortável, ajudando no entrosamento entre vocês.
  5. Concentre-se em qualquer coisa, menos em você. Ao se sentir desconfortável, é normal focar no desconforto, na estranheza e deixar-se levar por isso tudo. Se você perceber que está muito focado no seu desconforto, concentre-se em outra coisa. Observe o ambiente, as pessoas ao seu redor e ouça o que os outros estão falando. Ao colocar o foco em outra coisa, você se livrará dos pensamentos negativos.
  6. Tente não rejeitar uma conversa. Se alguém tentar conversar com você, tente imaginar a pessoa como um dos seus amigos. Interaja e dê chance da conversa evoluir, faça perguntas e demonstre interesse. Se estiver se sentindo desconfortável, finalize a conversa da forma mais sutil possível.
    • Para finalizar uma conversa, diga: “Obrigada pela conversa. Eu preciso ir agora, mas de repente a gente se encontra uma outra hora.” ou “Agradeço seu tempo para conversar comigo. Até mais."

Mudando a maneira como você se sente

  1. Construa sua autoconfiança. Se sentir confortável ao redor das outras pessoas significa estar confortável na própria pele antes de mais nada. Se você se sente inseguro, as outras pessoas notarão isso nas interações. Encontre atividades que melhorem a sua confiança ou permitam que você ganhe mais autoconfiança para poder transmitir esse sentimento nas suas interações sociais
    • Talvez você seja um ótimo nadador, dançarino ou faça modelos incríveis de carros em miniatura. Quando se sentir desconfortável, lembre-se desses momentos de confiança para ficar mais tranquilo.
  2. Diga coisas positivas a si mesmo. Se você se sentir perdido em pensamentos negativos (“Eu ficarei deslocado” ou “Não vou me divertir”) aja no sentido contrário. Diga “Talvez eu aproveite a festa se eu me permitir ter um pouco de diversão” ou “Eu posso praticar novas habilidades para não me sentir tão mal”.
    • Não evite eventos sociais porque você se sente desconfortável. Toda vez que estiver em dúvida sobre ir ou não, diga coisas positivas a si mesmo. Pense que será uma aventura para forçá-lo a sair da zona de conforto.
    • Lembre-se que você está praticando habilidades sociais, e não talentos. Permita-se um tempo para aprender a dizer coisas positivas a si mesmo.
    • Talvez você perceba que está dramatizando (“Vai ser horrível” ou “Aposto que ninguém vai e eu vou ficar sozinho e deslocado”), mas é preciso ignorar esses pensamentos e se concentrar em coisas mais positivas.
  3. Evite concentrar seu valor na reação das outras pessoas. Algumas vezes, você se dará bem com as pessoas, outras vezes, nem tanto. Se perceber que não está se dando muito bem com uma pessoa, lembre-se que essa é uma circunstância isolada e que isso não quer dizer que você não sabe conversar com as pessoas ou que elas não gostam de você. Se estiver preocupado com a reação das pessoas ou acha que será julgado, lembre-se de não atrelar seu valor à opinião dos outros.
    • Diga para si mesmo: “A opinião dos outros não define a minha identidade. Eles tem direito a opinar, assim como eu também tenho."
  4. Use a sua respiração. Se estiver se sentindo ansioso perto das pessoas, concentre-se no seu corpo, mas especificamente na sua respiração. Talvez você se sinta ofegante ou acelerado. Respire tranquilamente para se acalmar.
    • Inspire profundamente, segure alguns seguros e expire lentamente. Repita conforme achar necessário.
  5. Relaxe. Aprenda a identificar momentos de estresse e use técnicas de relaxamento. Isso é especialmente importantes antes de uma abordagem em uma situação social. Técnicas como a meditação e o ioga podem ajudar você a se acalmar antes de conhecer pessoas novas..
    • Ao notar que está ficando tenso antes de um evento social ou reunião, identifique esses sentimentos e aprenda a relaxar o corpo. Veja onde você está mais tenso (talvez no pescoço ou nos ombros) e relaxe os músculos.
    • Tenha suas próprias técnicas para relaxar antes de encontrar pessoas novas. Se for preciso cumprir um compromisso de trabalho, tire alguns minutos para meditar ou faça uma aula de ioga na manhã do dia do compromisso. Planeje seu dia para que você possa abordar a situação da melhor forma possível.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.