Como Decodificar Um Chassi

Опубликовал Admin
12-06-2017, 15:44
482
0
Um chassi, ou Número de Identificação do Veículo, é uma combinação única de letras e números dada a cada veículo fabricado. Apesar desse método ser utilizado desde 1954, estes passos funcionarão melhor em veículos fabricados a partir de 1981, quando um padrão internacional foi criado. O chassi pode dizer onde e quando o carro foi feito, qual o modelo do motor ou transmissão, e outras informações importantes. Também é possível utilizar o número do chassi para descobrir se o veículo já esteve envolvido em algum acidente. Leia o artigo para maiores detalhes se quiser saber mais sobre seu carro ou se simplesmente tiver curiosidade sobre o assunto.

Localizando o chassi e decodificando de maneira fácil

  1. Localize o chassi do carro para começar o processo de decodificação. Será preciso encontrar um longo número de série, de geralmente 17 dígitos, que fica marcado no veículo e pode estar em vários locais.
    • Procure uma pequena placa na base do pára-brisa do lado do motorista.
    • Procure um adesivo na porta do motorista.
    • O chassi também pode estar na parte da frente do bloco do motor, facilmente localizável com o capô aberto.
    • Abra a porta do lado do motorista e olhe para onde o espelho retrovisor estaria localizado se a porta estivesse fechada.
    • Os carros mais velhos podem ter o chassi encontrado em outros lugares, como na coluna de direção, no braço de suporte do radiador ou do lado esquerdo da parte interna do pára-lama.
  2. Encontre informações on-line detalhadas sobre o chassi. É possível encontrar sites que decodificam o chassi automaticamente. Tente VIN Decoder.net se estiver procurando por informações mais detalhadas.
    • Procure informações do chassi no site do fabricante do automóvel, se esse serviço estiver disponível.
    • Se seu veículo foi fabricado antes de 1980, talvez tenha um chassi fora do padrão. Se os sites sugeridos não funcionarem, tente um serviço pago. Talvez ele ofereça alguma informação gratuita, mas poderá cobrar por um serviço detalhado.
  3. Use o chassi para descobrir se o veículo tem um histórico de avarias. É possível descobrir se ele esteve envolvido em acidentes, incêndios ou outras situações prejudiciais.
  4. Use outros métodos para decodificar por conta própria. Siga as instruções abaixo e você facilmente conseguirá descobrir onde e quando seu carro foi feito.
    • Esses códigos são padronizados na América do Norte. Em outros lugares do mundo, a maioria dos fabricantes segue os mesmos padrões, mas eles podem utilizar o 9º e 10º caracteres com diferentes finalidades. Na América do Norte, o 9º caractere é usado como código de verificação, para confirmar que o chassi é legítimo, e o 10º é usado para indicar o ano em que o carro foi feito.

Descobrindo onde e quando foi feito

  1. Use o primeiro algarismo para descobrir o continente onde foi fabricado. É possível pular para o próximo passo e descobrir em que país o carro foi feito.
    • Se os primeiros caracteres forem A, B, C, D, E, F, G, ou H, o veículo foi feito na África.
    • J, K, L, M, N, P, ou R como primeiro caractere significa que o carro foi fabricado na Ásia. Isso inclui o Oriente Médio. Observe que um chassi nunca inicia com zero ou O, o que evita a confusão entre os dois símbolos.
    • S, T, U, V, W, X, Y, ou Z indicam Europa.
    • 1, 2, 3, 4, ou 5 indicam América do Norte.
    • 6 ou 7 indicam Austrália ou Nova Zelândia. Note que as nações vizinhas, como a Indonésia ou as Filipinas, são consideradas parte da Ásia para esta finalidade.
    • 8 ou 9 indicam América do Sul.
  2. Use os dois primeiros caracteres para o país e fabricante. Muitos veículos são feitos em um país diferente do qual a empresa fabricante está localizada. Compare os dois primeiros caracteres do chassi [1], incluindo o primeiro código de continente descrito acima, e descubra onde o veículo realmente foi feito. Isso também indicará qual empresa fez o carro.
    • Algumas empresas utilizam o terceiro dígito para indicar o fabricante ou divisão da empresa. Entretanto, os dois primeiros algarismos serão suficientes para identificar o país e a empresa.
  3. Use o décimo caractere para determinar o ano do modelo. Esse método sempre funciona para carros norte-americanos, e geralmente para outras regiões. Esse número pode indicar um ano depois do que o carro foi realmente feito. Um modelo do ano 2008 significa que o carro provavelmente foi feito em 2007 ou 2008. Veja instruções:
    • Um 10º algarismo que seja A, B, C, D, E, F, G, ou H indica os anos 1980 – 1987 em ordem alfabética ou os anos 2010 – 2017.
    • J, K, L, M, e N são reservados para os modelos dos anos 1988 – 1992, ou 2018 – 2022.
    • P significa que o modelo é do ano 1993 ou 2023.
    • R, S, e T significam 1994 – 1996 ou 2024 – 2026.
    • V, W, X, e Y significam 1997 – 2000 ou 2027 – 2030.
    • 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, e 9 indicam os anos 2001 – 2009 ou 2031 – 2039.
    • Um chassi legítimo não contém as letras I, O, ou Q. O código de ano tem algumas restrições adicionais, como nunca usar o número 0 ou as letras U ou Z.
    • Se não tiver certeza se seu carro é novo ou velho, verifique o 7º caractere. Se ele for um número, o ano do modelo do veículo é antes de 2010. Se for uma letra, o ano do modelo é de 2010 ou depois (até 2039).

Informações adicionais

  1. Adquira o manual de decodificação do fabricante de automóveis. Para qualquer informação adicional, como a marca do motor ou a planta exata de montagem do veículo, você precisará conhecer o sistema interno usado pelo fabricante.
    • Se não souber o fabricante do carro, é possível identificá-lo com base no segundo caractere. Olhe os códigos mais comuns em vinguard ou em outro site.
    • Tente descobrir informações, como serviço de identificação do chassi ou manuais de decodificação no site do fabricante. Se isso não funcionar, tente procurar por "decodificação chassi" + "(nome da empresa)".
    • Contate o serviço de suporte da empresa, se houver, e pergunte sobre a decodificação de chassi do seu carro.
    • Solicite em uma loja de serviço de autos a consulta aos manuais de decodificação. Os trabalhadores lá os utilizam para conduzir os reparos e ajustes que fazem.
  2. Use o terceiro caractere para determinar o tipo de veículo ou a divisão da empresa. Dependendo do fabricante, esse caractere é usado para refinar a localização para a divisão da empresa ou descrever o tipo de veículo. Na maioria das vezes, isso indica apenas "carro", "caminhão" ou fornece alguma informação que o código do país não oferece.
  3. Use os caracteres de 4 a 8 para decodificar informações sobre os tipos de componentes. Isso forma a "descrição do sistema do veículo". De acordo com os códigos específicos da empresa, eles descrevem os tipos de motor e transmissão do veículo, modelo exato e informações semelhantes.
    • Tecnicamente, o 9º caractere também é considerado parte da "descrição do sistema do veículo", mas é usado para confirmar se o chassi é legítimo, não para descrever um componente.
  4. Use o 11º caractere para descobrir a fábrica de montagem. Se quiser saber exatamente qual fábrica foi usada para fazer seu carro, o 11º dígito dirá essa informação. Assim como tudo nesta seção, você precisará encontrar o sistema da empresa para saber mais. Consulte o início do artigo para obter mais detalhes sobre como conseguir isso.
  5. Use do 12º ao 17º dígitos para encontrar o número de série e informações diversas. Cada fabricante pode decidir como utilizar esse espaço para seus próprios propósitos. Mais comumente, esse é um número único de 6 dígitos que diz o número de série do veículo.
    • Alguns fabricantes nunca repetem os números de série, enquanto outros começam novamente do 000001 a cada ano.
    • Os dígitos 10ª ao 17º são chamados de Seção de Identificação do Veículo.

Checando se um chassi é legítimo ou falso

  1. Use uma calculadora on-line para confirmar rapidamente se o chassi é legítimo. Use um motor de busca para encontrar e insira o chassi completo. Lembre-se de usar letras maiúsculas.
    • Siga as instruções abaixo se quiser calculá-lo sozinho.
    • Os vendedores de carros usados de lojas não confiáveis, por vezes, substituem as etiquetas com o chassi para esconder um histórico de danos. Usar uma calculadora on-line pode rapidamente confirmar se ele é falso, mas alguém que queira realmente enganar um comprador usará uma etiqueta real a partir de um modelo semelhante.
  2. Compreenda a finalidade do 9º caractere. Ele é um caractere de verificação obrigatório na América do Norte, mas também usado em outras partes do mundo. Ele pode ser utilizado em um cálculo matemático para determinar se o chassi é falso, e não tem outro propósito.
    • Observação: O caractere de verificação será sempre um número ou a letra "X". Se for uma letra diferente, o chassi pode ser falso ou o carro ter sido feito antes de 1980 e usar um padrão diferente. Outra alternativa é o veículo ter sido feito fora da América do Norte (o que não obriga a utilização do 9º caractere).
    • Anote o 9º caractere agora para verificar no final do cálculo ou encontre-o novamente mais tarde.
  3. Substitua cada letra por um número de acordo com as informações abaixo. O primeiro passo envolve a substituição de cada letra no chassi por um número que pode ser usado em um cálculo. Use o seguinte sistema e mantenha os caracteres na mesma ordem em que substituí-los: Por exemplo, se o chassi começar com AK6, você deverá reescrevê-lo como 126.
    • A e J tornam-se 1.
    • B, K, e S tornam-se 2.
    • C, L, e T tornam-se 3.
    • D, M, e U tornam-se 4.
    • E, N, e V tornam-se 5.
    • F e W tornam-se 6.
    • G, P, e X tornam-se 7.
    • H e Y tornam-se 8.
    • R e Z tornam-se 9.
    • Se houver I, O, ou Q no chassi, ele é falso. Um chassi legítimo nunca usa essas letras, pois elas são facilmente confundidas com números. Se esse for o caso, você pode pular o resto desse método, pois já sabe que o chassi não é legítimo.
  4. Escreva o novo número de 17 dígitos. Deixe bastante espaço entre eles, assim como abaixo do número. Vire uma folha de papel lateralmente para que você tenha espaço para escrevê-lo em uma linha.
  5. Escreva a seguinte linha de números embaixo, um número abaixo de cada dígito: 8 7 6 5 4 3 2 10 0 9 8 7 6 5 4 3 2. Mantenha exatamente essa ordem. Observe que "10" é um número, e deve ficar embaixo de um único número.
  6. Multiplique cada coluna de números. Cada dígito na linha superior será multiplicado pelo número diretamente abaixo dele. Escreva os resultados de cada problema separado; não os transforme em um número longo. Aqui está um exemplo:
    • Um chassi (falso) com letras convertidas em números como descrito acima: 4 2 3 2 2 6 3 4 2 2 6 3 2 0 0 0 1
    • A série de números para multiplicar: 8 7 6 5 4 3 2 10 0 9 8 7 6 5 4 3 2
    • Multiplique 4 x 8 (o primeiro número em cada linha) para obter 32. Multiplique 2 x 7 (o segundo número) para obter 14. Continue até que você tenha os seguintes resultados: 32;14;18;10;8;18;6;40;0;18;48;21;12;0;0;0;2.
  7. Some todos os números da lista. Adicione cada número obtido da etapa de multiplicação para obter um número.
    • Continuando o exemplo acima, obteremos 32+14+18+10+8+18+6+40+0+18+48+21+12+0+0+0+2 = 247.
  8. Divida o resultado por 11 e anote o restante. Não calcule usando decimais, apenas números inteiros. Você pode usar uma calculadora ou fazer isso manualmente.
    • Observação": Se o resto for "10", escreva "X" no lugar.
    • Usando o exemplo acima, 247 / 11 = 22 sobram 5. Escreva 5.
    • Se estiver usando uma calculadora que dá as respostas em decimais, e você não tiver certeza de como encontrar o restante, use uma on-line: [2].
  9. Verifique o 9º dígito do chassi. Se ele for o mesmo que o resto da divisão anotado, é legítimo. Caso contrário, é provavelmente falso. Ele é definitivamente falso se o carro ao qual pertence foi feito na América do Norte depois de 1980.
    • Observe que, se o restante for 10, o 9º dígito correspondente de um chassi legítimo será "X", uma vez que o fabricante não pode usar um número de dois dígitos (10) como um número de verificação.
    • Em nosso exemplo acima, o quinto dígito do chassi legítimo é 2, mas o restante é 5. Esses números não são os mesmos, de modo que o chassi deve ser falso.

Dicas

  • Existem tabelas on-line disponíveis, que listam os caracteres de veículos com combustível flex.
  • Para ler uma etiqueta de chassi no pára-brisa com mais facilidade, veja a placa de chassi do lado de fora do veículo, olhando através do pára-brisa dianteiro. Note-se que as letras I (i), O (o), ou Q (q) nunca são usadas, evitando a confusão com os números 1 e 0.
Теги:
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.
ТОП Комментарии