Como Se Recuperar de um Silêncio Constrangedor

Silêncios constrangedores são...embaraçosos. Você pode não saber para onde olhar, o que dizer ou como sair da situação. Pode ser que o silêncio tenha surgido por causa de algo inapropriado que você disse ou talvez você esteja com dificuldade para manter uma conversa e conseguir falar algo. Qualquer que seja a razão, há várias formas de se recuperar de um momento como esse.

Lidando com o silêncio depois de um comentário inapropriado

  1. Avalie o que você disse. Se o silêncio constrangedor que toma o ambiente for causado por alguma coisa que você falou, pense um pouco nas palavras ditas e no impacto negativo que elas provocaram no seu companheiro de conversa.
    • Mesmo que você não ache que tenha dito algo ruim, tenha empatia pelo outro no diálogo e encare a conversa se colocando no lugar dele. A empatia pode ajudar a promover relacionamentos bons enquanto a falta dela pode ser prejudicial para as relações. Essa tomada de perspectiva com base no emocional pode ajudá-lo a identificar o comentário ofensivo na hora da incerteza.
  2. Conserte a situação com humor. Uma ótima maneira de passar adiante o silêncio estranho é usar o humor para confrontar de modo direto o elefante na sala de estar. Desse modo, é possível lidar diretamente com o constrangimento ao deixá-lo mais leve, o que pode servir como uma transição legal para seguir adiante, esquecer a situação e passar a falar de outros assuntos melhores.
    • Por exemplo, é possível experimentar um humor autodepreciativo, dizendo algo como: "Desculpa, cara. Parece que às vezes eu ligo o modo do sem noção sem habilidades sociais que só dá fora".
    • Use essa abordagem apenas se você tiver sido o responsável pelo ato constrangedor. Caso você tire sarro da falta de habilidade social de outra pessoa, essa atitude pode gerar ainda mais desconforto e piorar a situação.
  3. Fique calmo. A ansiedade gerada pelo silêncio constrangedor pode interferir na habilidade de pensar com clareza e inventar maneiras de acabar com a situação.
    • Para ficar calmo, inspire profundamente por alguns segundos e expire devagar pelo mesmo período de tempo.
    • Também é possível tentar ampliar a visão da situação, o que pode ajudar a encarar o silêncio de modo prático. Para alcançar esse objetivo, é possível fazer a si mesmo uma pergunta que desafie os seus sentimentos, como a seguinte: você vai se importar com essa conversa daqui a um mês?
  4. Mude de assunto. Em muitos casos, a melhor opção é provavelmente evitar pedir desculpas pelo comentário e apenas mudar de assunto e seguir em frente. Passe por cima do desconforto ao falar sobre outra coisa. O objetivo principal com essa medida é fazer a pessoa esquecer o que você disse antes e ocupar a cabeça dela com o que você está dizendo no momento.
    • Depois de considerar esse aspecto, se você tiver dito algo muito ofensivo ou se a pessoa parecer muito chateada, é melhor se desculpar pelo comentário. As desculpas devem ser breves e certeiras e você deve ficar pronto para mudar de assunto logo em seguida ou então o silêncio constrangedor pode permanecer.
  5. Volte a falar de assuntos anteriores na conversa. O diálogo poderia estar tão bom anteriormente que uma boa ideia é voltar ao assunto. Essa opção é ótima para fazer a pessoa se lembrar de que vocês dois se dão bem e que você só disse algo inapropriado uma vez.
    • Por exemplo, pode-se dizer: "Você se lembra daquela conversa que a gente teve antes? Eu ainda estou curioso para saber por que você acha aquilo".

Começando uma conversa

  1. Evite fazer perguntas que possam ser respondidas com um "sim" ou "não". Se você estiver tentando se recuperar de um silêncio constrangedor, a ideia é acabar com ele, não apenas rompê-lo temporariamente. Ao fazer perguntas cuja resposta seja sim ou não, não há garantias de que a conversa não venha a acabar novamente logo após a resposta da pessoa.
    • Por exemplo, no lugar de falar: "Você gosta de cachorro?", é possível perguntar: "Você prefere gatos ou cachorros? Por quê?".
  2. Peça a opinião do outro. As pessoas às vezes têm opiniões muito fortes. O lado bom de pedir opiniões é que elas vêm à cabeça com facilidade, pois já estão formadas e são bem conhecidas pelo falante. Dessa maneira, a conversa pode se tornar fluida e fácil.
    • A não ser que você conheça bem a pessoa, pode ser melhor evitar perguntas sobre assuntos controversos ou particulares, como política e religião.
  3. Procure interesses mútuos. Pode haver interesses mútuos em assuntos diversos, como música, ficção, história, trabalho, exercícios ou qualquer coisa que passe pela cabeça e que você ache que possa ter em comum com o outro.
    • Faça perguntas abertas sobre o interesse em comum. Por exemplo, ao descobrir que os dois gostam do mesmo estilo de música, é possível pedir para a pessoa contar como foi o último show que ela viu.
  4. Converse sobre o ambiente que os cerca. Olhe em volta e faça comentários sobre coisas que ambos possam ver. Esses comentários podem ser sobre a construção de um prédio nos arredores, algo sobre o trânsito, sobre um festival que vai ter na região, sobre a feira, enfim, sobre literalmente qualquer coisa que esteja em volta de vocês e que ambos possam ver.
    • Não deixe de fazer perguntas abertas nesse contexto também. Em vez de perguntar: "Olha só, você está vendo aquela feira lá na esquina?", é possível dizer: "Qual é a coisa mais gostosa que você já comprou em uma feira livre?".
  5. Pergunte sobre hobbies. A maioria das pessoas faz algum tipo de coisa para se divertir fora do trabalho e da escola. Além de ser uma ótima maneira de quebrar o silêncio estranho, fazer perguntas sobre hobbies também pode ser um jeito eficiente de conhecer melhor alguém com quem você não tenha muita familiaridade.
    • Caso a pessoa diga que não tem nenhum hobby, é possível perguntar se ela já teve algum no passado ou se gostaria de ter um no futuro.
  6. Pergunte sobre coisas com as quais o outro se importe. Se você souber da existência de coisas com as quais a pessoa se importe, pergunte sobre elas para quebrar o silêncio. Por exemplo, é possível perguntar como anda o filho ou o gato da pessoa se ela tiver um.
    • Todo mundo gosta de falar sobre o que é importante para si e sobre tudo o que é familiar e venha à cabeça rapidamente, portanto use essa estratégia para quebrar o silêncio constrangedor.

Avisos

  • Tente evitar assuntos cansativos e tediosos, como comentários sobre o tempo.
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.