Como Colocar um Arnês em um Cão

Опубликовал Admin
5-11-2018, 20:00
75
0
Um arnês para cães pode parecer confuso e intimidante se você nunca o tiver colocado em um cão, mas o processo é realmente muito simples, contanto que você não esteja trabalhando com um cachorro se contorcendo, é claro! Esse artigo explica como colocar vários tipos de arneses.

Arnês Básico

  1. Sente-se atrás do cão. Com o cão sentado, mova-se por trás dele e agache-se de modo que você possa facilmente manobrar em torno das costas, laterais e parte frontal do cão.
    • O cão pode ficar sobre as quatro patas, desde que ele ou ela permaneça calmo e parado, mas não tente fazer isso enquanto o cão está em um estado animado, já que você ou ele pode machucar-se.
    • Você não conseguirá fazer isso com o cão deitado.
    • Você também conseguirá colocar esse arnês de frente para o cão, mas essa posição poderá deixar o cão mais agitado ou ansioso, portanto, recomenda-se que você coloque o arnês por trás.
  2. Deslize o arnês sobre a cabeça do cão. Tanto o laço inferior quanto o superior do arnês precisam ser passados sobre a cabeça do cão.
    • O laço inferior é maior do que o superior, e os dois devem ficar paralelos um ao outro.
    • Garanta que a fivela de encaixe esteja desfeita quando for deslizar o arnês sobre a cabeça do cão.
    • Ao terminar, deverá haver uma cinta de suporte vertical passando pelo centro do peito do cão.
  3. Passe a primeira pata pelo primeiro buraco destinado para tal. Além dos dois laços que você acabou de deslizar sobre a cabeça do cão, deverá haver outro laço ou furo. Levante a pata correspondente do cão e empurre ou puxe-a gentilmente através do buraco.
    • O outro buraco para perna ainda não é um laço completo, mas você poderá ver a abertura onde as duas extremidades afiveladas devem unir-se e ter uma ideia de onde se forma o próximo buraco.
  4. Puxe a alça restante por trás da perna dianteira livre. A alça frouxa com uma fivela na extremidade precisa ir debaixo da outra perna dianteira e para cima ao longo da lateral do cão. Prenda essa ponta afivelada à outra extremidade com uma fivela.
    • Note que o outro buraco para pata adquire forma quando você completa o passo anterior.
    • Nesse momento, o arnês estará completamente vestido no cão.
  5. Ajuste conforme necessário. Faça ajustes para que o arnês sirva adequadamente. Como regra geral, você deve ser capaz de deslizar dois dedos entre qualquer porção da cinta e o cão.
    • Puxe a fivela. Ela deve ficar no limite e, se isso acontecer, o arnês pode estar muito apertado.
    • Tente deslizar o arnês sobre a cabeça. Ele não deverá mover-se e, se isso ocorrer, tente apertar um pouco mais o arnês.
    • Verifique a parte da frente do cão. Puxe-a para baixo para garantir que não esteja muito solta e que o cão não consiga deslizar as patas para fora dos buracos.
    • Garanta que o anel em D esteja posicionado no centro das costas do cão. Além disso, o laço central deverá estar na parte central do peito do cão.
  6. Prenda a coleira. Agora o arnês do cão deve estar firme. Depois de prender a coleira ao anel em D nas costas, vocês dois estarão prontos para passear.

Coleira Anti-Puxões Peitoral

  1. Sente-se atrás do cão. Com o cão sentado, mova-se para trás dele ou dela e agache-se para baixo de modo que possa facilmente manobrar a partir das costas do cão e para frente.
    • O cão pode ficar sobre as quatro patas, desde que ele ou ela permaneça calmo e parado, mas não tente fazer isso enquanto o cão está em um estado animado, já que você ou ele pode machucar-se.
    • Você também conseguirá colocar esse arnês de frente para o cão, mas essa posição poderá deixar o cão mais agitado ou ansioso, portanto, recomenda-se que você coloque o arnês por trás ou pela lateral.
  2. Deslize a alça de ombro por cima da cabeça do cão. Deslize o laço criado pela alça de ombro e de peito por cima da cabeça do cão. A alça de ombro deverá ficar sobre os ombros do cão.
    • Antes de colocar o arnês, solte a fivela na alça da barriga.
    • As alças do ombro e do peito são praticamente perpendiculares quando estendidas. Das duas alças perpendiculares à alça de ombro única, a do peito é mais comprida.
    • Em muitos designs, as alças do ombro e do peito têm a mesma cor, enquanto a alça da barriga pode ser de outra cor.
    • Depois de passar a alça de ombro, ajuste-a de forma que o anel conector fique acima e atrás dos ombros do cão, centrado entre as duas lâminas do ombro.
  3. Feche a alça de barriga no lugar. Leve-a abaixo do estômago do cão e de volta por cima do fecho da fivela no outro lado.
    • Ajuste as alças do ombro e da barriga neste momento de forma que elas fiquem confortavelmente instaladas. Para cães pequenos e médios, você deve ser capaz de passar um dedo entre as duas alças. Para cães maiores, deverão ser dois dedos.
    • O perímetro total, que consiste tanto da alça do ombro quanto da barriga, deve ser semelhante a uma linha vertical e uniforme. A alça de barriga não deve escorregar abaixo da área da axila do cão.
  4. Ajuste a alça do peito. Ela deve ficar na horizontal e sobre o osso do peito do cão. Aperte ou afrouxe a alça conforme necessário para alcançar essa posição.
    • Pressione os dedos gentilmente na parte frontal inferior do peito do cão. Ao fazer isso, você conseguirá encontrar o esterno (osso do peito).
    • Ajuste ambos os lados da alça do peito uniformemente de forma que o anel em D fique centrado na frente.
    • A alça não deverá ficar pendurada para baixo nem erguida.
  5. Prenda a trela. Nesse ponto, o arnês do cão estará preso. Quando a trela estiver presa ao anel frontal ou anel em D, o cão poderá passear de forma segura.

Arnês de Corpo Inteiro

  1. Fique atrás do cão. Com o cão na posição sentada, mova-se para trás e curve-se de modo que possa facilmente manobrar em torno de todo o cão.
    • O cão deverá estar em uma posição sentada. As costas dele deverão estar entre os joelhos.
    • Não tente fazer isso enquanto o cão estiver em um estado agitado, pois você ou o cão poderá machucar-se.
    • Você não conseguirá fazer isso com o cão deitado.
  2. Crie uma abertura. Segure o arnês em ambas as mãos e abra a parte do colarinho acolchoado. Dobre a parte peitoral ao meio de modo que as duas extremidades da cobertura peitoral espessa se encontrem.
    • Use os dedos para puxar o colarinho acolchoado e o cinto de náilon para trás da parte peitoral. Você deve observar uma abertura para a cabeça do cão neste momento.
  3. Deslize o arnês por cima da cabeça do cão. Empurre essa abertura recém-criada por cima da cabeça do cão e ajuste o pelo e a pele de forma que vista confortavelmente, ainda que firme.
    • Se o cão tiver uma capa de média a grossa, puxe a pele abaixo das correias do arnês através da abertura do cinto de segurança. Se você não fizer isso, o cinto vai ficar mais apertado sobre o cão, e ele também pode causar tensão, compressão, fricção e outras fontes de desconforto conforme o cão se mexe.
    • O arnês deverá estar sobre o esterno neste momento. Além disso, ele deverá estar na frente das escápulas.
    • Deslize dois dedos sob as alças do pescoço. Se não conseguir passar esse número de dedos, afrouxe a alça. Se conseguir passar mais do que dois dedos, aperte-a.
  4. Passe as pernas através dos buracos, uma de cada vez. Junte gentilmente uma pata da frente com a sua mão e levante-a para que ela se curve na altura do joelho. Guie esta pata através da abertura ou laço no lado correspondente do arnês.
    • Repita esse procedimento com a outra pata e com as patas traseiras.
    • Quando feito corretamente, o peitoral do arnês passará verticalmente e centralizado entre as pernas dianteiras do cão. Ele ficará ao longo do esterno.
    • Reajuste o arnês como feito anteriormente, procurando por qualquer pelo esmagado, frouxidão em excesso ou aperto desconfortável.
  5. Puxe a parte da cauda para baixo. A peça do arnês para a cauda deve passar para baixo ao longo da coluna vertebral e para a base da cauda.
    • A cinta central também deve sentar-se plana sobre as costas do cão. Se ela ficar torcida, destorça-a e tente novamente.
  6. Puxe a tira de extensão sobre as costas do cão, quando aplicável. Se você estiver usando um arnês de puxar peso, haverá também uma tira de extensão perto do final da cauda do arnês. Esta tira deve passar por cima das costas do cão e ser posicionada suavemente sob a cauda.
    • Vale lembrar que essa não é uma característica encontrada em todos os arneses de corpo inteiro.
  7. Prenda a coleira, trela, corda de trenó ou outra corda. O arnês canino neste momento deve estar confortável e seguro em seu cão, para que ele ou ela esteja pronto para a ação.
  8. Pronto!

Dicas

  • Escolha um arnês que sirva corretamente no seu cão. Cada modelo de arnês geralmente vem com um gráfico de dimensionamento recomendado com base no peso, medição do tórax e/ou tamanho global do cão, e é importante que você selecione um que se encaixe no seu cão da melhor forma possível. Se o arnês estiver muito apertado, você pode acabar machucando o seu animal de estimação. Se ele for muito solto, o cão poderá escorregar para fora.

Materiais Necessários

  • Arnês para cães
  • Coleira ou trela
Теги:
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.