Como Parar de Acobertar um Colega de Trabalho Preguiçoso

Опубликовал Admin
24-09-2016, 01:40
494
0
Independente do motivo, acobertar um colega de trabalho preguiçoso pode gerar muito estresse e ressentimento. Infelizmente, logo da primeira vez que você faz isso, um ciclo vicioso se inicia, no qual você coloca seu próprio emprego em perigo. Quando você deixa de prestar atenção suficiente ao seu trabalho, fica sobrecarregado e se coloca em risco. Ainda que esta lhe pareça uma maneira de ser amigável e útil, é preciso pôr fim a este comportamento. Continue lendo este artigo para aprender a fazer isso.

Passos

  1. Identifique as maneiras pelas quais você está acobertando seu colega. Há uma grande diferença entre ser um membro ativo de uma equipe e compactuar com comportamentos prejudiciais ao ambiente de trabalho. Se você está sempre acobertando o mau desempenho de alguém, pode acabar tão imerso nesta situação, que quase não consegue mais perceber o que está fazendo. Aqui estão alguns sinais de que você está realmente acobertando alguém:
    • Terminar projetos de outras pessoas, por não querer que a equipe se saia mal. Geralmente, a pessoa sempre promete que fará tudo a tempo mas, a medida que o prazo se aproxima, a possibilidade de atraso apenas aumenta.
    • Terminar o trabalho de alguém, porque o desempenho da pessoa também afeta o seu. Nestes casos, seu colega costuma fazer corpo mole, ou se recusa a fazer um bom trabalho, e isso afeta diretamente seu desempenho.
    • Inventar desculpas para seu colega, quando ele está com o prazo curto para terminar uma tarefa. Em vez de especificar o motivo real do atraso, a culpa acaba indo para a falta de tinta na impressora, a dificuldade de encontrar algum arquivo, a falta de comunicação entre determinados setores etc. Este comportamento faz mal para toda a equipe, não apenas para você.
    • Ter que ficar o tempo inteiro supervisionando seu colega, para garantir que as tarefas sejam realizadas. Você começa tentando manter a pessoa dentro da programação, e acaba virando assistente dela. É claro, ela não se importa nem um pouco com isso.
    • Mentir para seu superior acerca do paradeiro do seu colega de trabalho, toda vez que ele resolve faltar. Embora não dê muito trabalho inventar um motivo para fulano não ter chegado ainda, isso é uma quebra de confiança, que seguramente irá atrapalhar sua carreira. Ao mentir para seu chefe, você se torna tão culpado quanto seu colega preguiçoso, e quando a verdade vem à tona, suas mentiras podem comprometer sua posição na empresa.
  2. Considere como este comportamento afeta seu trabalho e vida pessoal. Se você faz o seu trabalho e o de outra pessoa, ou precisa mentir o tempo todo, estas coisas acabam cobrando seu preço. Alguns efeitos negativos que este comportamento pode ter sobre você incluem:
    • O tempo que você tem para passar com sua família cai drasticamente, por conta do trabalho extra. Se você precisa trabalhar por dois, não é muito fácil conseguir tempo para família ou para ter uma vida social.
    • Você se sente cada vez mais nervoso e ansioso. Estes são os principais sinais que uma pessoa sobrecarregada apresenta. Você também pode acabar inundado pela culpa de precisar mentir o tempo todo. Sua saúde acaba sendo prejudicada por todos estes sentimentos negativos.
    • Seu desempenho no trabalho começa a cair. Quando faz apenas o seu trabalho, você tem mais tempo para debater, ter ideias e pensar em soluções criativas. No entanto, quando o tempo é limitado, você só consegue atender às suas necessidades básicas.
    • Seu chefe começa a fazer comentários negativos sobre a qualidade do trabalho que você está produzindo. Fique atento a criticas do tipo “você já foi mais cuidadoso que isso”, ou “estou realmente surpreso por isso ter passado despercebido por você... Não é do seu feitio ser tão descuidado”, e assim por diante. No fundo, você sabe que a raiz do problema vem de tentar conciliar seu trabalho e o do seu colega.
  3. Reconheça o estresse e os impactos deste comportamento em seu trabalho e vida doméstica. Com base em uma avaliação honesta, decida por nunca mais acobertar esta pessoa novamente. Está na hora dela assumir sua responsabilidade ou procurar outra pessoa em quem se apoiar. Existem algumas coisas que devem ser feitas antes de encarar seu colega. Considere o seguinte:
    • Em primeiro lugar, porque você começou a acobertar esta pessoa? Para muitos, o principal motivo é o perfeccionismo. Você simplesmente acaba sendo arrebatado pela sensação de que pode fazer um trabalho muito melhor que o do seu colega. Isso o leva a assumir o trabalho dele também, em vez de lhe dar boas sugestões de como melhorar. Como seu colega não evolui, a complexidade do trabalho aumenta, e ele se torna cada vez mais dependente de você. Isso parece familiar? Se for o caso, você precisa seriamente lidar com seu perfeccionismo.
    • Outro motivo pode ser a falta de assertividade, especialmente se você era novo na equipe quando tudo começou. Uma pessoa que tem “mais tempo de casa” pode começar a se apoiar intencionalmente em você, caso não haja uma imposição clara de limites da sua parte. Caso uma rotina se estabeleça a partir daí, você nunca será capaz de dizer não. Se for este o caso, será preciso melhorar suas habilidades de assertividade para sair desta armadilha.
    • Uma razão mais complicada é o medo. Se o seu colega de trabalho faz observações ameaçadoras sobre enfraquecer sua posição na equipe, você pode ficar amedrontado demais para não protege-lo. Por mais difícil que seja, é preciso reunir coragem e dizer a seu chefe como você se sente sobre esta outra pessoa. Ele precisará tomar alguma atitude que impeça terminantemente este tipo de situação no ambiente de trabalho. Não se sinta mal por seu colega de trabalho, ele deveria ter pensado melhor antes de se comportar dessa maneira.
  4. Considere a possibilidade de ter uma conversa franca com seu colega de trabalho. Da próxima vez que ele vier até você com metade do trabalho faltando, ou esperando que você revise o que ele fez, peça para ele se sentar ao seu lado, ou leve-o para uma sala privada para conversar.
  5. Diga que você tem algo importante a discutir com ele, e gostaria que ele prestasse muito atenção. Não divague sobre amizade e coisas do tipo; trata-se de uma conversa profissional, e você deve ir direto ao ponto.
    • Explique que você se sente pessoalmente impactado por precisar terminar o trabalho do seu colega, ou mesmo acobertá-lo de alguma maneira. Forneça exemplos concretos para ilustrar seu ponto de vista.
    • Sinta-se livre para enaltecer as qualidades que você sabe que seu colega possui. Na verdade, use isso para provar que você sabe que ele é capaz, e que seria ótimo para a equipe se mais pessoas pudessem enxergar isso.
    • Pergunte se há algo que o impeça de fazer um bom trabalho, ou entregá-lo a tempo. Educadamente, sonde se há quaisquer problema impedindo que seu colega use todo seu potencial para contribuir melhor no trabalho. Não concorde com as declarações dele, apenas reconheça que deve ser difícil para ele passar por determinada situação.
      • Você pode querer sugerir que ambos procurem uma solução que ajudará o seu colega a ser mais produtivo, como um curso de reciclagem, um ambiente de trabalho mais tranquilo etc. No entanto, evite expectativas muito ingênuas. Pessoas com problemas de produtividade só encontrarão ajuda até certo ponto.
    • Se o seu colega de trabalho se recusa a falar sobre qualquer coisa que possa estar atrapalhando seu desempenho, evite o confronto. Reconheça o ponto de vista dele, mas seja firme ao declarar os impactos deste comportamento sobre você. Isso permite que você continue em busca de soluções, em vez de criar problemas em seu trabalho.
    • Durante toda a conversa, procure falar de maneira não conflituosa e não agressiva. Em vez de fazer acusações, Deixe claro que você tem precisado se comportar de uma maneira prejudicial, em resposta a preguiça dele, e que isso não será mais tolerado.
  6. Declare que não irá mais acobertar a ineficiência de seu colega. Em vez de julgar o comportamento dele, use os impactos sobre sua vida para justificar seu desejo de mudança. Feito isso, continue discutindo possíveis soluções.
    • Evite discutir questões pessoais com colegas de trabalho, como problemas conjugais ou dificuldades em educar seus filhos. Separe seu desempenho no trabalho de questões pessoais.
    • Afirme claramente que, a partir de hoje, você não irá mais acobertar seu colega de trabalho. Isso significa que, caso ele precise sair mais cedo, precisará chegar mais cedo no outro dia e concluir suas tarefas.
  7. Se recuse a trabalhar em conjunto com esta pessoa no futuro. Se você não fizer algum tipo de separação, o ciclo não se romperá, e seu colega de trabalho continuará com o mesmo comportamento.
    • Quando seu chefe perguntar qualquer coisa sobre seu colega, não minta. No entanto, em vez de jogá-lo no fogo, considere agir como se não soubesse onde ele está, ou quantos clientes ele visitou durante o dia. Diga algo como “desculpe chefe, eu realmente não sei o que ele está fazendo agora. Eu o vi em tal horário no refeitório, mas não sei se ele já foi embora”.
    • Não acoberte ninguém, mesmo que por alguns minutos. Mesmo as menores concessões levarão a outras maiores, conduzindo-o à estaca zero. Mantenha-se firme, haja o que houver.
  8. Perceba que há uma boa possibilidade de algo dar errado. Aceite que uma falha do seu colega poderá impactar negativamente seu trabalho. A única maneira de mostrar a seu chefe quem é o elo fraco, é expor isso através do desempenho individual. Se o seu colega ficar responsável por algo e não arcar com esta responsabilidade, deixe a tarefa sem fazer. Quando o cliente ou seu chefe cobrá-lo, certifique-se de que eles saibam quem foi o responsável pelo problema.
    • Se isso parece muito assustador para você, considere falar com seu supervisor. Explique o que vem acontecendo, e diga que você está tentando colocar um fim a este comportamento negativo, para que todos cumpram suas responsabilidades no trabalho. Seu chefe será informado, e poderá até ficar impressionado com sua honestidade e vontade de assumir responsabilidades. Ainda que não seja o caso, sua integridade permanecerá intacta.
  9. Se você tiver tempo e experiência para tanto, ofereça-se para ajudar seu colega com algo, caso ele esteja particularmente enrolado. A preguiça dele pode ser um disfarce para a incompetência. Ao se oferecer para ajudá-lo a aprender novas habilidades, você reconhece o valor do seu colega, sem revelar as inseguranças dele, tornando-o mais receptivo a tirar algo bom da experiência.
    • Não assuma que seu colega quer a sua ajuda. Pergunte primeiro.
    • Se você sente que é necessário, ofereça algumas dicas. Seja amigável, não autoritário. Cuidado para não ofender ninguém, e esteja pronto para se desculpar, caso isso ocorra.
    • Envie links de materiais úteis na internet, que possam aumentar a compreensão do seu colega sobre determinado assunto.
    • Não banque o psicólogo. Não encare os problemas do seu colega de trabalho preguiçoso como desafios pessoais. Não há problema em ajudar com algo relacionado ao trabalho, mas lembre-se, se ele precisar de ajuda psicológica, deve procurar um profissional.
  10. Melhore sua própria performance no trabalho, e restaure a ordem em sua vida. Sempre que se sentir tentado a acobertar um colega, lembre-se dos problemas que esta atitude acarreta e coloque limites estritos em suas relações no trabalho. É claro que, caso se trate de uma pessoa doente, não há problema em ajudar. Agora, se o caso for pura e simples preguiça, você deve evitar este ciclo vicioso de qualquer maneira.

Dicas

  • Avise seu colega que, caso seu chefe lhe pergunte algo, você será honesto e sincero em sua resposta.
  • Em alguns casos, ainda que você tenha conversado com seu colega e tentado uma resolução tranquila do problema, pode ser necessário levar a questão ao seu chefe. Se as coisas não se endireitarem, não fique em silêncio; você já fez o que podia, agora é a vez dos seus superiores fazerem a parte deles.
  • Use as metas e sonhos do seu colega como uma maneira de esclarecer melhor as coisas. Se ele deseja ser promovido ou encontrar um emprego melhor, mostre como o comportamento atual dele o impede de chegar lá.
  • Compartilhe métodos organizacionais que funcionem para você. Mesmo algumas dicas simples podem operar milagres na produtividade de alguém. Certifique-se de que suas ideias se apliquem diretamente ao caso do seu colega.
  • Observe cuidadosamente a situação. Se você percebe que está trabalhando por dois, seja no volume de tarefas ou nas horas de serviço, enquanto outra pessoa não cumpre seu papel, não leve a situação até este colega. Fale diretamente com um supervisor. Pessoas que se recusam a lidar com demandas irracionais podem parecer preguiçosas, em comparação com as outras. Isso é até bem comum, especialmente em trabalhos assalariados, porque a empresa paga a mesma coisa ao funcionário, independente do volume de trabalho.
  • Fale sobre as qualidades de seu colega de trabalho, que poderiam ajudá-lo a se destacar. Nunca é saudável nutrir a animosidade no ambiente de trabalho. Se possível, tente resolver o problema de uma forma construtiva e otimista, focando no problema, não na pessoa.

Avisos

  • Nunca leve a culpa por algo que outra pessoa fez. Mantenha o foco em sua própria carreira e trabalho. Se você precisar deste colega preguiçoso, muito provavelmente ele não retribuirá seus favores.
Теги:
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.
ТОП Комментарии