Como Escolher o Violoncelo Ideal para Você

Escolher o violoncelo certo é uma tarefa difícil. Se você é iniciante, é recomendável comprar um instrumento mais barato. Por outro lado, se você já está no nível intermediário ou avançado, então é preferível investir num com um som melhor (já que um instrumento caro não é necessariamente ótimo). O preço não determina tudo. É possível encontrar violoncelos muito requintados com um som mediano, mas outros mais baratos e com sonoridade superior. O preço não varia apenas pelo som, mas também pela origem, se é produzido em massa ou feito artesanalmente e pelo nome do fabricante. Por exemplo: o famoso Antonio Stradivari construiu cellos excepcionais, assim como outros nem tanto. O violoncelo ideal para você será o que mais lhe agradar. A beleza do instrumento tem grande apelo, mas eu recomendo muito escolher pela sonoridade. Um ótimo violoncelo precisa também possuir boa projeção. Outro determinante é a condição do instrumento; ele pode ser antigo, mas se tiver rachaduras e buracos, será quase que inútil. Mesmo que seja reparado, se ele já atingiu um certo estado, é capaz dos problemas reaparecerem mais tarde. O caso de notas idênticas à ressonância natural da caixa do instrumento (“Wolf tones”) é outra coisa a ser evitada, mesmo que alguns acessórios possam amenizar o problema – elas podem matar o som do violoncelo.

Violoncelistas experientes

  1. Encontre uma loja de confiança especializada em instrumentos de cordas (de preferência os “customs”).
  2. Vá à loja. Se você tem um(a) professor(a) particular, veja a possibilidade de ele/ela acompanhá-lo ou se ele/ela conhece outro aluno que esteja trocando de instrumento e queira vender o atual. Um professor geralmente saberá quais cellos soam melhor.
  3. Converse com o fabricante do instrumento ou com um de seus assistentes. Defina seu orçamento e peça informações sobre os diferentes tipos de violoncelos (curvatura alta, curvatura baixa, traseira em duas peças, traseira em peça única...).
  4. Teste a qualidade tonal dos violoncelos. Recomendo que essa seja sua prioridade. Mesmo que seu professor diga escolher um determinado modelo, se você preferir outro instrumento, fique com o seu violoncelo. Você deve estar ciente de que o usará por muito tempo. Pense bastante para não se arrepender da escolha tomada. Contudo, não tenha pressa; há outros belos instrumentos em outros locais.
  5. Tenha um bom arco. O violoncelo pode ser ótimo, mas o arco que o acompanha talvez não seja. Pergunte a um dos especialistas e ao seu professor qual escolher. Semelhantemente à compra do cello, não tenha pressa de comprar o arco. Fique com o que proporcione mais conforto e o mais balanceado. Eu recomendo escolher um de madeira, e não de fibra de vidro. Ter dois arcos pode ser muito útil também.
  6. Compre encordoamento novo. Na compra de um violoncelo, as cordas originais talvez não sejam as melhores. Pergunte a opinião de um especialista e do seu professor. Se não for possível, escolha as melhores marcas, Obligato, Larsen e Jargar, ou outras mais comuns na sua localidade. É muito importante ter o instrumento bem ajustado para tirar todo o seu proveito. Um cello com potencial enorme pode ter um som terrível se acessórios ruins forem usados. Não compre cordas Red Label; o preço talvez seja convidativo, mas ficam devendo em som e qualidade. Outras opções são mais caras, mas possuem qualidade superior, duram mais e têm um som bem melhor. As cordas Titanium são bastante caras, mas são excelentes e de extrema qualidade. Se você puder pagar, recomendo que faça esse investimento e fique tranquilo por bastante tempo.
  7. Substitua o estandarte e os microafinadores, se necessário, e compre um eliminador de “Wolf tones” se houver esse problema.
  8. Escolha um bom case, de preferência rígido. Se você optar por um modelo um pouco menor, pode ser mais difícil encontrar um “hard case” para ele. Um bom breu (resina) é muito importante também.

Violoncelistas iniciantes

  1. Encontre uma loja de confiança na sua área. Antes de visitar, descubra quais são as marcas mais populares e verifique os preços e a qualidade. Os melhores violoncelos tendem a ser mais caros, mas não necessariamente.
  2. Vá à loja. Se você possui um(a) professor(a) particular, veja a possibilidade de ele/ela ir junto. É provável que ele/ela conheça as melhores marcas.
  3. Encontre um vendedor solícito e amigável. Na maioria das lojas você encontrará alguém que possa ajudar iniciantes como você.
  4. Descubra o tamanho de cello que você precisa. Alturas diferentes pedem tamanhos de instrumento diferentes. Normalmente, o vendedor fará você experimentar vários tamanhos de violoncelo. Se a cravelha da corda dó estiver na altura da sua orelha esquerda ao apoiar o espigão no chão, esse tamanho é o correto para você.
  5. Compre um bom case. Será aquele que protegerá seu instrumento, sobrando espaço para o arco, o breu (resina) e um pano de limpeza sem choques internos. Muitos são feitos de algum tipo de tecido, mas há os “hard cases”, que vêm com rodinhas. Esses são mais caros, mas são muito mais duráveis e oferecem mais proteção.
  6. Descubra se um arco acompanha seu violoncelo. Alguns modelos incluem um arco, outros não. Se o seu modelo escolhido não possuir um, você precisará comprar um. Um bom arco não é longo ou pesado demais.
  7. Compre também um pouco de breu (resina).

Dicas

  • Toque um pouco – ao menos algumas notas – no cello que você decidir comprar. Se a pegada não for legal, não compre. É possível que algumas lojas permitam que você alugue o instrumento. Se isso for possível, faça. Não gaste dinheiro sem conhecer bem o produto.
  • Se quiser, adquira um afinador e um metrônomo.
  • Às vezes é possível escolher o tamanho do violoncelo apenas com base na sua altura.
  • Tenha um orçamento! Você também pode alugar ou pegar algum tipo de cello emprestado para testar e ver o estilo e som que mais lhe agradam. Há opções de instrumentos coloridos caso você não goste do acabamento em cor de madeira.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.