Como Identificar Besouros

Опубликовал Admin
11-02-2019, 13:00
116
0
Existem mais de 350.000 espécies de besouros! Nesse sentido, identificar um único besouro pode se tornar um desafio. Mas, quando encontrar um dentro de casa ou na rua, talvez queira saber que tipo de besouro é. Antes de tudo, é necessário examiná-lo de perto para identificar as características básicas, depois use essas informações para ajudá-lo a desvendar o mistério.

Observando as características básicas de um besouro

  1. Procure por duas coberturas rígidas nas costas do inseto. Os besouros têm asas que ficam cobertas por duas coberturas rígidas, deixando o inseto com um aspecto de carapaça. Esses “escudos” também são o motivo pelo qual os besouros fazem um barulho de algo se quebrando quando você pisa neles sem querer.
    • Caso o inseto observado for um besouro, as asas não ficarão expostas até que se estendam para fora quando as coberturas se erguerem.
  2. Veja se há mastigação na parte de baixo da cabeça. Os besouros possuem mandíbulas afiadas para comer outros insetos, vegetais, fungos, assim como plantas e animais em decomposição. Olhe na parte de baixo da boca do besouro para ver se as mandíbulas estão lá.
    • Quando o inseto tem uma boca protusa, parecendo algo feito de palha, significa que não é um besouro.
  3. Observe se o inseto tem seis pernas. Os besouros têm seis pernas distribuídas entre a parte frontal e traseira dos segmentos corporais, mas quando ainda são larvas, todas as pernas ficam na frente do corpo. De qualquer forma, as pernas devem estar distribuídas entre as partes da frente e de trás dos segmentos. Conte-as e observe onde estão posicionadas para saber se é um besouro de fato.
    • Insetos com quatro, oito ou mais pernas não são besouros.

Identificando os besouros maiores

  1. Identificando os besouros elaterídeos (Elateridae). Esses tipos de besouro contam com um corpo estreito, longo e ranhuras por toda a extensão das costas, podendo ser pretos ou marrom-escuro. No entanto, são mais conhecidos por emitirem um som de clique ao estalar as seções frontais e traseiras do corpo. Além disso, também usam esse movimento para se virar quando ficam de pernas para cima (ou seja, impossibilitados de andar).
    • Um besouro dessa família pode medir entre 1,5 cm e 4 cm.
    • É um tipo de besouro comum ao redor do mundo, com cerca de 7000 espécies conhecidas.
  2. Preste atenção nos besouros carabídeos (Carabidae). Trata-se de uma família de besouros, geralmente pretos, que contêm ranhuras nas costas. As maiores características são o cheiro ruim e forte que emite, assim como a incrível velocidade para se movimentar, (tanto que é difícil observá-lo de perto). Os carabidae costumam ser encontrados embaixo de toras de madeira e folhas, mas também podem entrar dentro das casas por meio de rachaduras ou alguma janela aberta.
    • É importante saber que essa família é inofensiva, uma vez que se alimenta de outros insetos. Portanto, você ou seus animais de estimação estarão a salvo.
  3. Procure pelos besouros cerambicídeos (Cerambycidae). Essa família é conhecida pelas longas antenas, que lembram os gados de chifres longos. As antenas podem ter vários formatos (retas, curvadas ou meio-a-meio) e o corpo pode ser preto, marrom, verde, amarelo, vermelho ou uma combinação dessas cores. Os cerambicídeos são vistos, geralmente, andando por árvores mortas.
    • É uma das maiores famílias de besouros, visto que possui mais de 25,000 espécies descritas — e todas elas possuem antenas longas.
  4. Procure pelo bicho-da-farinha (Tenebrio molitor). Este é um inseto peculiar que possui uma cabeça arredondada e o pescoço parecido com o formato de uma colher. Tais características entregam que é, de fato, um bicho-da-farinha e, mesmo com esse nome, ele realmente é um besouro. Tem os ambientes externos como habitat, mas é possível encontrá-lo infestando latas que contenham farinha e outros tipos de grãos secos.
    • No caso dos grãos, mantenha-os em recipientes bem tampados para evitar uma infestação.
  5. Identifique o capricórnio doméstico (Hylotrupes bajulus). Essa espécie de besouro possui pontinhos brancos nas asas e tem os segmentos das pernas aumentados. Ao observá-lo de perto, é possível ver pequenos pelos acinzentados nas costas e três olhos pretos em cada lado da boca.. É um inseto que tem o alburno das madeiras coníferas como alimento, casa e local para procriação.
    • Esse besouro normalmente aparece entre quatro e sete anos após uma casa ser finalizada.

Identificando os besouros menores

  1. Procure pelas brocas-dos-tapetes. Na maioria das vezes, procuraremos por um besouro preto com abdômen alongado, conhecido cientificamente como Attagenus unicolor. De modo geral, são insetos ovais que costumam ser pretos ou marrom-escuro, podendo medir de 3 mm até 5 mm.
    • O gorgulho-dos-tecidos (Anthrenus verbasci) é parecido com a broca-dos-tecidos (Attagenus unicolor), tendo praticamente o mesmo tamanho (3 mm), porém, a principal característica que o diferencia do outro são as marcas brilhosas amarelas e verdes pelo corpo.
  2. Procure pelo Xanthogaleruca luteola, o escaravelho da casca dos ulmeiros. Medindo 6 mm, esse escaravelho tem um corpo com listras verdes e pretas. Alimenta-se das folhas das árvores, principalmente as do ulmeiro, árvore muito comum na América do Norte e Europa. Além disso, é na parte de baixo das folhas que as fêmeas depositam os ovos.
    • Ele pode destruir as árvores se houver uma infestação fora de controle. Nesse caso, é preciso detê-los com pesticidas.
  3. Identifique as joaninhas. Trata-se de um pequeno besouro de corpo arredondado, com cores vibrantes e pontinhos pretos. O aspecto do corpo pode variar, podendo ser amarelo, alaranjado, ou vermelho, com marquinhas pretas, assim como preto com marcas vermelhas, alaranjadas ou amarelas.
    • Existem por volta de 4.500 espécies dessa família (coccinelídeos), distribuídas entre 350 gêneros. É uma das famílias mais importantes do Brasil.
  4. Proteja o presunto dos ataques do besouro-do-toucinho. Este é preto e costuma infestar o presunto defumado. Fisicamente é oval e traz uma mancha esbranquiçada, ou prateada, na primeira metade horizontal das costas.
    • Procure deixar o presunto coberto quando ele estiver destampado e ponha-o de volta na geladeira para armazená-lo.
  5. Procure pelo besouro-do-pinheiro (Dendroctonus ponderosae). Ele é muito encontrado perto de pilhas de lenha, possui um aspecto cilíndrico e mede cerca de 3 mm (praticamente um grão de arroz). Não menos importante, também consegue infestar árvores vivas, que morrerão rapidamente se houver uma infestação.
    • As infestações dessa espécie secam e matam a madeira, fator que intensifica o fogo nos incêndios florestais.
  6. Identifique a broca-da-farinha ou besouro-do-pão (Stegobium paniceum). Esse inseto tem linhas nas coberturas das asas, uma cabeça levemente curvada e pode medir de 2,5 mm a 3,5 mm. A coloração do corpo varia do marrom ao castanho-avermelhado e é uma praga que costuma infestar alimentos empacotados.
    • Quando a cabeça é tão curvada que o besouro chega a ficar corcunda, provavelmente se trata de um besouro-do-fumo (Lasioderma serricorne). Apesar dessa corcunda, ele se parece muito com a broca-da-farinha.
  7. Procure pelo besouro vermelho da farinha (Tribolium castaneum). Trata-se de um besouro achatado, com uma coloração enferrujada e antenas claviformes (em forma de clava). Ele é muito parecido com outra espécie, o besouro confuso da farinha (Tribolium confusum). Ele se alimenta de farinha de milho e outros produtos empacotados.
    • É importante manter quaisquer grãos (farinha de mandioca, de milho, etc.) dentro de recipientes bem tampados para evitar infestações dessas pestes.
  8. Procure por gorgulhos no arroz e em outros grãos. Eles possuem um corpo longo e fino, são marrons e têm uma cabeça pontiaguda que parece um “bico” comprido. Em geral, medem 3 mm.
    • As infestações de gorgulhos no arroz e em outros grãos são comuns porque eles conseguem mastigar e atravessar o papel e plástico fino dos pacotes. Nesse sentido, o melhor a se fazer é manter os grãos avulsos e as farinhas dentro de recipientes de vidro, metal ou plástico grosso – deixando-os bem tampados, claro.
  9. Procure pelos besouros da espécie Oryzaephilus surinamensis. Medindo 3 mm, o corpo desse inseto contém protuberâncias nas laterais do tórax que parecem dentes de serra. Os alimentos que mais gostam de marcar presença, e comer, são as sementes de girassol e nozes, mas também infestam muitos outros tipos de grãos (amendoim, arroz, cevada, feijão branco, milho, trigo, etc.).
    • A probabilidade de eles invadirem os alimentos é maior se as latas ou recipientes não forem higienizados a cada seis meses, no mínimo.

Dicas

  • Por haver tantas espécies diferentes de besouros, talvez só seja possível restringir o inseto a uma única categoria usando as características identificadoras. Dito isso, você precisará fazer uma boa pesquisa em um site de entomologia (ciência que estuda os insetos) para identificar a espécie que procura. Pesquise também por imagens até encontrá-lo. Seja persistente!
Теги:
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.