Como se Livrar de Aberturas Entre os Dentes

Madonna, Elton John, Elvis Costello e Condoleezza Rice são apenas algumas das pessoas conhecidas que têm aberturas entre os dentes da frente. Tornou-se comum ver modelos da moda com lacuna entre os dentes. Na verdade, ter uma abertura entre os dentes, ou como um dentista diria, diastema, não é nada para se envergonhar. Algumas culturas ainda associam as pessoas que têm essa lacuna com características positivas, como a fertilidade, riqueza e sorte. Apesar dos aspectos positivos de se ter uma abertura entre os dentes, algumas pessoas ainda ficam insatisfeitas com o aparecimento das mesmas. Se quiser saber sobre alguns dos diferentes tratamentos dentários que podem corrigir essa lacuna entre os dentes, continue lendo!

Avaliando a lacuna entre os dentes

  1. Reúna os materiais. Você vai precisar de um espelho, uma fita métrica ou régua com marcações métricas, uma caneta e papel. Esse processo será mais fácil com um espelho fixo em vez de um dispositivo portátil. Você também pode pedir a um amigo para ajudá-lo se sentir confortável com a situação.
  2. Inspecione os dentes. Olhe para o espelho e identifique os dentes que têm lacunas entre eles. Faça anotações sobre a aparência das aberturas e por que você gostaria de corrigi-las. Também faça anotações sobre quaisquer outras imperfeições que você gostaria de corrigir além das lacunas (tamanho do dente, cor, retidão, rupturas, etc).
  3. Meça as lacunas. Usando a fita métrica ou régua, meça o espaço entre os dentes que têm lacunas. Anote as medidas em milímetros.
  4. Guarde as anotações. Essas medições e notas sobre a aparência vão ajudá-lo a determinar qual tratamento dentário irá beneficiá-lo. As imperfeições que você identificou também irão ajudar ao dentista decidir sobre a melhor opção de tratamento.

Considerando suas opções

  1. Saiba mais sobre as suas opções. Existem algumas maneiras diferentes que o seu dentista pode usar para fechar uma ou mais lacuna entre os dentes. Antes de agendar uma consulta com o dentista, pense sobre qual opção melhor se adéqua à sua situação.
    • Se você tem uma única abertura pequena (menos de 5 milímetros), a união dentária pode ser a melhor opção. Ela não é permanente e o material composto pode manchar ao longo do tempo, mas é o método mais rápido e mais econômico de corrigir aberturas entre os dentes.
    • Se você tiver descoloração e/ou rupturas nos dentes além das aberturas, então facetas dentárias podem ser a melhor opção. Elas são coberturas customizadas para o dente, proporcionado um resultado mais dramático e atraente.
    • Se você tiver várias aberturas, lacunas maiores do que cinco milímetros, dentes tortos e não quiser cobrir os dentes existentes, então colocar um aparelho dentário pode ser a melhor opção. O aparelho corrige os dentes usando fios que são ligados aos dentes com material composto, parecido com o material usado na união dentária.
    • Se você tiver várias aberturas que não excedem 5 milímetros, então o Invisalign pode ser a melhor opção. Invisalign fecha aberturas e endireita os dentes usando uma série de alinhadores transparentes e ultrafinos você troca a cada duas semanas.
  2. Mantenha suas prioridades em mente conforme você estuda cada opção. Consulte com frequência as notas que você fez quando avaliou os dentes e certifique-se de que a opção escolhida seja compatível com a situação específica.
  3. Faça uma lista de perguntas e preocupações sobre seu método de tratamento preferido. Essa lista virá a calhar quando você for se consultar com o dentista. Você pode ser capaz de encontrar as respostas a algumas de suas perguntas pesquisando na internet, mas o dentista provavelmente terá as melhores respostas.

Consultando-se com o dentista

  1. Agende uma consulta com o dentista. Ao marcar o horário, explique que você gostaria de marcar uma consulta para discutir opções para fechar uma ou mais lacunas entre os dentes.
  2. Leve as notas com você para a consulta. Essas notas vão ajudá-lo a se lembrar especificamente do que deseja alterar no seu sorriso, e elas podem ajudar o dentista a fazer a melhor recomendação para o seu caso. Você também pode anotar algumas perguntas sobre suas opções de tratamento preferido para que possa se lembrar durante a consulta.
  3. Seja assertivo. Se o dentista sugerir um plano de tratamento que não atenda às suas necessidades ou expectativas, fale! Pergunte por que ele sugeriu essa opção de tratamento. É possível que o dentista possa ter uma razão muito boa para sugerir um tratamento em particular, mas você nunca saberá a menos que pergunte. Se não concordar com as razões do dentista para recomendar um plano específico de tratamento, não se sinta obrigado a aceitar essa opção. Você sempre pode se consultar com um dentista diferente para ver se as recomendações são as mesmas.
  4. Pergunte sobre o procedimento e os cuidados posteriores. Se concordar com a recomendação do dentista, agora é a hora de descobrir todos os detalhes do processo e o que você precisa fazer para garantir o melhor resultado.

Seguindo o plano de tratamento

  1. Vá para a primeira consulta de tratamento. Dependendo da opção de tratamento que você e o dentista decidiram, essa consulta pode ser a primeira de muitas. Prepare-se para ela como o indicado pelo dentista e não se esqueça de fazer todas as perguntas que tiver sobre o tratamento antes do início do procedimento.
  2. Siga corretamente as instruções dos cuidados posteriores. Você pode ser instruído a evitar ou abster-se de comer certos alimentos até que o tratamento seja finalizado ou talvez apenas por um curto período de tempo. Tome esse conselho a sério, pois falhar em seguir essas instruções pode afetar negativamente os resultados.
  3. Aproveite o seu novo sorriso! Depois de ter completado o tratamento, você terá ainda mais motivos para sorrir. Você pode até considerar comemorar o novo visual tirando algumas fotos profissionais.

Dicas

  • Se o dentista deixá-lo nervoso, procure um profissional especializado em odontologia gentil ou spa. Alguns consultórios possuem televisão, música, massagem e outras opções destinadas a ajudar a tornar a sua experiência mais agradável.
  • Converse com amigos e/ou familiares que fizeram os tratamentos dentários que você está considerando. Você vai aprender com as experiências deles, e essa contribuição também pode ajudá-lo a decidir sobre a melhor opção de tratamento para você.
  • Se você sentir dor ou desconforto incomum após o tratamento, entre em contato imediatamente com o dentista. Essa dor pode ser uma parte normal do processo, mas se não for, então o dentista poderá lhe pedir para agendar uma consulta para ver o que está causando a dor.

Avisos

  • As lacunas nem sempre podem ser solucionáveis sem o tratamento de outros problemas ortodônticos. Esteja preparado para essa possibilidade. Por exemplo, se você tiver uma sobremordida grave, o dentista pode sugerir que você use um aparelho extrabucal (também conhecido como “freio de burro”) junto com o aparelho normal.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.