Como Oferecer Apoio Emocional

Lembre-se de como é bom quando você está para baixo e, de repente, é animado pelas palavras de um bom amigo. Oferecer essa valiosa ajuda é muito mais fácil do que se imagina e se torna cada vez mais natural ao longo do tempo.

Passos

  1. Retire-se da situação e perceba o quão importante ela é para a pessoa. Concordar com o quão irritado ou triste algo o deixou não é muito útil e não ajuda a pessoa a avançar para um estado de espírito melhor.
  2. Faça um esforço consciente para relaxar-se, removendo quaisquer sinais de tensão. Respire de forma controlada, suavize sua postura e não seja agressivo. Você deve ser um exemplo da postura que a pessoa deve adotar.
  3. O primeiro passo da conversa é escutar. Deixe a pessoa falar sobre o assunto e só faça perguntas pertinentes quando ela pausar o suficiente para isso. Comentários como "Nossa, isso realmente é difícil" não são muito benéficos, então evite-os.
  4. Depois de a situação ter sido explicada para você, tente fazer a pessoa revelar exatamente o que está sentindo. Pergunte sobre o medo, ansiedade, raiva e tristeza da pessoa e o quão fisicamente forte essas emoções são. Quando a pessoa percebe exatamente o que seu corpo está passando (aumento da respiração e dos batimentos cardíacos, tensão muscular, espasmos, suor frio, etc.), é muito mais fácil assumir o controle conscientemente. Quando os efeitos físicos da emoção forem controlados, os psicológicos também o serão.
  5. Faça o seu melhor para explicar por que a situação está ocorrendo e ofereça possíveis formas de resolver o problema. Lembre-se de que, às vezes, tudo o que a pessoa quer é ser ouvida e levada a sério!!! Nunca, jamais, diga que a pessoa está fazendo tempestade em copo d'água.
  6. Quando a pessoa tiver maior controle do seu estado de espírito e se sentir confortada, inspire-a a assumir o controle e fazer o que deve ser feito para resolver o problema. Mesmo que não tenha a solução, você certamente pode motivar a pessoa a encontrá-la sozinha.
  7. Lembre-se de que o propósito do apoio emocional é orientar uma pessoa a um estado saudável e construtivo da mente. Se houver qualquer coisa que você possa fazer além de tirar um tempo para conversar com a pessoa, ela mesma lhe dirá.

Dicas

  • Seja imparcial, calmo e edificante em tudo o que você disser. Concordar que a situação é ruim apenas reforça as emoções negativas.

Avisos

  • "Não desista, você vai conseguir!" e outras frases aparentemente positivas de reforço, com frequência, podem ser tomadas como condescendência. Se uma pessoa não responder bem à primeira tentativa de impulso, ela provavelmente não vai gostar da próxima vez. O objetivo final é encontrar um equilíbrio entre a lógica e a emoção, a fim de ser construtivo, o que nem sempre requer excesso de gentileza.
  • Oriente a pessoa a encontrar uma resposta, em vez de oferecer uma pronta a ela. Isso a fará assumir a sua própria responsabilidade e superar o obstáculo com sucesso.
  • Este guia refere-se principalmente a uma pessoa que está passando por uma luta emocional "normal", daquelas que todo mundo tem de enfrentar diariamente. Em caso de um acontecimento trágico, como a morte de um ente querido, tentar fazer parecer que a situação "não é tão ruim" não produzirá resultados frutíferos.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.