Como Aceitar a Culpa Quando Merecer

Опубликовал Admin
Às vezes, as coisas dão errado. Algumas vezes, elas são acidentais. Outras vezes, é culpa de outra pessoa. Contudo, há ocasiões em que você sabe que a culpa foi sua e a coisa mais madura e responsável a fazer é assumir o erro, aceitar as consequências e participar da solução do problema.

Passos

  1. Pare e assuma logo que perceber o que aconteceu de errado. Esperar para ver o que vai acontecer é uma má ideia. Assim que perceber que há um problema, mostre onde tudo começou, ou seja, com você. Quanto antes o problema for identificado, mais cedo será possível criar uma solução e minimizar as consequências.
  2. Não enrole. Diga diretamente qual foi o problema, de maneira clara e simples em vez de enrolar e deixar as pessoas confusas, na tentativa de parecer menos responsável. Quando o problema aparece, o caminho mais rápido para a solução é simples, é a identificação direta da origem e dos detalhes do problema. Tentar enrolar pode ser frustrante e no final será mais demorado para resolver o problema, pois eles costumam complicar mais à medida que o tempo passa.
  3. Não tente compartilhar nem mesmo uma parte da culpa. Isso não significa que você deve aceitar a culpa quando ela não for sua. Mas dizer coisas como “Bem, se ele não tivesse feito isso, eu não teria feito aquilo” não é legal. Diga “Sinto muito por isso. Não tinha ideia de que o que fiz causaria este tipo de problema. Como posso ajudar a consertar?”.
  4. Saiba que uma hora a verdade será descoberta. Se estiver por perto quando a verdade aparecer e não tiver confessado sua culpa, sua credibilidade ficará péssima nas situações futuras. Quando as pessoas perceberem que você teve a última chance de assumir sua culpa, mas não o fez, elas não gostarão nada. Quando seu chefe perceber que você deixou que outras pessoas se responsabilizassem por seu erro, seus dias estarão contados ou, pelo menos, suas chances de crescimento profissional serão reduzidas significantemente.
  5. Confie nas pessoas que poderão ajudá-lo. Felizmente, você tem bons pais, parceiros ou gerentes; ou, se estiver na escola, seu professor é justo. Presumir que seu chefe é bom (ou a outra autoridade aplicável em seu caso), é a atitude mais inteligente no caso. A realidade é que a pessoa que tem autoridade sobre você poderá protegê-lo mais do que qualquer outra pessoa, mas se não admitir que causou um problema, você não terá nenhuma proteção quando a verdade aparecer. Se for uma situação profissional, e você procurar seu chefe assim que perceber o que aconteceu, ele poderá ajudá-lo mais do que você pode imaginar. Confiar em seu chefe para que o ajude poderá ajudá-lo no futuro, pois, confessando, você mostrará que, se algo é de sua responsabilidade, você levantará e dirá isso. Quando surgirem problemas no futuro e as evidências mostrarem que você é o responsável, caso você diga que não foi culpa sua, seu chefe acreditará, pois ele saberá que você é maduro o suficiente para admitir seus erros, já que isso foi feito no passado.
  6. Ajude a resolver o problema. Quando causar um problema, não espere ser forçado ou pressionado a resolvê-lo, ofereça-se. Não pergunte “se” você pode ajudar, pergunte “como” você pode ajudar. Veja como as pessoas que sempre costumam ajudar fazem e anote como elas resolvem problemas. Guarde esses dados em sua memória para quando precisar.
  7. Explique-se. Assim que estiver ajudando na correção do erro, deve tentar explicar o que pensou que estava fazendo para que seu chefe, parceiro ou pai possa entender o que fez com que errasse. Muitas vezes, quando você explica o que estava pensando, algumas pessoas poderão dizer “Bem, isso faz sentido...”. Assim, você permitirá que eles o ajudem a corrigir a maneira como pensa a respeito das coisas para que consiga melhorar no futuro.
    • Tenha cuidado para não justificar o erro ou comportamento. Veja a diferença nestas duas frases “Desculpe por ter gritado com você, mas não tenho dormido bem”. (justificativa) versus “Estou no limite porque não tenho conseguido dormir ultimamente, mas foi errado ter gritado com você, desculpe”. Aprenda como pedir desculpas adequadamente.
  8. Aceite as consequências. Pode haver algumas, é por isso que é assustador admitir sua responsabilidade. Mas aceitar a culpa logo e ajudar na solução do problema fará com que a punição seja menos grave. Aceite sua punição da forma mais corajosa possível e, quando terminar, acabou - você aprendeu sua lição e manteve sua integridade no processo.
  9. Recupere-se bem. Não são os erros que nos definem, e sim nossa recuperação. A maioria dos clientes dizem que as empresas em que mais confiam não são perfeitas, mas quando cometem erros, admitem a responsabilidade e oferecem um desconto ou uma troca sem nenhum custo, ou então descontos nas próximas compras para compensar a inconveniência causada pelo erro. O que importa não é o erro, é a forma como você se recupera.
  10. Levante a cabeça e siga em frente. Ninguém é perfeito. Todos cometemos erros. Se formos inteligentes, aprendemos com os erros e prestamos atenção para não repeti-los. As experiências mais difíceis de aprendizagem com erros costumam ser as mais valiosas. Lembre-se que seu erro não foi intencional, você não tentou causar mal a ninguém. Assim que perceber que não foi você quem criou o problema, conseguirá ficar bem. Você pode levantar a cabeça e sentir-se bem, sabendo que deu seu melhor para ajudar as pessoas a se recuperarem com a menor dor possível.

Dicas

  • Você não precisa complicar algumas coisas. Os erros pequenos são fáceis de lidar dizendo “Nossa, foi minha culpa. Desculpe-me”. A outra pessoa poderá dizer “Tudo bem. Mas no futuro, prefiro que faça desta forma, certo?”. Se fizer um escândalo, é melhor acalmar-se para resolver o problema, ou acabará perdendo tempo.
  • Os seres humanos cometem erros. É melhor aceitar isso do que ignorar, devido ao seu ego. Os erros nos ajudam a crescer e aprender. Se não cometermos erros, não cresceremos, nem aprenderemos.
  • Não presuma que seu chefe, pai ou professor pensará mal de você caso cometa um erro. Assumir os erros logo fará com que você conquiste o respeito dessas pessoas e não fará com que pensem mal sobre você. É praticamente garantido que eles já cometeram um ou dois erros até hoje.

Avisos

  • Esteja preparado para aceitar consequências negativas. Ser maduro o suficiente para assumir significa ser maduro o suficiente para aceitar a punição, caso exista alguma. Ainda assim, é melhor aceitar a punição por um erro que pode ser rapidamente corrigido do que aceitar a punição por algo que ficou tão complicado que houve repercussões por anos. Seu chefe não gostará disso, portanto é melhor assumir e lidar com os problemas antes que cheguem a esse ponto.
  • Pode não ser seguro admitir erros para uma pessoa abusiva, que grita exageradamente ou ataca as pessoas fisicamente. Se estiver perto de uma pessoa assim, peça ajuda de alguém confiável e saia dessa situação imediatamente, se puder.
Теги:
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.
ТОП