Como Fazer Doma Gentil de Cavalos

A “doma gentil” é um exercício de confiança desenvolvido pelo ávido treinador de cavalos Monty Roberts. A doma gentil diz respeito ao treinamento em local delimitado e a conscientização quanto à linguagem corporal do cavalo. Se você tem interesse em desenvolver um vínculo mais forte com o seu cavalo, siga estes passos para efetivamente domá-lo.

Passos

  1. Acalme-se. Começar demonstrando nervosismo ou raiva não vai levá-lo a lugar algum. Respire fundo algumas vezes e certifique-se de que o cavalo percebeu a sua confiança e tranquilidade. Normalmente ele vai imitá-lo. Assim, se você estiver gesticulando e gritando com ele, ele vai reagir correndo e tendo uma atitude agressiva. Lembre-se disso.
  2. Prove a si mesmo e ao cavalo que você está calmo; linguagem corporal confiante (você deve estar ereto, de cabeça erguida e ombros para trás) e disposição em primeiro lugar. O cavalo percebe suas atitudes boas e más, assim como o tom e o timbre da sua voz.
  3. Leve seu cavalo a um padoque cercado ou a um redondel em uma guia de 30 pés. Ao conduzir o cavalo em uma guia dupla, as duas guias estimulam as rédeas como uma ferramenta de direcionamento, como se você estivesse montado. Bring your horse to an enclosed paddock or ring on a 30 ft line.
  4. Trate o cavalo com gentileza. Ele/ela pode estar um pouco assustado/a ou confuso/a. Conduza-o/a durante alguns minutos pela área cercada e protegida em que você pratica, mudando de direção por algumas vezes para estabelecer sua “liderança”.
  5. Vá até o limite da área em que estiver praticando. Solte a guia; dê um passo para trás; olhe o cavalo nos olhos; adote uma linguagem corporal assertiva e firme em relação ao cavalo, e erga suas mãos se preciso for.
  6. Estimule o cavalo a permanecer a uma distância respeitosa em relação a você durante esse treinamento. O processo de afastamento faz com que você represente o papel da mãe em ambiente selvagem. Você não está tentando parecer “cruel” como o garanhão em relação ao rebanho. O garanhão expulsa os adversários do rebanho – justamente o oposto do encantamento.
  7. Quando o cavalo estiver se afastando de você, atire a guia atrás dele/dela (sem soltar as rédeas) para que o cavalo avance em um trote vivaz. Ele/ela pode até mesmo galopar, sem problemas.
  8. Após 5 ou 6 circuitos (se estiver usando um redondel de 50 pés de diâmetro), mude de direção bloqueando o cavalo com a linguagem corporal, mas sem chegar a bloqueá-lo. Depois de mais 5 ou 6 circuitos, mude novamente de direção e comece a enrolar a guia, talvez até baixar o olhar para o pescoço/ombro.
  9. Siga empurrando o cavalo de maneira gentil. Você verá o cavalo baixar sua cabeça em sua direção, o que indica que ele está pronto para negociar sua postura conforme você desejar.
  10. Fique atento aos sinais do cavalo, tais como o estreitamento do círculo. Ele/ela voltará a parte interna da orelha para você. Pode ser que ele/ela dê lambidas e rumine, de cabeça baixa.
  11. Existem três sinais aos quais você deve estar atento durante a “doma gentil”: 1) A parte interna da orelha travada em sua direção. 2) O cavalo baixando a cabeça. 3) O cavalo lambendo os próprios lábios ou mastigando o ar. Ao perceber esses três sinais, você pode estar certo de que conquistou o respeito do animal. É como se você houvesse dito ao cavalo: “Eu não sou um predador. Eu não vou machucá-lo.”
  12. Quando perceber esses sinais, deixe de olhar nos olhos definitivamente, relaxe sua linguagem corporal, aproximando sua mão do cavalo, a partir do abdômen, com os punhos cerrados, dê um pequeno passo em frente ao cavalo, vire-se (mas fique atento para que ele/ela não perca a atenção enquanto você estiver de costas) e se afaste alguns passos do cavalo. Isso fará com que ele/ela venha até você, mostrando-se “domado/a”.
  13. Recompense o cavalo com um afago entre os olhos ou com um tapinha no pescoço. É assim que eles naturalmente se relacionam entre si ou se afirmam diante de um cavalo hierarquicamente inferior. Eles não se aproximam da matriarca a não ser que ela esteja realmente tranquila e sem exercer sua autoridade.
  14. Permaneça junto ao cavalo em seu lado esquerdo, ou próximo ao seu lado, olhando para frente. Afaste-se e contorne o focinho do cavalo em sentido horário, ele/ela vai segui-lo quando estiver claro que você é o líder. Complete um pequeno círculo e recompense o cavalo. Faça isso em ambas as direções.

Usando um redondel ou uma escola de equitação

  1. Leve o cavalo a um redondel. Ou, se você não tiver acesso a um, leve-o até um picadeiro de equitação. Se estiver em um picadeiro, delimite um espaço relativamente pequeno, mas espaçoso o bastante para o cavalo correr.
  2. Mantenha uma linguagem corporal relaxada e não demonstre medo. Isso é fundamental, já que se você demonstrar medo ou hesitação, o cavalo entenderá como um sinal de submissão de sua parte e demorará muito mais para ele ser domado.
  3. Tenha uma corda de qualquer tipo e vá até o meio. Você não deve usar chicote, pois vai assustar o cavalo e será um sinal de agressividade de sua parte.
  4. Permaneça ligeiramente atrás do cavalo e movimente a corda de forma circular, fazendo com que ele galope. Acompanhe o movimento do seu cavalo e faça com que ele siga a direção que você desejar. Não deixe que ele mude antes de você pedir.
  5. Utilize sua voz. Basta dizer “Vamos” ou “Mova-se” para que ele se movimente mais depressa. Continue permanentemente balançando a corda, mas nunca na direção do cavalo. Movimentar-se em direção ao cavalo, ligeiramente, fará com que ele corra mais rapidamente.
  6. Não deixe o cavalo parar. Ele deve se manter galopando, na velocidade que desejar.
  7. Mude de direção. Ao dizer “Ei!” e se movimentar em direção à cabeça do cavalo, na diagonal, fará com que ele se afaste de você. Enquanto estiver fazendo isso, não se aproxime mais do cavalo, já que isso pode indicar agressividade.
  8. Siga fazendo isso. Toda vez que o cavalo se virar, ele deve se aproximar vagarosamente e cada vez mais de você.
  9. Quando o cavalo estiver se voltando para mim, olhando para você e parecendo concentrado, faça com que ele pare e vire-se de costas. Aguarde um minuto e veja se ele virá até você. Se ele não vier, faça tudo de novo até que ele venha.
  10. Observe os sinais. Há alguns sinais que ele/ela pode estar disposto a demonstrar: observar você atentamente, aparentar tranquilidade, voltar-se para você, farejar em sua direção ou diminuir sua velocidade consideravelmente.

Dicas

  • Andar alguns passos na frente do cavalo coloca-o em posição de optar por segui-lo (voluntariamente), fazendo com que ele se junte a você (e não o contrário). Premie o seu bom comportamento.
  • Confiança é a questão mais importante quando se trata da relação com o cavalo.
  • Em vez de lidar com o cavalo de maneira temerária, aqui você o trata com respeito (calmo e receptivo) para obter resultados. Ele/ela vai tratá-lo da mesma maneira.
  • Você pode lançar uma guia para marcar o trajeto do cavalo, já que isso não o atinge (obviamente, você não pode domar um cavalo que utilize uma venda). Balançar uma corda, gentilmente para cavalos agitados e com um pouco mais de força para cavalos mais experientes, pode ser uma boa ideia.
  • Busque o 1% de entrega do seu cavalo. Quando ele olhar para você, pare, relaxe e se afaste vagarosamente.
  • Se você não tiver uma guia longa, nunca pense em usar um chicote de treinamento; agite um tecido ou use seus braços em vez disso. A ideia é balançar alguma coisa atrás do cavalo para fazê-lo se movimentar.
  • Nunca use um chicote para domar seu cavalo.
  • Não desgaste seu cavalo. Se ele não corresponder ao que você pede, vá até um espelho e confira seus movimentos. Você pode estar se esquecendo de pegar leve com o seu cavalo como forma de recompensá-lo.

Avisos

  • Essas são algumas instruções. Cavalos não são robôs, que podem ser consertados. Cada um é diferente e tem sua própria personalidade. Respeite isso e não crie muitas expectativas na primeira vez. Seu cavalo está fazendo o possível para entender.
  • Tenha sempre paciência com o seu cavalo e não espere sempre por resultados imediatos.
  • Cavalos podem ser imprevisíveis; por segurança, tenha sempre isso em mente.
  • Nunca tente domar mais do que um cavalo no redondel porque eles podem ficar confusos e podem competir pelo seu espaço no rebanho.
  • Fique próximo a possíveis refúgios no caso de o seu cavalo resolver ir atrás de você ou chutá-lo. Se for uma arena ao ar livre, pode ser uma boa ideia ter uma cerca em que você possa passar rapidamente por baixo ou pular sobre ela.
  • Nunca deixe seu cavalo perceber que você pretende que ele seja domado. A ideia é que você esteja dedicado a aprender a “conquistar a confiança de um cavalo”, uma relação de confiança mútua liderada por você – o que é diferente de ser cruel e mandão.
  • Nunca tente domar um garanhão, um potro ou um cavalo criado por humanos. Você pode fazer sinais errados para o garanhão e um cavalo criado por humanos pode não entendê-los.
  • Não seja passivo-agressivo. Isso pode realmente assustar o seu cavalo e fazer com que a doma gentil fracasse.
  • Nunca grite ou demonstre irritação com o seu cavalo – cavalos nunca agem assim.
  • Não tente fazer isso sem ter uma ideia clara do que e por que pretende, pois confundiria o cavalo e você correria perigo.

Materiais Necessários

  • Cabresto
  • Uma guia de 30 pés
  • Um padoque cercado ou um redondel
  • Um lugar protegido para fugir de um cavalo agressivo
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.