Como Se Tornar Mais Masculino Quando se é Feminino

Опубликовал Admin
7-06-2019, 16:00
250
0
A percepção de masculinidade e feminilidade depende quase que totalmente da cultura — e a cultura muda o tempo todo. Em 1993, nos Estados Unidos, por exemplo, uma senadora causou comoção ao usar calça para ir trabalhar! Ainda assim, muitas pessoas de ambos os sexos preferem se comportar de maneira tradicionalmente masculina. Para isso, não basta usar uma calça; é preciso mudar sua aparência, seus hábitos e até sua mentalidade para você ficar confortável consigo mesmo e com os outros.

Adotando uma atitude masculina

  1. Projete confiança. Os homens costumam ser mais autoconfiantes que as mulheres, mesmo quando ambos têm as mesmas qualificações. Se você quiser ser levado a sério e exigir mais respeito, pare de duvidar de si próprio e corte comportamentos passivos desnecessários. Qualquer pessoa pode seguir estes Passos, até mesmo as que decidem ter uma aparência mais feminina:
    • Adote uma linguagem corporal confiante: ajuste sua postura, faça contato visual e deixe os braços em posições "abertas".
    • Aceite elogios e pare de pedir desculpas por tudo. Diga "Obrigado, fico agradecido" em vez de "Imagina, não é nada".
    • Comece a pedir as coisas que quer e identificar e reconhecer suas próprias habilidades. Diga "Sim, eu tenho experiência com x, mas cobro y reais por esse tipo de serviço".
  2. Assuma riscos. Assim como ser autoconfiante, assumir riscos costuma ser associado a atitudes mais masculinas. Esse tipo de comportamento pode parecer irresponsável de vez em quando, mas um dos seus aspectos positivos é a capacidade de a pessoa se forçar a tomar decisões difíceis, mas eficientes. Reflita sobre as vontades que reprime e encontre maneiras de se libertar. Será que você só continua no seu emprego porque tem medo? Será que a sua vida amorosa está tão sofrida porque você é tímido e tem receio de desenvolver algo mais concreto? Às vezes, é preciso dar passos mais largos para chegar onde queremos.
    • Se os riscos do dia a dia deixam você nervoso, comece enfrentando seu medo de maneiras mais simples. Você pode, por exemplo, forçar-se a adotar algum hobby ou praticar um exercício difícil. Dessa forma, vai ficar mais confiante se for bem-sucedido ou aprender a lidar com o fracasso sem sofrer grandes consequências.
  3. Seja durão. A maioria das sociedades ocidentais obriga o homem a demonstrar resiliência e independência. Da próxima vez que ficar com vontade de reclamar de alguma coisa, pare e pense; se for algo insignificante, deixe para lá sem ter de recorrer a alguém. Se agir assim, você vai colher bons frutos na sua vida profissional, onde evitar guardar rancor e fazer fofoca pode facilitar tudo.
    • Essa pressão cultural também tem seu lado negativo. No Brasil (e em tantos outros países), os homens não procuram ajuda tanto quanto as mulheres, principalmente em relação a problemas emocionais ou mentais. Por isso, é muito mais difícil para eles superar essas situações — o que acaba gerando um peso na vida de seus familiares e amigos, que têm de enfrentar o acúmulo de sentimentos negativos. Fingir ter essa "força" não é uma virtude.
  4. Seja independente. Responsabilize-se por si próprio. A menos que queira ser masculino só para satisfazer as expectativas das pessoas, você vai ter de aprender a "lavar, passar e cozinhar" para si próprio, não só fazer atividades tipicamente masculinas, como trocar pneus.
  5. Trace metas e cumpra-as. A ambição e a confiança são dois traços mais comuns entre homens que entre mulheres. Adotar atitudes mais "masculinas" deixa as pessoas mais focadas em seus objetivos e menos preocupadas. Seja centrado em qualquer área da vida — pessoal, profissional ou amorosa —, sem enrolação. Faça as perguntas mais complicadas a si mesmo e esforce-se ao máximo para respondê-las até descobrir o que quer da vida e o que precisa fazer.
    • Não se preocupe; é normal descobrir que as coisas não são tão simples quanto parecem. Sempre que isso acontecer, reaja com calma e determinação.
  6. Entenda a hipermasculinidade. A hipermasculinidade é a tentativa de incorporar estereótipos masculinos na forma mais completa possível, até mesmo quando eles não são benéficos. Alguns exemplos desses comportamentos são: vontade extrema de competir (principalmente com outras pessoas masculinas), desejo sexual agressivo e vontade de entrar em conflito ou dominar os outros (principalmente pessoas femininas). Quem adota esse estilo de vida tem dificuldade de cultivar relacionamentos próximos, já que vive testando os limites dos outros e não consegue cooperar. Por fim, pessoas hipermasculinas são mais suscetíveis a cometer abusos físicos ou sexuais contra seus parceiros, além de assumirem riscos perigosos por bobeira ou se sentirem forçadas a fazer algo de que não gostam só para manter sua imagem.
    • Praticar esportes e participar de brincadeiras onde há competição é uma maneira excelente de liberar o "macho alfa" interior em um contexto controlado.
  7. Controle suas emoções. O que Rafael Nadal fez logo depois de vencer o campeonato de tênis dos Estados Unidos em 2013? Chorou como uma criança. Isso significa que ele não é masculino? Claro que não. As gerações passadas idolatravam a imagem do homem viril e indiferente, mas é cada vez mais comum expressar emoções e sentimentos. Quem disfarça o que sente (independente do sexo) costuma ficar preso em relacionamentos infelizes e desenvolver quadros sérios de ansiedade, depressão e até doenças relacionadas ao estresse. No mínimo, abra o seu coração com seus amigos e familiares mais próximos. Até em contextos profissionais, expressar emoções sem vacilar ou ficar constrangido pode reforçar a masculinidade do indivíduo, já que ele demonstra autoconfiança. Se não estiver nesse nível ainda, não tenha receio de ser mais estoico em público. Só não tenha medo de se expressar quando for importante.

Dizendo as palavras corretas

  1. Fale o que pensa. Toda vez que tiver algo útil e construtivo a dizer, expresse-se. Pessoas masculinas conversam de forma confiante e dão sua opinião, mesmo quando podem não estar certas.
    • Esse tipo de comportamento tem um lado negativo: em grupos de pessoas de gêneros variados, os homens costumam dominar a discussão, sem perceber que estão interrompendo as mulheres e impedindo-as de falar. Independentemente do sexo, uma pessoa masculina precisa prestar atenção a essa dinâmica. As interações do grupo podem ser muito mais saudáveis se todos cooperarem, esperarem a sua vez de falar ou até dividirem as conversas entre núcleos com menos indivíduos.
  2. Não pense demais — pelo menos, não em voz alta. Para ser masculino, deve-se saber exatamente o que fazer (ou, pelo menos, fazer parecer que se sabe). Se você admitir um erro ou uma incerteza, por exemplo, as pessoas hipermasculinas e competitivas à sua volta vão menosprezar a sua opinião. Além disso, mesmo que não ache essa prática saudável, esconder seus pontos fracos pode ser útil em determinados momentos. Idealmente, faça isso sem ser cabeça-dura ou discutir aos berros com alguém. Se notar que a sua decisão inicial foi equivocada, proponha uma mudança de forma elegante, sem remoer o erro ou pedir desculpas demais.
    • Isso é ideal quando se discute com pessoas de menos instrução. Se alguém tentar "superar" a sua masculinidade, demonstre confiança nos seus conhecimentos para se proteger — sem perder as estribeiras.
  3. Faça as pessoas sorrirem. Homens costumam contar muito mais piadas que mulheres, embora não exista um diferença biológica no quesito "graça". Ademais, pesquisas indicam que mulheres heterossexuais sentem mais atração por homens engraçados, que, por sua vez, gostam quando seus espectadores riem de suas brincadeiras. Comece a fazer comentários sagazes (mesmo que eles não deem certo de vez em quando) para parecer mais masculino. No caso das mulheres, infelizmente, é muito mais difícil adotar esse estilo — e ele pode gerar reações pouco receptivas. Moças que gostam de "se enturmar" com rapazes podem tentar brincar mais, mas o sucesso dessa empreitada vai depender de quão tradicionais são os pontos de vista de seus amigos.
  4. Seja quem você quiser ser. Todo mundo tem alguns traços masculinos e femininos, além de características que não dependem de gênero ou sexo. A sua masculinidade pode mudar de estilo e força de acordo com o contexto — o que não é errado. Antes de transformar todas as suas conversas em uma disputa de testosterona, lembre-se de um outro lado: a autoconfiança de ser honesto sem se deixar prender pelo medo de ser julgado. Às vezes, todos precisamos parar de interpretar o personagem "durão" e ficar mais sensíveis:
    • Responsabilize-se pelos seus erros. Se não conseguir admitir seus pontos fracos, as pessoas vão ver você como o pior dos estereótipos masculinos: alguém tão dedicado a conseguir o que quer que acaba se fragilizando emocionalmente e sabotando o sucesso alheio.
    • Não deixe o orgulho e a autoconfiança se transformarem em arrogância. Tentar se exibir para a pessoa de quem se gosta é um traço bastante masculino; contudo, se feito de forma exagerada, pode perder o efeito.

Sendo mais masculino na aparência

  1. Vista roupas mais masculinas. Cuidar do look não é fundamental para mudar de comportamento, mas pode ter um grande impacto no modo com que as pessoas tratam você. Em muitos lugares, pessoas mais masculinas optam por peças de tons mais neutros ou escuros, com poucos (ou nenhum) acessórios, calças mais folgadas e um look mais casual ou "desleixado", em vez de algo caro ou escolhido a dedo.
    • Cada canto do mundo tem seu próprio estilo masculino. Existem países em que os homens usam robes de cores chamativas e grupos sociais em que usar ternos feitos sob medida e abotoaduras de prata são expressões de poder, por exemplo. Inspire-se nos seus amigos e peça conselhos se não souber onde começar.
  2. Passe a cuidar da aparência de forma mais masculina. Uma das opções mais óbvias para homens é cultivar bigode e barba: quando a barba é mais cheia, o indivíduo fica ainda mais masculino que quando ela é cuidadosamente aparada — mas, assim como com as roupas, isso depende do contexto. Pessoas de ambos os sexos podem adotar um corte de cabelo mais curto e simples ou pedir que o barbeiro recomende um look mais masculino.
    • Mesmo que queira ficar mais masculino, não deixe de cuidar do seu cabelo e corpo: tome banhos frequentes para ficar limpo, mas não a ponto de não deixar escapar um pouquinho do seu cheiro natural.
  3. "Transforme" um corpo feminino em masculino. Mulheres que querem ficar mais masculinas podem ter de prender os seios. Se for o seu caso, use roupas folgadas, que escondam as suas curvas.
    • Use acessórios profissionais para prender os seios, evite apertá-los demais e não fique assim por muito tempo — ou pode gerar efeitos colaterais sérios.
  4. Desenvolva seu molejo masculino. Adote uma linguagem corporal típica de homens másculos: endireite as costas quando se aproximar das pessoas e jogue os ombros para trás; ande rápido e de forma resoluta, olhando para frente, não para o chão; ponha mais foco nos ombros que nos quadris; seja ágil e não se mexa demais, brinque com as mãos ou ajeite a aparência em público.
    • Ande contente, mesmo que esteja indo para um compromisso desagradável.
    • Sorria para as pessoas, mas não exagere o tempo todo; não morda os lábios e semicerre os olhos para tudo. Em vez disso, tente não mostrar expressão qualquer, a não ser um sorriso leve. Abra os olhos e fique sempre atento.
  5. Cuide bem do corpo. Você não precisa se tornar fisiculturista, mas é muito bom treinar o físico para ter uma aparência mais masculina. Vá à academia algumas vezes por semana, jogue futebol, corra para melhorar seu desempenho aeróbico, faça trilha etc. — tudo o que traga felicidade e resultados ao corpo. A masculinidade é sinônimo de controle, e o corpo é um dos aspectos mais fáceis de se controlar.
    • Orgulhe-se do seu corpo para desenvolver um dos principais traços da masculinidade: a confiança. Lembre-se de ajustar suas atitudes para conquistar seus objetivos; não basta só andar de esteira de vez em quando, por exemplo.
  6. Não tenha medo de se sujar. Isso mesmo: se quiser ser mais masculino, perca o receio de ficar um pouco sujo. Conserte seu carro, cuide do jardim ou quintal, pinte as paredes ou faça qualquer serviço em casa ou atividade recreativa que envolva sujeira. Nada disso transforma a pessoa em um homem, mas pode ser o necessário para quem quer passar a colocar os músculos em prática — o que sempre foi o principal meio de trabalho do homem.
  7. Adote hobbies masculinos. Essa é mais uma forma de ficar mais masculino no geral. Aprenda a mexer com carpintaria, andar de moto, cuidar do carro ou caminhão, caçar, pescar, praticar esportes etc. Nada disso é indispensável, mas pode ajudar você a se sentir mais másculo.

Dicas

  • Treine, mas sem se sentir obrigado a ir à academia todos os dias. Tente manter um peso saudável e faça flexões! Tire proveito máximo do tempo com os professores de educação física.
  • Meninas que precisam usar uniforme podem tentar disfarçar os seios usando blusas, jaquetas e casacos sempre que possível. Se houver diferenciação entre os modelos masculino e feminino, opte pelo masculino.

Avisos

  • Se usar uma faixa abdominal de neoprene, ponha uma regata por baixo. Caso contrário, seu abdômen vai ficar marcado por bolhas e malcheiroso.
  • Não deixe sua higiene de lado só porque quer ser mais masculino. Basta não passar horas a fio no banheiro toda manhã e tomar só um banho por dia. Por mais que o corpo fique malcheiroso depois de uma partida de futebol, por exemplo, tente não ficar tão sujo; passe desodorante e cuide da limpeza de forma geral.
  • Nunca use ataduras elásticas para prender os seios! Elas apertam a pele aos poucos quando a pessoa se mexe; assim, ao longo do dia, vão comprimindo a região ainda mais. Muitas pessoas já tiveram lesões e problemas respiração ou nos pulmões por causa disso.
  • Esse estilo de vida pode ser complicado para mulheres biológicas: pessoas de ambos os sexos podem tirar sarro de você, bem como de vários tipos de personalidade. Pense numa resposta sagaz para esse tipo de comentário para afastar esses indivíduos ou tente ignorá-los.
Теги:
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.