Como se Livrar da Dor de Dente

Está com dor de dente? Se a dor é de moderada a intensa, você provavelmente está procurando por alívio rápido e efetivo. É importante se consultar com um dentista caso ela persista ou piore. Em casos menos graves, no entanto, é possível aliviá-la com tratamentos paliativos e remédios caseiros.

Primeiros socorros

  1. Remova quaisquer restos de comida presos aos dentes. A primeira coisa que você deve tentar — antes até de experimentar algum remédio — é uma limpeza rápida. Tente remover partículas de comida alojadas perto do dente dolorido e que possam ser a causa da dor.
    • Cuidadosamente, passe o fio dental em ambos lados do dente para remover resíduos de alimento.
    • Depois disso, enxágue a boca minuciosamente. Bocheche um pouco de água morna para soltar qualquer comida que possa ter sobrado. Cuspa a água ao terminar.
  2. Evite usar o dente. Até que possa usar um remédio, tome algumas medidas para controlar a dor. Evitar mastigar com a região da boca em que se encontra o dente, por exemplo, é uma delas.
    • Também é possível preencher o dente temporariamente. Se ele estiver rachado ou danificado, use goma de mascar sem açúcar ou cera ortodôntica para cobri-lo até encontrar uma solução permanente.
    • Algumas farmácias também vendem kits de restauração provisória. São feitos de óxido de zinco ou material similar, reduzem a pressão e alguns chegam a durar até duas semanas. Custam cerca de R$ 40,00.
  3. Tome um analgésico. Use um remédio de venda livre como o paracetamol ou o ibuprofeno para diminuir a dor até que você possa ir ao dentista. Siga as instruções da bula para calcular a dosagem correta.
    • A maioria das bulas de analgésico instrui o paciente a tomar um ou dois comprimidos a cada seis horas, embora esse número possa variar de uma medicação para outra.
    • Os analgésicos desse tipo são vendidos em qualquer farmácia ou drogaria por aproximadamente R$ 20,00.
    • Não coloque aspirina e outros analgésicos diretamente nas gengivas. Isso poderia lesioná-las.
  4. Use um remédio de uso tópico. Um gel analgésico de venda livre é outra opção. Esse medicamento anestesia a área ao redor do dente; alguns podem ser aplicados diretamente na cavidade. O ingrediente ativo de tais medicamentos é a benzocaína. Siga as instruções da bula para calcular a dosagem correta e fazer a aplicação da substância.
    • Géis tópicos como o Orajel podem ser encontrados por cerca de R$ 60,00.
    • Apenas use géis analgésicos recomendados para uso ortodôntico. Não se recomenda a ingestão de produtos desenvolvidos para o uso na pele.
    • A benzocaína, em alguns casos, provoca uma reação rara, mas perigosa, conhecida como metemoglobinemia, que diminui a oxigenação do sangue. Crianças com menos de dois anos não devem utilizar remédios à base de benzocaína nem exceder a dosagem recomendada.
  5. Faça uma compressa fria. Outro modo rápido de aliviar a dor de dente é entorpecer a região com o frio, que reduz a circulação sanguínea. Conforme ela diminui, você sentirá menos dor.
    • Embrulhe um cubo de gelo em uma sacola plástica ou em um tecido fino e ponha-o na área próxima ao dente afetado de 10 a 15 minutos.
    • Nunca use a compressa por mais de 10 ou 15 minutos consecutivos. Depois desse tempo, faça um intervalo e volte a usar a compressa enquanto for necessário.
    • Espere a área voltar à temperatura normal antes de usar a compressa outra vez. O frio prolongado pode danificar os tecidos.

Usando remédios caseiros paliativos

  1. Alivie a dor com cravo-da-índia. Esse é um remédio clássico para a dor de dente, devido a seu efeito antibacteriano e analgésico. Você pode usar o cravo-da-índia inteiro, em pó ou em óleo para se livrar da dor.
    • Se você vai usar cravo em pó, limpe as mãos e coloque uma pequena quantia entre a bochecha e a gengiva acima do dente afetado. À medida que se combina à saliva, o cravo começará a aliviar a dor.
    • Se você tem cravos-da-índia inteiros, lave as mãos e coloque dois ou três botões dentro da boca, na região dolorida. Quando a saliva amaciar os botões do cravo, comece a mastigá-los para liberar os óleos.
    • Outra solução é misturar algumas gotas de óleo de cravo a 2,5 ml de azeite de oliva. Embeba uma bola de algodão esterilizado na solução e segure-o contra a parte dolorida do dente ou da gengiva.
  2. Gargareje água salgada. Isso reduzirá a dor e eliminará parte das bactérias. O sal não pode promover a cura, mas tem um efeito antibacteriano e extrai os fluidos da gengiva inflamada em torno do dente dolorido, reduzindo a dor.
    • Misture 1 colher de sopa (5 ml) de sal a 250 ml de água morna. Dissolva-o antes de usar a solução.
    • Gargareje a solução por 30 segundos e cuspa-a. Repita se necessário.
    • Provavelmente, você sentirá a necessidade de fazer um gargarejo com água pura depois da solução salina. Basta gargarejar água da torneira por 30 segundos.
  3. Experimente alho ou cebola. Ambos são remédios caseiros tradicionais para a dor de dente e, segundo a crença popular, têm propriedades antibacterianas. Eles podem até provocar mau hálito, mas ajudam a eliminar germes prejudiciais da boca e promovem alívio temporário.
    • Introduza um dente de alho entre a gengiva e a bochecha, na região do dente dolorido. Deixe-o lá até a redução da dor.
    • Outra alternativa é fazer a mesma coisa com um pedaço de cebola.
  4. Faça uma pasta de faia-da-terra. Acredita-se que a casca da raiz dessa planta seja um antibiótico natural, além de conter taninos e flavonoides, daí sua adstringência. Se combinada com vinagre para formar uma pasta, pode aliviar a dor de dente, reduzir o inchaço e fortalecer as gengivas.
    • Moa um pedaço de 2,5 cm da casca da raiz de faia-da-terra com 1/4 de colher de sopa de vinagre. Coloque mais casca se necessário dar mais consistência à pasta ou mais vinagre se ela estiver espessa demais.
    • Aplique a pasta no local da dor e deixe-a agir até perceber uma melhora. Enxágue com água em temperatura ambiente.
  5. Apimente as coisas com uma paste de gengibre e pimenta-caiena. Se os dentes estão doloridos e sensíveis, uma pasta de gengibre em pó, pimenta-vermelha e água pode ser aplicada diretamente na região afetada para diminuir o incômodo. Ambos temperos têm efeito analgésico e funcionam ainda melhor usados juntos.
    • Combine uma pitada de gengibre em pó e uma de pimenta-vermelha no fundo de um copo. Pingue algumas gotas de água e misture para formar a pasta.
    • Umedeça uma bola de algodão esterilizado na pasta e aplique-a diretamente no dente dolorido. Mantenha assim até diminuir a dor — ou por quanto tempo você aguentar, uma vez que a pasta pode provocar uma sensação desagradável.
    • Aplique a substância somente no dente afetado. Não a encoste na gengiva, uma vez que isso poderia irritá-la ou queimá-la.
  6. Use tintura de mirra. A mirra é uma resina produzida por algumas árvores espinhentas e muito utilizada em perfumes, incensos e remédios. Dadas suas qualidades adstringentes, a mirra pode reduzir dor, inflamação e matar bactérias, por isso sua tintura vem sendo usada há tanto tempo no combate caseiro da dor de dente.
    • Em uma panela pequena, aqueça 1 colher de sopa (5 ml) de mirra em pó e 2 xícaras de chá (500 ml) de água por 30 minutos. Coe o líquido e o deixe esfriar.
    • Misture uma colher de sopa desse líquido a 1/2 xícara de chá (125 ml) de água e gargareje a solução de cinco a seis vezes por dia.
  7. Coloque um saquinho de chá molhado no dente dolorido. Assim como a raiz da faia-da-terra, os chás escuros contêm taninos adstringentes que reduzem a inflamação. E o chá de hortelã pode promover a dormência local e, ocasionalmente, aliviar a dor. Os saquinhos de chá são muito empregados no combate caseiro da dor de dente.
    • Use o micro-ondas para aquecer o saquinho de chá em um pires com água por 30 segundos, depois esprema o excesso de água.
    • Aperte o saquinho de chá contra o doente afetado ou a gengiva próxima a ele, mordendo-o levemente, até diminuir a dor.
  8. Use uma bebida de alto teor alcoólico. Saiba de antemão que não estamos falando de beber para aliviar a dor. Bebidas potentes como vodca, conhaque, uísque e gim, se aplicadas diretamente no dente, podem diminuir o incômodo.
    • Umedeça um algodão com a bebida de sua escolha, como conhaque ou vodca, e coloque-o no dente afetado. Se preferir, você pode colocar um gole de uísque na boca e segurá-lo na bochecha de modo que fique em contato com o dente.
    • Contudo, o alívio que esse método promove é temporário. Jamais use álcool comum, que não pode ser ingerido.

Obtendo auxílio ortodôntico profissional

  1. Marque uma consulta com o dentista. Os remédios caseiros para a dor de dente apenas trazem alívio temporário, não soluções permanentes. Diante da persistência ou piora da condição, consulte-se com o dentista.
    • A dor de dente pode ser um sinal de problemas mais sérios, como danos no esmalte, cáries ou infecção.
    • Visite o dentista se as soluções caseiras não funcionarem, principalmente se a dor foi causada por um ferimento, se atrapalha a deglutição ou se é acompanhada por inchaço, febre ou pus. Além do quê, procure um médico se você tem sentido dor na mandíbula e no peito simultaneamente — a última é um sintoma de infarto.
  2. Faça uma obturação. Após o exame, o dentista pode descobrir se a dor é causada pela deterioração do dente — ou seja, se a raiz ficou exposta pela corrosão feita por bactérias ou se uma obturação que você já tinha caiu. Ambos casos requerem obturação.
    • Depois de anestesiar o dente e a gengiva, o dentista removerá com uma broca a parte superficial do desgaste do dente, para depois preencher a falha com amálgama.
    • A obturação pode ser feita com vários materiais. Os compostos que imitam a cor do dente são feitos de uma resina de plástico, de vidro ou de porcelana. O amálgama, embora mais resistente, é produzido com prata e não imita a cor dos dentes.
    • Conforme envelhecem, obturações podem quebrar ou cair. Nesse caso, o dentista removerá os restos da obturação e a parte deteriorada do dente para fazer uma nova obturação.
  3. Ponha uma coroa dentária. A coroa é usada em dentes muito danificados, mas de estrutura intacta. É um dente oco, artificial, colocado sobre o dente danificado, protegendo-o assim de novos danos, além de restaurar sua forma e função. É necessária quando o dente está muito danificado ou em casos de pulpite, abrasão, fraturas, infecções etc.
    • Quando o dente está muito danificado ou quando um tratamento de canal é necessário, a obturação, por si só, pode não ser o bastante, obrigando o dentista a implantar a coroa.
    • O profissional administrará anestesia local, depois limará o exterior do dente e, por fim, inserirá por cima dele a coroa, moldada para imitar o formato original do dente. A coroa é feita do mesmo material que a obturação branca comum.
  4. Faça enxerto de gengiva. Há casos em que a dor de dente se origina na gengiva, que pode estar retraída — ou seja, deixou descoberta a base do dente, expondo os nervos e o esmalte sensível, o que pode provocar sensibilidade.
    • Nesse caso, o dentista prescreverá algumas medidas preventivas — por exemplo, o uso de fio dental com frequência, de escova com cerdas macias e de um creme dental especial, como o Sensodyne. Isso porque, às vezes, a retração da gengiva está relacionada a maus hábitos de higiene.
    • Diante de uma situação mais grave, você será encaminhado a um cirurgião dentista ou a um periodontista para realizar o enxerto. Nesse procedimento, o profissional retira tecido do céu da boca e o usa para repor a gengiva. Tal tecido vai se cicatrizar e proteger os dentes de maneira apropriada.
  5. Comece um tratamento de dessensibilização. Quando a dor de dente não está relacionada a cáries, desgastes e ferimentos, pode ser provocada por sensibilidade decorrente da perda do esmalte. Há tratamentos para essa perda, alguns dos quais também promovem a dessensibilização dos dentes.
    • O dessensibilizante é um medicamento tópico que gradualmente reduz a vulnerabilidade do nervo. À proporção que ele fica menos sensível, ocorre o alívio da dor.
  6. Trate das infecções. Talvez a dor esteja relacionada a uma infecção na polpa ou na raiz do dente. Nesse caso, é preciso iniciar o tratamento imediatamente para não o perder ou para que a infecção não se alastre.
    • Os antibióticos (que devem ser consumidos apenas com receita médica) são necessários quando há uma infecção na boca.
    • As infecções normalmente são resultantes de abcessos, que surgem após um ferimento ou a deterioração do dente.
  7. Extraia o dente. Isso pode ser necessário quando outros dentes são pressionados pelo dente do siso ou em casos avançados de deterioração ou infecção. A remoção deve ser sempre encarada com última saída — uma vez extraído, não há como recuperá-lo.
    • Na maior parte das vezes, os sisos são removidos porque apertam os demais dentes. Conforme essa situação se agrava, aumenta a pressão no interior da boca, o que provoca dor e a deixa mais vulnerável a infecções.

Prevenindo a reincidência da dor de dente

  1. Escove e passe fio dental regularmente. Para prevenir novos danos ou a piora dos já existentes, tenha bons hábitos de higiene oral. Eles mantêm a saúde e força dos dentes e, principalmente, deixam-nos livres da dor.
    • Escove os dentes pelo menos duas vezes ao dia e passe o fio dental pelo menos uma. Além disso, consulte-se com o dentista anualmente ou a cada seis meses para saber o estado de sua dentição. Isso permite que os problemas sejam detectados assim que surgirem.
    • Embora tais hábitos não possam fazer seus dentes voltarem no tempo e restaurar a deterioração que já ocorreu, eles podem prevenir novos problemas e talvez até evitar a decalcificação.
    • Tente carregar uma escova de dentes na bolsa ou na mochila para que você possa escovar os dentes em qualquer lugar. Quando não puder escovar os dentes, procure fazer um gargarejo com água.
  2. Mantenha uma alimentação benéfica para a saúde oral. O que você come determina a saúde dos dentes. O açúcar, por exemplo, reage com as bactérias do interior da boca e produz um ácido que desgasta o esmalte — portanto, quanto maior a ingestão dessa substância, maiores os danos. Para dentes melhores e mais saudáveis, reduza o consumo de açúcar.
    • Beba menos refrigerante, café com açúcar e sucos de fruta e chás açucarados. Inclua mais água na alimentação.
    • Consuma menos porcarias, inclusive doces e bolos.
    • Evite alimentos e frutas ácidos, como vinhos, sucos cítricos e refrigerantes de cola; dê preferência a alimentos "alcalinos" ou neutros, como iogurte, queijo e leite.
  3. Use escova e creme dental especiais. Se a dor é causada pela sensibilidade, avalie a possibilidade de usar pasta e escova projetadas para quem sofre desse problema — elas podem ser encontradas na maioria das farmácias.
    • A sensibilidade é comumente provocada pela retração das gengivas. Conforme elas diminuem, a dentina, que na parte superior do dente é protegida pelo esmalte, fica exposta. A composição dos cremes para dentes sensíveis tem ingredientes menos agressivos para a dentina.
    • Compre uma escova com cerdas macias. Outra medida para preservar as gengivas é trocar sua escova por uma com cerdas macias.
    • As cerdas duras e médias são mais eficazes em fazer a limpeza dos dentes, mas as escovas com cerdas macias são indicadas para quem sofre com problemas relacionados à gengiva.

Materiais Necessários

  • Fio dental
  • Água
  • Analgésico (tópico ou oral)
  • Compressa fria
  • Bolas de algodão
  • Cravo-da-índia
  • Sal
  • Alho
  • Cebola
  • Suco de clorofila
  • Vinagre
  • Faia-da-terra
  • Gengibre em pó
  • Pimenta-caiena ou pimenta-vermelha
  • Mirra em pó
  • Saquinho de chá de hortelã ou de chá preto
  • Conhaque, vodca ou uísque
  • Escova de dentes
  • Protetor bucal
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.