Como Ser um Músico de Jazz

Опубликовал Admin
2-01-2018, 14:00
604
0
Você se considera um frustrado músico de jazz? Toca as notas corretamente, mas não consegue encontrar o som perfeito? Aprenda aqui como o jazz funciona e como imergir-se por completo.

Passos

  1. Ouça muita música jazz. Charlie Parker, Thelonious Monk, Ella Fitzgerald, Miles Davis, John Coltrane, Charles Mingus, Eric Dolphy, Pepper Adams, Louis Armstrong, Chet Baker, McCoy Tyner, Art Tatum, Sidney Bechet, Oscar Peterson Al Jarreau, Ray Brown, John Scofield, David Benoit, Cannonball Adderley, Herbie Hancock, Bill Evans, Dave Brubeck e Peter White são excelentes artistas de jazz, cada um com sua incrível peculiaridade.
  2. Ouça jazz sem parar. Passe vários dias sem qualquer outro gênero de música. Você notará a diferença.
  3. Descubra onde você pode assistir a eventos de jazz em sua cidade e vá com frequência.
  4. O jazz, com frequência, tem um característico uso de tercinas chamado de 'swing'. É possível explicá-lo de diversas formas, mas a melhor forma de aprendê-lo é ouvindo o jazz. No entanto, esteja ciente de que artistas como Thelonious Monk e Charles Mingus têm estilos distintos de 'swing' que podem não agradar aos ouvidos de todos.
  5. Treine o cérebro e os ouvidos. Tente acompanhar o ritmo de uma música do início ao fim. Comece com uma simples de quatro tempos, com 'swing', dos Art Blakey's Jazz Messengers (observe as síncopes em "Moanin'"). Analise a música enquanto a ouve.
  6. Somente depois dessa abordagem analítica, sintetize. Observe a interação entre grupos bem próximos, como os de Bill Evans ou Dave Holland, em apresentações ao vivo. Atente-se à forma como "sentem", como reagem um com relação ao outro. Nesse meio-tempo, a experiência musical será cada vez mais recompensadora e ganhará profundidade. Experimente trabalhar com músicas mais complexas.
  7. Compare uma faixa do jazz a outra, do pop moderno ou, ainda, clássica. Anote as diferenças ouvidas na forma como as notas são tocadas.
  8. Toque uma escala de blues. Há muitas escalas diferentes usadas no blues. Esta é a de C (dó): C (dó), E♭{\displaystyle \flat } (mi bemol), F (fá), F♯{\displaystyle \sharp } (fá sustenido), G (sol), B♭{\displaystyle \flat } (si bemol), C (dó).
  9. Toque a escala cromática com a mão esquerda e sustente cada nota por duas batidas.
  10. Escolha uma nota C (dó médio, grave ou agudo) e toque-a repetidamente com a mão direita ao mesmo tempo em que toca a escala cromática com a esquerda.
  11. Experimente ritmos diferentes. Depois de algumas vezes, acrescente o E♭{\displaystyle \flat } (mi bemol) à execução.
  12. Toque C (dó) e E♭{\displaystyle \flat } (mi bemol) em conjunto ou separadamente. Suba por todas as notas na escala de blues acima.
  13. Aprenda a escala de blues em, pelo menos, todos os sete tons principais.
  14. Tente memorizar os solos de suas gravações favoritas e toque-as várias vezes, por conta própria. Isso exige muita paciência, mas trará grandes avanços.
  15. Registre-se em uma página de jazz e absorva o conteúdo nela presente. Uma sugestão é a americana LearnJazzPiano (em inglês).
  16. Experimente outros sons e descubra o que fica bom. Comece na seção Jazz Piano Lessons (inglês para "lições de jazz para piano") e experimente ideias novas.
  17. Pratique tanto quanto possível.
  18. Junte um pequeno grupo ou uma grande banda para ensaiar semanalmente. Isso não somente o ajudará em suas habilidades de leitura e improvisação, como também a se tornar um melhor músico em grupo (aprender a tocar no tom, a ter equilíbrio com os outros músicos e assim por diante). Algumas das melhores coisas a se aprender virão de outros músicos de jazz, então junte os melhores que você conseguir para fazerem parte de seu grupo. Idealmente, é importante que sejam melhores e mais experientes do que você. De outro modo, não haverá qualquer aprendizado em ser a "estrela" do grupo. Visite a página PDFJazzMusic para baixar materiais gratuitos para bandas e grupos menores.

Dicas

  • Ao praticar o jazz, ative o metrônomo para que toque nas batidas 2 e 4 — elas são as mais importantes no jazz, sua base.
  • Se você quer aprender jazz ou piano de um modo geral, faça aulas, pois é importante ter alguém que possa guiá-lo.
  • Há alguns modos que você pode aprender, como o dório, o segundo grau em uma escala maior. Há diversos modos diferentes e, inclusive, variações dos mesmos — apesar de não serem estritamente necessários para a execução do jazz, será útil limitar-se a eles no começo, e avançar a partir daí.
  • Ao praticar escalas e acordes (nas batidas 2 e 4 do metrônomo), experimente articular as outras batidas: posteriormente, você também poderá tentar mudar o ritmo em uma batida a cada vez em que tocar uma escala.
  • A série "play-along " de Jamey Aebersold pode ser uma ferramenta de prática bastante útil, pois inclui uma seção de ritmos com a qual você pode tocar. A seção Bass/Piano pode ser executada invertendo-se as mãos.
  • Aprender os acordes de um blues com 12 compassos é ótimo para iniciantes. Geralmente, eles seguem o padrão 1|4|1|1|4|4|1|1|5|4|1|1. Nesse caso, 1 representa a raiz, ou a primeira nota do tom a ser tocado, e os outros números são graus respectivos da escala — de modo que, se você estiver tocando um blues em C (dó), os acordes serão C7 (dó com a sétima)|F7 (fá com a sétima)|C7|C7|F7|F7|C7|C7|G7|F7|C7|C. Outras variações incluem uma mudança para "2-5-1" nos últimos quatro compassos, ou um 3-6-2-5-1.
  • Toque muito! Invista tempo em ensaiar com uma faixa de fundo.
  • Vá devagar. Isso não acontece da noite para o dia.
  • O gênero basie é bastante relaxado, inspirado por Count Basie em conjunto com Freddie Green e Jo Jones. Toque antecipando um pouco a batida, mas sem arrastar o som.
  • Não tenha medo de improvisar! Explore as escalas e toque o que soar como o jazz, para dar a sua personalidade à execução!
  • Nota importante: todas as batidas são importantes no jazz. As batidas 2 e 4, tradicionalmente, são onde o baterista toca o tempo com o chimbau. Tome cuidado para não enfatizar acidentalmente as batidas 2 e 4, o que pode acontecer se você configurar o metrônomo dessa forma. Pratique também com o foco nas batidas 1-4. Na verdade, a ênfase nas batidas 2 e 4 em cada compasso traz uma sensação de groove mais intensa. A música terá um balanço mais forte, uma sensação mais alegre e com um melhor senso temporal.

Avisos

  • Demora muito para se aprender a tocar instrumentos. Não se sinta frustrado se não pegar as coisas logo de início. Pratique sempre que for possível.

Materiais Necessários

  • Um bom instrumento
  • Dedos velozes
  • Paciência e tempo
  • Conhecimento básico de ler partituras e tocar notas
  • Músicas de jazz e blues para ouvir
  • Metrônomo
  • Determinação
Теги:
Information
Users of Guests are not allowed to comment this publication.