Como Estudar com Mais Afinco

Опубликовал Admin
1-09-2019, 01:00
344
0
Se o progresso acadêmico ou suas notas deixarem você preocupado, recorra a técnicas para melhorar a aprendizagem e, assim, ter um desempenho geral melhor. Monte um cronograma de estudos, use estratégias eficazes e concentre-se mais em sala de aula para não ter de passar cada minuto do dia desesperado para se sair bem.

Crie um ritual de estudo

  1. O primeiro passo é organizar um bom espaço de estudo. Estudar no mesmo local todos os dias é eficaz, pois o cérebro aprende a associar o esforço mental àquela área específica e fica mais fácil mergulhar no conteúdo sendo aprendido.
    • Pessoas que têm dificuldade para encontrar um bom local para estudar perdem um tempo valioso. Por isso, é bom separar um espaço específico.
    • Escolha um espaço de estudo que não contenha distrações, como televisão ou outras fontes de barulho. Fique longe da cama ou do sofá e escolha um ambiente onde haja uma mesa, na qual possa sentar com as costas eretas.
    • Condicione o espaço às suas necessidades. Se tiver de fazer um trabalho dividido em várias partes pequenas, deixe o local limpo para aumentar a produtividade. Caso só queira reler livros didáticos, basta se sentar em uma cadeira ou poltrona confortável e tomar uma xícara de chá ou café.
  2. Depois de organizar o espaço, formule e siga um cronograma de estudo. Ao separar horários regulares para estudar, você vai deixar de procrastinar e, assim, manter o foco nas metas. Comece a fazer um planejamento logo que receber o programa do curso — para não ser pego de surpresa.
    • Sempre dê prioridade aos estudos, pondo-os antes de atividades sociais ou extracurriculares. Tente retomar o conteúdo logo depois das aulas de cada dia.
    • Marque sessões de estudo nos mesmos horários de cada dia para se ater a elas com mais facilidade. Registre-as na agenda (assim como faria com consultas ao dentista ou treinos de esportes, por exemplo).
    • Comece aos poucos, estudando entre 30 e 50 minutos de cada vez. Quando se acostumar à rotina, passe a dedicar mais tempo a ela — sem se esquecer de fazer intervalos regulares de dez minutos, pois estudar à exaustão pode causar estresse. Não fique mais de duas horas sem descansar.
  3. Trace metas específicas para cada cronograma de estudo e tente usufruir ao máximo delas. Retomar conteúdos sem esse tipo de orientação não é ideal para quem quer aprender e reter informações.
    • Tenha sua meta acadêmica geral sempre em mente e segmente-a em objetivos mais simples, dedicando sessões individuais a cada um deles.
    • Por exemplo: se tiver de memorizar 100 palavras para a prova final de espanhol, tente reter 20 delas ao longo de cinco sessões de estudo. Revise os termos antigos no início de cada nova sessão para manter as informações frescas na cabeça.

Mantenha bons hábitos de estudo

  1. Teste seu conhecimento de assuntos difíceis em cada sessão de estudos. A repetição é essencial para a aprendizagem; crie e use cartões com palavras, datas e outros fatos. Se tiver uma prova de matemática, resolva exercícios do livro. Se um professor passar listas de exercícios, faça quantos conseguir.
    • Tente criar suas próprias listas de exercícios. Revise os tipos de perguntas que seus professores fazem em sala de aula e imite-as com suas próprias palavras. Formule e resolva entre dez e 20 questões.
    • Se o professor passar listas de exercícios auxiliares, faça-as em casa ou quando tiver tempo.
    • Comece com antecedência e mostre sua lista ao professor, dizendo algo como "Consultei toda a matéria no meu caderno e criei esta lista para estudar para a próxima prova. Pode me dizer se estou certo?". Ele pode até não revelar questões específicas da prova, mas provavelmente vai ficar satisfeito em dizer que você está focando as áreas corretas da matéria. Além disso, seu esforço e preparo vão deixá-lo impressionado!
  2. Comece com as matérias mais difíceis, que exigem mais energia. Depois delas, avance às disciplinas mais fáceis e que o deixem menos estressado.
  3. Tire bom proveito de grupos de estudo, que podem otimizar a experiência de aprendizagem.
    • Estruture grupos de estudo da mesma maneira que faria com uma sessão individual: escolha os assuntos que quer trabalhar e estabeleça horários e intervalos. É fácil ficar distraído quando se trabalha com várias pessoas; para evitar isso, use um cronograma.
    • Estude com pessoas esforçadas, pois até grupos bem planejados podem não dar certo se seus membros ficarem distraídos ou procrastinarem.
  4. Busque ajuda quando precisar. Lembre-se que não há problema algum em pedir auxílio. Se tiver dificuldade com determinada matéria, mesmo que se dedique bastante a ela, converse com um colega, um professor ou até seus pais. Caso esteja na faculdade, encontre monitorias e outros recursos que possam ajudá-lo com assuntos diversos, como escrita, línguas e matemática.
  5. Faça intervalos e dê recompensas a si mesmo. Assim, você vai ficar motivado e deixar de ver os estudos como uma tarefa árdua. Pare uma vez a cada hora para alongar as pernas, ver televisão, navegar na internet ou ler algo simples. Separe mimos e agrados para o fim de sessões de estudo para se manter animado. Por exemplo: se estudar três dias seguidos, peça comida em algum restaurante para comemorar.

Estude de forma mais astuta

  1. Prepare o corpo e a mente para tornar a sessão de estudo mais eficaz. Se chegar da aula e mergulhar logo nos livros, você vai ficar cansado e ter dificuldade para se concentrar. Descanse por meia hora para se preparar e usufruir ao máximo da aprendizagem.
    • Faça uma caminhada breve antes de começar a estudar para relaxar o corpo e esvaziar a mente.
    • Se estiver com fome, faça um lanche ou uma refeição leve antes de estudar — consumir alimentos pesados nessa hora pode deixar você sonolento e dificultar a concentração.
  2. Tenha a cabeça no lugar para retomar conteúdos, pois isso pode afetar a eficácia da sessão de estudo.
    • Tenha pensamentos positivos quando for estudar: lembre-se que está adquirindo conhecimento e habilidades e não desanime se tiver dificuldade com determinadas matérias — afinal, você está estudando porque precisa melhorar e não há problema em ter dúvidas.
    • Não tenha pensamentos absolutos (como "Sempre tiro notas ruins nessas provas") ou catastróficos (como "Se não entender o conteúdo agora, nunca mais vou conseguir"). Tente ser realista: "Estou com dificuldade para assimilar estas informações no momento, mas vou ser persistente para entendê-las".
    • Não se compare aos outros; você está se esforçando para colher os frutos do estudo e, portanto, não deve levar em consideração os êxitos ou fracassos alheios.
  3. Use brincadeiras de memória (mnemônica) para reter informações por meio de associações. Elas podem ser muito úteis para otimizar a aprendizagem.
    • Muitas pessoas retêm certas matérias juntando letras para formar palavras e assim por diante — com a primeira letra de cada palavra indicando parte de tal matéria que precisa ser memorizada. Por exemplo: a palavra "REFICOFAGE" é muito usada para falar da classificação taxonômica Reino, Filo, Classe, Ordem, Família, Gênero e Espécie.
    • Recorra a estratégias mnemônicas de fácil memorização. Se quiser criar uma técnica própria, escolha letras, palavras e frases que tenham um significado pessoal para você e que possa reter sem problemas.
  4. Reescreva suas anotações, fazendo pequenas alterações para mergulhar mais uma vez no conteúdo. Assim, você não só vai repetir informações, mas tentar explicá-las várias outras vezes e processar o conteúdo com mais facilidade quando precisar.
    • Em vez de se limitar a copiar o conteúdo repetidas vezes, tente condensá-lo em pontos básicos até chegar às partes mais essenciais.

Tire proveito das aulas

  1. Faça boas anotações durante as aulas. Recursos valiosos como esses são muito benéficos para quem estuda em casa.
    • Organize suas anotações: ponha a data no canto superior da página no início e aula e, depois, crie títulos e subtítulos relacionados à matéria sendo lecionada. Dessa forma, vai ser mais fácil encontrar algo específico no futuro, caso necessário.
    • Capriche na caligrafia para não ter dificuldade de entender a própria letra no futuro.
    • Compare suas anotações às de colegas. Caso perca uma aula ou partes do conteúdo passado em sala, peça ajuda aos outros alunos para retomar o passo.
  2. Leia os conteúdos das aulas com atenção. A leitura afeta a retenção de informações.
    • Preste atenção a títulos e subtítulos de capítulos, que costumam trazer dicas quanto ao assunto principal do texto e indicam o que exige mais foco.
    • Releia a primeira frase de cada parágrafo uma vez, pois ela pode conter um resumo das principais informações. Preste atenção também às conclusões, que sintetizam aspectos importantes do texto.
    • Se possível, sublinhe trechos e faça anotações nas margens do livro/caderno, resumindo pontos principais. Isso vai ajudar você a encontrar informações importantes quando estiver estudando.
  3. Se tiver dúvidas quanto a qualquer matéria durante a aula, faça perguntas. Professores sempre perguntam se seus alunos têm algum questionamento. Se preferir, converse com eles a sós ou compareça a monitorias e afins para discutir assuntos específicos depois da aula.
    • Faça um favor a si mesmo e adquira o hábito de comparecer à sala dos professores logo no início de cada semestre/ano letivo. Não espere para fazer perguntas logo antes das provas, pois vão pensar que você não se preparou. Ademais, frequente a sala dos docentes uma vez por semana para que eles o vejam como um aluno esforçado e dedicado — e, assim, se disponham a ceder ajuda.
Теги:
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.